A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

15/05/2012 12:37

Mulher resgata arara ferida, tenta ajuda sem sucesso e chora ao ver ave morta

Viviane Oliveira

Ela encontrou a ave na manhã de ontem com a asa quebrada, acionou os órgãos ambientais e ninguém foi buscar o bicho.

Yenny sofre e chora com a arara já morta nas mãos. (Fotos: Minamar Júnior)Yenny sofre e chora com a arara já morta nas mãos. (Fotos: Minamar Júnior)

Lágrimas no rosto e uma ave morta nas mãos. A cena, que para muitos pode parecer exagero, é o retrato do apego e ao mesmo tempo indignação de uma mulher que lutou, até o fim, para salvar a vida de uma Arara Canindé em Campo Grande.

A jornalista Yenny Caballeiro conta que a saga começou quando a arara caiu com a asa quebrada de um coqueiro na manhã de ontem (14), na rua José Tavares do Couto, no bairro Itanhanga Parque, em Campo Grande. “Eu vi que ela estava com a asa quebrada, então a peguei com cuidado e coloquei dentro de uma bacia”, disse.

A partir daí a jornalista começou a ligar para todos os órgãos de meio ambiente na tentativa de conseguir salvar a arara. No entanto, afirma, ninguém apareceu para buscá-la e a ave amanheceu morta. “Nós fomos até orientados a não dar comida, água e nem ficar olhando muito para não estressar o bicho”, relata.

Para Yenny, o fato só reforça o que ela já sabia "a falta de respeito, consideração e responsabilidade" dos órgãos públicos. “Eu já chorei tanto por causa dessa arara”, lamenta a mulher com a ave nas mãos.

A PMA (Polícia Militar Ambiental) foi acionada para ir até a casa em busca do animal, porém, de acordo com o major, Ednilson Queiroz, das duas viaturas disponíveis, uma estava em Terenos e a outra em Rochedo, em um chamado de denúncia.

“Como não tinha viatura disponível, ela foi orientada a levar o animal para o CRAS (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres)”, disse, acrescentando que além de Campo Grande, o órgão atende Jaraguari, Ribas do Rio Pardo, Sidrolândia e Rochedo.

Ainda de acordo com o major, o procedimento agora é ir buscar a ave e empalhar, para servir como exemplo durante aulas para as crianças de educação ambiental. “Nós capturamos animal há 25 anos, mas não é só dever da Polícia Ambiental”, finaliza.

Yenny Caballeiro mostra que ave caiu de um coqueiro.Yenny Caballeiro mostra que ave caiu de um coqueiro.



Não dar comida nem água, pra bom entendedor meia palavra basta, ela não estranhou esta orientação? é obvio que não queriam ajudar, como pode orientar não dar água para um animal? Fiquei com o coração partido, tinha q ter levado no veterinário. absurdooo.
 
Debora de Moura em 10/06/2013 23:51:44
Chorou de remorso por não ter feito algo para salvar a arara, deixou a coitadinha agonizando a noite inteira. Devia ter levado ao CRAS ou ao veterinário.
 
Rose Alves em 11/07/2012 12:11:52
se fosse para entregar intimação sobre calçada, terreno sujo, piso tátil aí o negócio é rápido mas para resolver problema esquece meus amigos, e fando em piso tátil fica aqui minha duvida e pergunta ao mesmo tempo, ao atravessar a rua que sem dúvida e mais perigoso que andar na calçada não tem piso tátil ou será que a Prefeitura vai doar aos cegos bengala com sensor?
 
ilma da silva matos em 26/05/2012 08:38:59
para os críticos de plantão doam uma viatura para pma,e muito facil criticar o dificil e agir, realmente eles nao tem viatura, eu sei porq trabalho lá´....
 
fernanda santos em 17/05/2012 06:54:31
Gente, tenho certeza que não foi descaso!!! A PMA é um órgão sério! Se não foram buscar é porque não deu mesmo! Infelizmente eles sempre sofreram com a questão da infraestrutura... Eu mesma já os acionei para que resgatassem um papagaio achado e eles atenderam prontamente. Podem ter certeza do comprometimento da PMA. Quem dera outros setores da sociedade tivessem 50% da presteza que eles têm!
 
Ana Almeida em 16/05/2012 09:12:45
Parabens pelo afeto a essa vida, ainda que em um animal que não é "gente". Há que mudar o paradígma de atendimento de muitos órgãos, os critérios de trabalho e de concurso para o ingresso. Não é crítica destrutiva, mas há que se alterar. Num caso desses deveria ter alguem (bastava UM servidor) para tomar pé da situação e encaminhar o animal. E é leviano querer que o cidadão (ã) leve a suas espensa
 
LARAMA LOPES em 16/05/2012 08:32:23
Eu resgatei uma coruja machucada, e eu mesmo levei no Cras no intervalo do meu horário de almoço, entreguei rapidinho e sem burocracia, se fosse um animal de grande, aí sim eu chamaria a PMA.
 
levi júnior em 16/05/2012 08:08:49
Interessante os comentários jogando a culpa em cima da Yenny: se ELA era quem devia levar o animal até o(s) Órgão(s) competente(s), então PRA QUE É QUE ELES EXISTEM????
 
Andrea Santos em 16/05/2012 08:01:09
pessoal é so um bicho,nao é gente nao! pra que tanto drama!! brasileiro gosta dessas besteiras,tanta coisa importante pra dar valor!! affff!!!!
 
roberto perez em 16/05/2012 07:57:03
Lamentável!
 
Ari Lopes da Rosa em 15/05/2012 12:50:51
Se fosse pra multar vc já teria recebido qqr órgão responsável
 
Elida Benito em 15/05/2012 12:45:23
Críticas à "inoperância" da PMA - que fez, sim, a sua parte, dentro de suas limitações - refletem uma sociedade "virada de ponta cabeça", na qual, por lei, um ovo de tartaruga chega a ter mais direitos que um embrião humano. Um lembrete que talvez sirva de consolo: esta arara morreu por acidente, mas, e se fosse no habitat natural do bicho, onde impera, literalmente, a "lei da selva" das onças?
 
Marcel Ozuna em 15/05/2012 10:57:26
Criticar a Policia
Ambiental e fácil mais por que esses que só criticam não vão la ver oque realmente acontece,
 
Waldecir de Lima em 15/05/2012 09:02:42
a mesma situação já aconteceu comigo . realmente eles num vem. dizem que falta viatura ou falta pessoal etc. se a população começa a levar até esses locais , logo logo teremos que prender o bandido e levar para a delegacia e esperar um dia inteiro com cara amarrado para ser atendido ...........
 
nereu alamini em 15/05/2012 09:00:27
POR QUE ESSA SENHORA NÃO LEVOU A ARARA EM UM VETERINÁRIO. QUE INERCIA. AGORA NÃO ADIANTA CHORAR E NEM POR A CULPA NOS OUTROS.
 
Caio Trindade em 15/05/2012 08:51:10
"uma mulher que lutou, até o fim, para salvar a vida de uma Arara".
Sim.
Só se ela estava presa em casa (a mulher) e ninguém sabe, porque lutar até o fim é colocar o animal em carro (táxi ou próprio, na hora do aperto a gente arruma) e buscar socorro. Ah gente, pelo amor do amor. É demais, é demais. Tivesse toda essa paixão mesmo a arara não teria amanhecido em casa. Desculpe a sinceridade.
 
Cristianna Lunardelli em 15/05/2012 07:53:12
bom,na verdade só quem passa por um momento desses sabe como é,o desespero a dor,a dúvida se vão vir buscar o animal ou não,e se ela fosse levar enquanto o socorro ja estava a caminho....em fim;deve passar tudo isso pela cabeça da pessoa,mas as desculpas sempre são as mesmas,já perceberam????
nunca tem viatura!isso é uma vergonha.e agora a coitada da arara depois de sofrer tanto vai ser empalhada
 
marta brito em 15/05/2012 06:46:55
Só tenho uma pergunta: não poderia ela ter LEVADO até o CRAS ou a um veterinário?
Na verdade, duas: não pensou nessa possibilidade, a de levar em vez de esperar buscarem?
Não tira a culpa da falta de atendimento, mas nos faz pensar no sentido e necessidade de PROATIVIDADE.
 
Sérgio Amorin em 15/05/2012 05:44:52
Essa mulher ainda corre o risco de multada e presa acusada de maus tratos a animais. É assim que a polícia ambiental trabalha.
 
Bruno Pierotti em 15/05/2012 05:14:32
Nunca lí nada(NADA) tão sensato como o comentário do colega: Antonio Garcia (em 15 de maio de 2012 - terça às 14:57) #fato; minha gente! Impressionante como Servidores Públicos "enchem" a boca para fazerem SEMPRE as mesmas críticas sobre salários, condições de trabalhos e etc... E ainda, também SEMPRE tem suas justificativas sobre tudo o que ocorre; só não acontece o que deveria ACONTECER. Pq?
 
Rafael Medina em 15/05/2012 04:52:08
o correto era ter levado urgente para clinica veterinaria.nao ter deixado o animal amanhecer com dor e morrer.
 
ademar de matos. em 15/05/2012 04:49:20
É bem a cara do brasileiro, ficar esperando q alguém faça alguma coisa por nós, pq não colocou a ave no carro e foi levar no CRAS, inaceitável, e claro que é mais fácil colocar a culpa no outro, do que assumirmos a responsabilidade, poderia com certeza ter se prontificado a ajudar de outra forma, as pessoas falam em defesa do animais, e quando realmente aparece a oportunidade de ajudar, por Deus!!
 
Andréa Moraes em 15/05/2012 04:45:11
Sabe o que é pior!!! Não é a arara ter morrido, são as desculpas!Não tem viatura, o salário é ruim! Falta isso ou falta aquilo!!! Mentira!!! Dinheiro nos órgão públicos não faltam!!! Falta é vontade!! Na ora de fazer o concurso, não vejo ninguém reclamar do salário, pelo contrário até novena e promessas para passar no concurso fazem. Para com isso gente, chega de colocar desculpa na incompetência.
 
Fabio Gasparoto em 15/05/2012 04:40:11
A preocupação agora, é quem vai disputar o poder na prefeitura e governo no próximo ano, só se fala isto.Pensem antes de votar, de o troco que eles merecem, esta é uma de nossas armas,eu vou fazer isto.
 
MIRTES LOURENÇO CAMILO CAMILO em 15/05/2012 04:33:37
Para quem ama a natureza é de fazer chorar mesmo, mas da próxima vez não adianta esperar pelo os outros. Tem que levar até CRAS.

Para CONCEIÇÃO COSTANZO, Vão empanar o animal? Quem vai comer?
 
Marilia Barreiro em 15/05/2012 04:20:49
A síndrome de ostentação compulsiva alicerçada em emoções tem sempre o apoio público. Itanhagá Parque não fica tão distante do Crás. As dificuldades que os profissionais que cuidam dessa área têm é responsabilidade do governo que escolhemos, inclusive os salários deles. Esses funcionário fazem milagres com salário e com o material de trabalho.
 
Ezio José em 15/05/2012 03:30:37
Isso é puro descaso. Quando se quer, se mobiliza de outra maneira.
Uma pena ter essa notícia com um animal silvestre.
Espero que mude esse cenário.
 
Luiz Ribeiro em 15/05/2012 03:28:07
O culpado de tudo foi quem machucou a ave! Mas o Crás deveria ter pedido pra ela levar ate eles , já que não ia mesmo.Eta povo!Aff
 
vanessa vanderleis em 15/05/2012 03:13:14
O que eu vejo de viaturas oficiais: em fim de tarde e de manha, com mulheres e criança dentro e brincadeira, tenho certeza que nenhuma dessas pessoas estavam com a "asa" quebrada ne? colegio, serviço... ai tem viatura, mas para cumprir o dever de casa, ai sim, nao tem viatura, nao tem gasolina, nao tem salario justo, nao tem..., nao tem...., nao tem vergonha.
 
Antonio Garcia em 15/05/2012 02:57:51
E SE FOSSE UMA PESSOA, QUAL SERIA O TRATAMENTO...
 
herculano benites em 15/05/2012 02:53:22
Fiquei triste em ver o acontecido como diz Yenny, os orgãos públicos s[o aparecem para dar ibope agora vão pegar a ave empanar dizer que cumpriram sua parte,se eu fosse vc Yenny não entrega ficava pra vc.
 
CONCEIÇÃO COSTANZO em 15/05/2012 02:46:29
Já recolhi bichos e levei até o gras, sem pedir ajuda- por que não fez o mesmo- como jornalista, sinto muito, mas a senhora é bem informada- sinto muito pelo animal
 
jose eliseu kivel em 15/05/2012 02:41:43
Concordo com genero, numero e grau com o comentário da Elida Benito. Os orgão competentes estão + preocupados em multar para ver a grana, do que em ajudar. O homem é muito ganancioso mesmo para conseguir ver algo se perdendo.
 
jose carlos em 15/05/2012 02:39:07
"o procedimento agora é ir buscar a ave e empalhar, para servir como exemplo durante aulas para as crianças de educação ambiental" . Ensinar educação ambiental para as crianças ou para ao autoridades?
 
JOAO PEDRO DE ALMEIDA em 15/05/2012 02:32:57
-Falta de viatura quer dizer: Falta de vergonha! Falta de competência! Falta de humanidade! Falta de escrúpulos! e por fim, falta ser demitido por não fazer jus ao cargo que lhe foi confiado!
 
Elexandre Jr. em 15/05/2012 02:26:23
Isso monstra a falta de respeito dos funcionários desses órgãos....
Essa mulher esta de parabéns pelo sua atitude.Eu fico muito feliz como uma Campograndensse, quando vejo as araras sobre as árvores dentro de nossa cidade, acho muito lindo.Elas são animais admiraveis, e fica meu lamento pelo ocorrido.!!!
 
Lenita Santos em 15/05/2012 02:12:18
A relação poder público-comunidade, está numa situação em que apenas querem o dinheiro de nossos impostos e a obrigação de votarmos em um membro de sua gang. De resto é sofrimento e decepção como da jornalista que cumpriu a sua parte no "jogo da vida".
 
VALTER ANTUNES em 15/05/2012 02:02:58
Outro episodio, o das capivaras atropeladas na av. Afonso Pena, achei que autoridades que deveriam proteger o meio ambiente, muito conformadas, disseram: "vai ser muito difícil punir alguém!" sendo que pela placa do veiculo que ficou no local e estrago no veiculo seria possível estimar alta velocidade!
 
Áureo Torres em 15/05/2012 02:01:11
Sem desmerecer a atitude, mas a senhora não tinha um carro disponível para levar o animal ao posto da PMA ou ao CRAS? Isso talvez tivesse resolvido o problema...
 
Paulo Roberto Cavalcanti em 15/05/2012 01:59:12
Parabéns Yenny , por tentar salvar a Arara a sua parte vc fez,mas infelizmente os órgãos que cuida dessa parte não fez o mesmo, tomara que da próxima vez eles tomam providencias mais rápida.
 
Fabio silva em 15/05/2012 01:53:27
e muito triste,pois o orgão publico so presta para dar multa,e cabide de emprego
para esses morfeticos que so serve para mamar nas tetas do povo...cade a merda
desse politicos,cade o MPE que so dorme porque não investiga e pune o orgão
responsavel....gente chega não podemos mais votar em niguem...quero politicos
bem longe de mim...não vamos mais votar em niguem ok pessoal.... siga-me
 
antonio alves avelino em 15/05/2012 01:47:22
Se ela tivesse pego essa Arara com intuito de prendê-la em casa, contrabandear e outras coisas...se fosse para multar essa mulher, rapidinho os "Órgãos Responsáveis" estariam na casa dela.
 
Geisiane de Araujo Freitas em 15/05/2012 01:43:36
" Não é só dever da Policia Ambiental. " - Pois é, tanto não é, que a cidadã fez sua parte, foi orientada a cometer um mau-trato contra o bicho (não pode dar agua, nem alimentar) e agora o pobre animal morreu. Com certeza se ela adotasse essa arara, daqui a alguns anos apareceria um dito órgão (ir)responsável, pra multá-la por estar criando a arara. Esse País é um nojo, o poder público é um nojo.
 
Joao Carlos Neto em 15/05/2012 01:26:10
É total desrespeito com o cidadão de bem que se preocupam com a natureza? Se fosse para multar, lavrariam o flagrante na hora por não ter registro junto ao IBAMA. BRASIL e descrença com os orgãos públicos.
 
robson a. nogueira em 15/05/2012 01:18:22
COM CERTEZA SE FOSSE PRA MUTAR ISSO TERIA NAO SO UMA VIATURA DA PMA,MAIS ATE O UNO VERMELHO DO GOVERNADOR ELES USARIA PARA IR LA LEVAR A MULTA COM CERTEZA OU ENTAO IA ATE DE JEGUE OU BURRO.
 
marcos santana em 15/05/2012 01:16:44
A "Elida Benito" já disse tudo. Só não dá entender como uma Corporação que deveria cuidar, fiscalizar e prestar socorro ao Setor tão nobre como o Meio Ambiente, só tenha a disponibilidade de 02 viaturas para atender uma região vasta. Governantes acordem, estamos no século 21. Você estão de brincadeira!
 
DOUGLAS MACHADO em 15/05/2012 01:11:24
denuncia urgente meninos ficam atirando pedras em passoros como tucanos e araras sera que a policia ambiental pode fazer alguma coiza depois que tiver morto não precisa mais vao la para ver andan com estilingue espantanto as aves sera que pode nos socorrer ou vao deixar matar mais outro socorro
 
marcelo em 15/05/2012 01:11:20
Puxa numa emergencia dessa esta senhora não deveria ter levado a ave até um veterinário?Poderia ter levado lá no CRAS ou a gente não pode ir até lá não sei.É uma pena!Quem será o covarde que fez isso com um ser tão lindo?
 
Rosa Marlene da Silva em 15/05/2012 01:01:38
minha esposa ja passou pelo mesmo com um tucano, Muito depois da ave morta apareceram, deve compensar maim empalhar....
 
wanilton macedo em 15/05/2012 01:01:34
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions