A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

12/10/2011 15:59

Operação Padroeira do Brasil da PMA multa quatro pessoas por crime ambiental

Viviane Oliveira

A PMA (Polícia Militar Ambiental) atuou até o momento quatro pessoas, por três tipos de crime ambientais. No último domingo (9) uma equipe que patrulhava a Lagoa da Usina Hidroelétrica de Ilha Solteira no Rio Paraná prendeu dois homens, residentes em Aparecida do Taboado, que estavam em uma embarcação, com 0,5 km de redes de pesca, que utilizariam em pesca predatória no lago.

Veja Mais
No primeiro mês de piracema, PMA registra aumento de 100% nas apreensões
Segunda-feira de tempo claro e com possibilidades de chuvas à tarde, em MS

Eles foram conduzidos à delegacia de Polícia Civil de Aparecida do Taboado e responderão por crime ambiental. Eles poderão ser penalizados com detenção, de um a três anos, ou multa, ou ambas as pernas cumulativamente. As redes foram apreendidas. Os pescadores também foram multados em um total R$ 3.700.

Outra equipe autuou, ainda no sábado, um homem que foi denunciado por criar uma ave da espécie periquito ilegalmente. A ave foi apreendida e ele conduzido à delegacia de Polícia Civil para responder pelo crime ambiental. A pena para este crime é de seis meses a um ano de detenção. Ele foi também foi multado em R$ 500.

Já em Paranaíba um proprietário rural foi autuado por exploração ilegal de madeira. Os policiais apreenderam na fazenda Espicha Coura, 11 m³ de madeira das espécies faveiro e angico que era explorada sem autorização ambiental. A madeira foi apreendida e o proprietário rural multado em 5.500. Ele também responderá por crime ambiental. Se condenado poderá pegar pena de seis meses a um ano de detenção.

A Operação Padroeira do Brasil executada pela PMA será concluída amanhã às 8 horas.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions