A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

03/11/2011 11:13

PMA apreendeu 8 armas irregulares durante operação de Finados

Marta Ferreira
A maioria das armas eram espingardas de caça. (Foto: Divulgação)A maioria das armas eram espingardas de caça. (Foto: Divulgação)

A PMA (Polícia Militar Ambiental) divulgou hoje os resultados da “Operação Dia de Finados”, encerrada nesta quinta-feira. Nesta operação foram autuadas 26 pessoas por crimes e infrações ambientais e dessas 21 foram presas por pesca predatória, duas pessoas por transporte irregular de madeira, uma por degradar matas ciliares e uma por funcionar carvoaria ilegalmente. Além disso, a PMA ainda prendeu uma pessoa por tráfico de drogas, e cinco por posse ilegal de armas.

Veja Mais
Previsão é de semana chuvosa em Campo Grande e na maior parte de MS
Dia amanhece garoando e previsão é de chuva na maioria das cidades do Estado

De acordo com a PMA, o grande destaque da operação foi para a apreensão de armas de fogo. Ao todo foram oito armas, a maioria espingardas que são utilizadas em caça ilegal, apreendidas especialmente em acampamentos às margens dos rios. Isso indica, segundo a corporação, que a operação preveniu, o abate de animais silvestres. Não houve apreensão de animal abatido.

Conforme a corporação, com relação aos crimes e infrações ambientais foi autuado quase o dobro de pessoas com relação à operação do ano passado. O fato de este ano ter sido feriado prolongado para o serviço público é apontado como um dos fatores desse aumento.

A quantidade de pescado apreendida foi de 95 quilos, um pouco maior do que na operação passada, 78 quilos. As multas foram 62% maiores do que as aplicadas no ano passado.

Foram aplicados cerca de 60 mil reais em multas, conforme a PMA. A quantidade de petrechos de pesca proibidos foi semelhante à operação passada, com um aumento inexpressivo de anzóis de galho apreendidos com relação às operações anteriores, 214, contra 189 no ano passado.

Fim da temporada – A PMA informou que em outubro, último mês de pesca aberta, ocorre uma elevação do número de turistas de fora e da população do Estado nos rios praticando pesca e este ano isso aumentou com o feriado prolongado. Outro fator relevante é que os cardumes já começam a se formar e a captura é mais fácil.

No mês de outubro foram presos 67 pescadores, sendo que 30 durante a “Operação Padroeira do Brasil”, ocorrida durante o último feriado prolongado. Os comandantes das 25 subunidades empregaram todo o efetivo no trabalho de fiscalização em suas respectivas áreas de atuação.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions