A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

22/02/2012 14:03

PMA autua pesqueiro pela 2ª vez e multa proprietário em R$ 10 mil

Aline dos Santos

Policiais Militares Ambientais autuaram ontem um pesqueiro por descumprimento de embargo. O flagrante foi na Operação Carnaval, durante fiscalização nos rios Piquiri e São Lourenço, na divisa com Mato Grosso.

Veja Mais
Fim de semana em MS terá tempo instável com possibilidade de chuva
Quatro cidades de MS estão entre as 100 que mais desmatam florestas

Em março do ano passado, o local foi interditado após constatada construção dentro da APP (Área de Preservação Permanente) – matas ciliares do rio – sem autorização do órgão ambiental competente.

Os policiais de Campo Grande passaram ontem e o proprietário, além de não cumprir o embargo, ainda estava ampliando o pesqueiro. A obra foi paralisada novamente e o proprietário recebeu multa no valor de R$ 10 mil.

O dono do pesqueiro responderá por crime ambiental de funcionar atividade potencialmente poluidora sem autorização ambiental, que prevê pena de 3 a 6 meses de detenção, e por crime de destruir área de preservação permanente.

A PMA encaminhará os autos ao Ministério Público para possível ação civil pública para demolição da obra. A demolição também será pedida na esfera administrativa pela PMA junto ao Imasul (Instituto de Meio Ambiental de Mato Grosso do Sul).




A degradação das matas ciliares degrada os rios e destroi os cardumes mais do que propriamente a pesca predatória, já que os peixes não têm os rios adequados para subir e fazer reprodução, pois ficam assoreados. e, consequemente muitos não se reproduzem. São várias a sinvasões das áreas de preservação permanente. Falta cumprimento da lei.
 
Bruno Baque em 22/02/2012 05:22:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions