A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

09/05/2011 12:43

Ibama MS multa em R$ 105 mil dona de fazenda onde ocorria safári de onças

Ítalo Milhomem
Carcaças foram encontradas pela polícia.Carcaças foram encontradas pela polícia.

Beatriz Rondon, proprietária da fazenda Santa Sofia no município de Aquidauana, que também é uma unidade de conservação ecológica foi multada em R$ 105 mil pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais de Mato Grosso do Sul) por conta das peças de animais silvestres mortos em caçadas encontradas na sede da propriedade. Ela foi autuada por crime ambiental de caça ilegal de animais silvestres.

As multas foram definidas com base na pericia da Embrapa (Empresa

Brasileira de Pesquisa Agropecuária) Pantanal feito nos dois crânios de onças apreendidos na operação Jaguar II da Polícia Federal em conjunto com Ibama/MS.

Também fazem parte da autuação as 16 galhadas de cervos do Pantanal, uma de sucuri, que foram encontrados na fazenda. As multas tiveram o valor dobrado por se tratar de abate de animais silvestres para fins turísticos em uma Unidade de Conservação.

As investigações que resultaram na operação foram iniciadas após um vídeo, que mostra o safári na fazenda Santa Sofia. Beatriz aparece nas imagens enviadas para a Polícia federal.

“É uma fêmea muito linda, mas estava matando o meu gado”, diz Beatriz no vídeo. Ela chegou a ser presidente de uma ONG para preservação do Pantanal, a SODEPAN ( Sociedade para a Defesa do Pantanal).

No início do ano, ela denunciou, inclusive, mortandade de peixes no Rio Negro, que depois foi avaliada como fenômeno natural, conhecida como decoada.

Beatriz Rondon, proprietária da fazenda Santa Sofia, ficou conhecida por denunciar decoada no Rio Negro.Beatriz Rondon, proprietária da fazenda Santa Sofia, ficou conhecida por denunciar decoada no Rio Negro.

A proprietária da fazenda foi procurada pela reportagem do Campo Grande News, mas avisou que somente irá se pronunciar por meio do seu advogado, Renê Siufi, que afirmou que irá recorrer da multa, já que as alegações da Polícia Federal e do Ibama seriam infundadas.

“Ainda não estou sabendo muito bem desta multa, mas vamos tomar todas as medidas porque essa multa é altamente ilegal. As alegações de que os crânios são novos não tem fundamento. Eles são antigos e os vídeos também, até porque se fosse algo recente todos estariam presos em flagrante. O vídeo também não é original e foi editado. Vou pedir a perícia a perícia em todo esse material”, afirmou Siufi.

Já o Ibama garante que perícia feita nos crânios dos animais mostra que a morte foi recente, porque ainda há material orgânico.




No próximo safari que a Beatriz Marruá organizar ela pega a grana de volta!!!! Isso é se ele realmente pagar essa mixaria...!!!
 
Carlos Ruiz záfon em 30/05/2011 01:33:06
Não existe pior tipo de pessoa do que aquelas que não assumem o que são, posam de pilar da moralidade, de gente decente, quando na verdade são podres, sem caráter, decência, sem preocupação com as outras pessoas e com o mundo, egoístas e mesquinhas, só pensam em si e no seu bolso. Espero que essa "mulher", porque tenho vergonha de uma mulher estar à frente disso, pague por esse crime, multa é pouco. Na verdade eu quero que ela se dane. Maldita.
 
Rovena Ceccon em 10/05/2011 10:40:29
cento e cinco mil reais, vc estão brincando né, só pode,ela vai só pagar e ficar em liberdade?não acredito,mas aq no nosso pais só pobre vai preso.cada um tem o governo que merece.
 
lucia helena em 10/05/2011 10:22:05
Eu concordo com o Jose Leonardo, mas essa senhora é tão podre, se a onça come-la é capaz de ter uma indigestão tão grande que morreria do mesmo jeito. Coitadinha da onça mereçe uma morte melhor....rsrsrs.
 
Elza Sandim em 10/05/2011 10:18:12
Essa mulher, Beatriz Rondon não deve ser descendente dos verdadeiros Rondons deve ser alguma terrorista adotada pela familia! Se a área é uma Unidade de Conservação deveria ser confoscada mesmo como penalidade. Mas que penalidades? Nesse Pais que quem paga são somente os pobres. Sr Carlos Roberto ha muitos peciarista que criam seu gado respeitando o ambiente, que é o correto né?! É bom lembrar que não as onças ououtros animais que invadem nosso território e sim o HOMEM, animal racional e ganancioso que invadinto o territorio de todos os animais...
 
Edson Souto em 10/05/2011 10:04:11
QUE VERGONHA ein?
Sabe qual seria a melhor multa pra essa sem vergonha? Colocar ela em cima de uma árvore, chamar um monte de estrangeiro e deixar eles brincando de tiro ao alvo pra ele ver como é bom!

Safada, sem vergonha, devia mofar na cadeia!!!

PROTEÇÃO AOS ANIMAIS SEMPRE.
 
Maria Aparecida de Souza em 10/05/2011 09:43:35
Façam uma experiência com essa mulher: coloquem ela no alto de uma árvore, embaixo uma dezena de cães e uns quatro homens armados apontando suas armas para ela. Aproveitem também e envolvam ela num couro de onça. Gostaria de ver qual a sensação dela e de outros caçadores desse belo animal se estivessem no topo de uma árvore, com medo, desesperados, esperando a morte. Os animais são irracionais, mas nossa "racionalidade" tá dando nojo!
 
adalberto rebelo em 10/05/2011 09:22:35
poxa matar um animal inocente desde que não causa danos ja esta em extinção e acham lindo vendo cachorros comendo porq não faz coisa que presta.a justiça deu uma multa pequena isso não traz elas de volta é pouco tem que pagar muito mais
 
VALQUIRIA PEREIRA DE SOUZA em 10/05/2011 09:12:57
Essa mulher é como uma superbactéria que infecta de dentro para fora. O organismo do Pantanal não resistirá, se ela se propagar inspirando outros fazendeiros. Por isso a punição deveria ser exemplar, e não irrisórios R$150.000,00. Aliás, creio que nem mesmo esse valor será pago, afinal trata-se de socialite endinheirada e não deixará de haver advogados mercenários dispostos a culpar as onças por não se mudarem ou não respeitarem os bezerros. Onça, hoje em dia tem mais é que ser vegetariana
 
antonio benedito de oliveira em 10/05/2011 08:54:08
O comentário da sra Beatriz Neves é bastante sábio e verdadeiro, todos os governos deste Brasil, governam para poucos. Praticam verdadeiras injustiças com pessoas menos favorecidas, duvido se fosse um outro fazendeiro que não tivesse seu nome conhecido, não estaria agora sendo mutilado primeiro pela PMA e Ibama e depois pela imprensa, mas como algumas pessoas tem seu nome maior que suas atitudes ficam sempre protegidas. É vergonha isso, estão destruindo o no MS. O estado de MS não é mais rico e desenvolvido porque as pessoas que deviam criar, fiscalizar e respeitar as leis são as que mais a desrespeitam ..
 
Rodrigo Souza em 10/05/2011 08:42:04
Pelo gosto egocêntrico desta “distinta Senhora” essa vergonha nem deveria ser chamada de multa R$: 105.000.00 pois com que ela ja embolsou paga tranquilo essa multa. Pois é de conhecimento notório de alguns membros de seleta sociedade de tudo que ocorria nesta reserva. Como exemplo eis que ela só foi acha depois da divulgação da mídia, há o maior garoto propaganda foi a decoada e só queria saber que corrompe quem aqui na terra de coronéis.
 
Ivone do Carmo em 10/05/2011 08:10:57
infelizmente ela não vai pagar esta multa, porque no brasil politicos e milionarios tem dinheiro para pagar e fabricar provas não vão para a cadeia nunca, infelismente.
 
sergio sangalli em 10/05/2011 07:50:34
A multa que o Ibama aplicou é uma piada! Ela vai pagar dando risada...

Tinham que tomar a fazenda dessa mulher!!!
Vergonha!!!
 
Ana Eliza em 10/05/2011 07:50:16
Deveriam desapropriar a fazenda dela e mandar leiloar.........é lamentável saber que um ser "humano" faça essas barbaridades para obter lucro. Só pode ser por falta de formação, educação,.......algo assim.
 
Cláudio Roberto de Oliveira em 09/05/2011 10:35:45
esta investigação, teve inicio na fazenda Taiaman, municipio de corumba, pela PMA,na data de 07/05/2009,por ter estrageiros e envolver pessoas de outros estados,todos os levantamentos feitos, foram remetidos ao MPE.
 
LUIZ CARLOS em 09/05/2011 10:04:54
Até parece que pagará algum centavo por este crime. A queridinha vem de Familia tradicional da região e vai continuar causando danos ao nosso meio ambiente! Nesta terra quem vai se envolver com com nossos coronéis? Infelizmente ainda veremos muitas e muitas reportagens que só envergonham e degradam nosso estado, e talvez muitos só conhecerão esta natureza exuberante somente por estas tristes imagens...
 
Ana Jonas em 09/05/2011 09:52:47
como um ser humano como esse foi capaz de tanto absurdo com com a fauna pantaneira, esses rondons são os maiores destruidores da nossa natureza, deveriam ser exemplo de preservação ambiental pelas terras que tem, mas que pisada de tomate foi essa.
 
wilson jose pereira junior em 09/05/2011 09:52:24
Ja conseguiram retirar o video do Youtube ...
Lamentavel ...
"Voces escrevem o que eu vo dizer, isso ai não vai dar em nada", não é eu que estou dizendo é a impunidade que sempre deixou de ser aplicada as pessoas que tenham dinheiro, agora se fosse um beltrano ou ciclano que se encontrava naquelas imediações pescando, concerteza seria esse o alvo e encerramento das investigações para mostrarem e dizer "caso encerrado, ta aqui ó o culpado",aqui no estado e no brasil é desse jeito, e só pra terminar, nem se puserem a CIA nesse caso vão achar o Tonho da onça o verdadeiro caçador de onça ... fico por aqui mais uma vez com aquela sensação de impunidade no ar pra quem comete esses crimes no nosso estado...
 
Thiago Bittencourt em 09/05/2011 09:23:12
Ela deveria perder as Fazendas , o gado..e a grana....O local todo poderia ser transformado em Reserva Ecológica.
 
izamar lima alves em 09/05/2011 08:56:47
Fazendeiros sempre mataram e sempre vão matar onças. A questão é que a maioria não é burra o bastante para filmar e fazer provas contra si mesmos. O que devemos fazer é como os países mais desenvolvidos, que transformam suas áreas onde há grande incidência de vida animal em parques nacionais. Para isso, basta indenizar corretamente os proprietários das áreas desapropriadas.
Um projeto bem feito de turismo no pantanal poderia ser perfeitamente viável, possibilitando ao estado arrecadar com os visitantes que certamente viriam de todas as partes do Brasil e até do exterior.
 
cristina teresa em 09/05/2011 08:46:13
R$ 105.000,00 de multa?!? É um escárnio! E o advogado ainda quer recorrer. A multa teria que ser, no mínimo, 10 vezes maior. O ideal seria nem multar, mas confiscar as terras dessa senhora para transforma-las, de verdade, em uma reserva do Pantanal geridas pelo Estado.
 
Eduardo Figueiredo em 09/05/2011 08:43:09
Gente, chega a dar nojo ver a atuação dos advogados do estado do MS. Essa raça é capaz de defender o assassino da própria mãe se for bem pago. No caso da morte do segurança da boate, o ilustre advogado do assassino disse que a vítima foi morta pela massagem que lhe aplicaram na tentativa de salvá-lo(????). Agora, o advogado dessa criminosa cara d epau diz que os animais foram abatidos há mais de 50 anos. Ora, bolas, a fazendeira não aparece no vídeo onde uma onça pintada é covardemente abatida? Ou será que há cinquenta anos já existia camera filmadora portatil digital? kkk
Sem contar que a fazendeira aparenta ter, no filme, mais de cinquenta anos. Ou o filme é recente u ela teria que ter mais de cem anos agora. Se bem que, dizem, as bruxas vivem muito.
 
ricardo griao em 09/05/2011 08:41:32
Muito boa, Jose Leonardo. A desculpa esfarrapada de sempre é que as onças matam o gado. Mas os criminosos dessa fazenda matavam cervos também. Será uma nova espécie de cervos carnívoros? kkkk
 
sergio tomeh em 09/05/2011 08:36:07
demagogia barata! sensacionalismo!
 
carlos merin em 09/05/2011 08:12:54
Em Brasilia a tempos atras um senhor idoso foi preso porque retirou casca de uma arvore para fazer rembédio para sua esposa que estava doente; Aqui em MS essa senhora se finge de ambientalista, faz isso e ninguem toma nenhuma atitude energica.
Esse montante da multa não deve ser nem a terça parte do que ela já faturou com os safaris que fez.
Acho que alguém deve ter levado um troco para deixar isso barato assim...
 
Jefferson Fernandes em 09/05/2011 08:01:37
-Que falta de carater desta gente podre
 
Wilson Marques em 09/05/2011 07:58:31
queria ver se fosse um pobre armado com um revolver calibre 22 estaria preso sem direito a fiança...mas uma fazendeira de familia rica do MS ... foram diversas armas de diversos calibres, fora as carcaças e videos.... mas tem o distinto advogado do ricos.. nem p/ cadeia vai... e a multa nem chega a renda de dois turistas que frequentavam o tal safari....ai vejo qi a estatua da justiça qi tem a venda nos olhos não é atoa...kkkkkkkkkkkkkkkkkk
 
wagner barça em 09/05/2011 07:51:23
Muito racional todo mundo defendendo o perdimento de uma propriedade rural e até o assassinato de uma mulher por causa de onça. Não que ela esteja certa, mas vamos com calma né.
Agora, matar cervo é sacanagem ein. Tem que multar mesmo.
A propósito "Adriano R. dos Santos" não vale generalizar.
Se não gosta de pecuarista para de comer carne.
 
Carlos Roberto em 09/05/2011 07:43:02
Que multa barata to pensando em começar a caçar onça tambem,e viva o brasil!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
 
everaldo pires em 09/05/2011 07:38:22
Como esta fazendeira, existe muito outros que estão depredando o pantanal, inclusive alguns POLITICO Sul Matogrossense, podem procurar que voceis vão achar o que eu estou escrevendo, mas a CADEIA é pouco pra ela, que fica insentivando o vandalos nas reservas que deveria ser protegida....cadeia nela...é dificil, mas vamos acreditar nas autoridades Matogrossense
 
João Paulo Barbosa em 09/05/2011 06:50:35
Infelizmente, no Brasil, a Justiça é lerda e finge-se de cega!! Essa multa de R$105 mil é um valor irrisório!! Essa senhora deveria receber uma multa de, no mínimo, R$5 milhões de reais, aí sim ela poderia sentir no bolso o valor do prejuízo causado ao meio ambiente.
 
Sebastião Ribeiro em 09/05/2011 06:13:04
joga ela pra onça comer!!!
 
geissy atagiba garcia em 09/05/2011 06:07:42
O valor dessa multa não tem o menor cabimento para quem acompanha os valores aplicados pela PMA em pequenos fazendeiros que tentam sobreviver produzindo a carne.
Eu duvido que ela vai pagar alguma coisa.

Quando ela denunciou a "dequada" que ocorreu no Pantanal no ano de 201, que todos sabiam que era dequada inclusive ela que reside no Pantanal, ela gerou um gasto financeiro enorme para o Estado, pois as declarações dos técnicos da área não foram suficientes, e o Estado gastou muitos recursos para provar por meio de análises e horas de técnicos que era "dequada".

Acho que deveriam enviar para ela as contas de quanto o Estado gastou e ela deveria ressarcir o Estado. Ela fez isso só para aparecer, pois todos que conhecem o Pantanal estão cansados de ver esse fenômeno acontecer todos os anos.
 
Beatriz Neves em 09/05/2011 06:03:22
Essa "distinta senhora" - é uma tremenda cara de pau, assassina de onças, cervos, capivaras...e ainda tem a petulância de posar como ambientalista pantaneira. É a máxima da hipocrisia!! Afff!!
 
Naira Silveira Marques em 09/05/2011 05:52:36
Palhaçada.....
 
Douglas Lotufo em 09/05/2011 05:48:13
Só isso??!
 
Annie Márcia em 09/05/2011 05:32:23
Pelo crime e, principalmente, pela hipocrisia dessa cara aí, que fazia pose de defensora do meio ambiente, ela tinha que pegar uns bons anos de cadeia. Ah... e porque essas propriedades desses criminosos ambientais não são confiscadas, para transformá-las em parques de conservação da flora e da fauna? Duvido que depois do primeiro confisco, esses pecuaristas não parariam com a matança de onças!
 
Adriano Roberto dos Santos em 09/05/2011 05:13:33
É pouco! Tem que é que ir para a cadeia!
 
Claudio Sanavria em 09/05/2011 04:57:10
Na minha opinião, esta fazenda deveria ser totalmente confiscada pelo IBAMA e anexada às reservas ecológicas da União, dando assim a merecida proteção aos nossos inocentes animais silvestres ameaçados de extinção. Multas não são o correto, pois no final se recorre, forja-se uma defesa incoerente que infelizmente acabam sendo aceita pelas nossas autoridades. Precisam fazer alguma coisa para salvar nossos animais urgente...
 
Wilson A. Cardoso em 09/05/2011 04:21:35
Concordo com o Sergio Correa, manda esse animal bípede para a Cadeia. Essa senhora é pior que a onça, que ataca sem ser atacada. A sociedade não tem lugar para uma animalesca desta magnitude.
 
antonio jose. em 09/05/2011 04:11:59
Por que que ela nao mandou caçar o gado dela, aff que pais em que vivemos!!!Desta forma como que nosso netos verão onças e outros animais silvestres,realmente isso é o cumuldo absurdo!!Espero que a justiça tome providencias mais serias,para que sirva de exemplo, e quero dizer algo mais isto é apenas a ponta do ice berg!
 
Reinaldo Costa em 09/05/2011 04:01:34
custo por pessoa safari ecologico - r$ 60.000,00
multa IBAMA - r$ 100.000,00


..rsrsrs , sem comentarios !!
 
Sergio Correa em 09/05/2011 03:55:49
tinha que solta essa mulher em uma fazenda e fala corre se não vai fica só a ossada também. judiação já é dificil achar onças em nosso Estado MS, agora essa comédia ai ainda fazia caça em sua propriedade, as onças estavam matando o gado mais e os cervos do pantanal também matavam gado?hahaha...tinha que ser presa não multada..as onças estão onde sempre estiveram, nós que se apropriamos do habitat natural delas.
 
Jose Leonardo em 09/05/2011 03:27:50
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions