A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

01/05/2012 13:29

PMA autua fazendeiro em R$ 186,5 mil por derrubar árvores protegidas por lei

Viviane Oliveira

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou um fazendeiro em R$ 186,5 mil na manhã de hoje (1º), por ter cortado 373 árvores da espécie “aroeira” sem autorização ambiental. A madeira havia sido cortada recentemente e estava espalhada na fazenda Morada do Sol.

Veja Mais
Previsão é de semana chuvosa em Campo Grande e na maior parte de MS
Dia amanhece garoando e previsão é de chuva na maioria das cidades do Estado

O fazendeiro, morador em Aquidauana, cidade distante 135 quilômetros de Campo Grande, responderá por crime ambiental e poderá pegar pena de um a dois anos de detenção.

De acordo com a Polícia o Ibama (Instituto de Meio Ambiente e Recursos Renováveis) proíbe o corte da aroeira e algumas outras espécies de madeiras nobres, sem plano de manejo, que precisa ser aprovado pelos órgãos ambientais. Inclusive, em desmatamentos autorizados, essas espécies não podem ser cortadas.

Esta foi a segunda grande apreensão de madeira durante a operação Dia do Trabalhador. No início da operação, no dia 27 de abril, a PMA de Corumbá havia apreendido 109 m³ de madeira explorada ilegalmente em uma fazenda no Pantanal da Nhecolândia. Na ocasião, a fazendeira foi autuada em R$ 32.829 mil.




A minha pergunta é a seguinte: Em quantos mil reais é multado quem mata um ser humano????????????????? Quem "derruba" um pai de família?
Já passou da hora da gente deixar de ser um pouco ecológico e dar mais valor à vida humana. Comentei por comentar, pois sei que não irão publicar. Falta coragem.
 
José Fernandes em 01/05/2012 03:16:30
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions