A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

26/06/2014 21:26

População de Bonito recebe informações sobre problemas ambientais da cidade

Alan Diógenes
Os moradores tiveram que se registrar para entrar na reunião. (Foto: Naíra de Zayas)Os moradores tiveram que se registrar para entrar na reunião. (Foto: Naíra de Zayas)

Uma audiência pública com a participação da população de Bonito, a 257 quilômetros de Campo Grande, foi realizada ontem (25), auditório da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, campus de Bonito, com o objetivo de repassar a comunidade às questões ambientais do município e as problemáticas positivas e negativas da região.O evento foi idealizado e realizado pelo Ministério Público de Mato Grosso do Sul, Câmara Municipal de Bonito e Prefeitura de Bonito, através da Secretaria de Meio Ambiente, com o apoio da Secretaria de Turismo, Indústria e Comércio.

Veja Mais
Temporais dão trégua de 4 dias, mas voltam na quarta-feira, prevê Inmet
Primeira maratona do país com foco em saneamento é realizada na Capital

O promotor de Justiça Luciano Loubet utilizou seu momento de fala para elencar alguns problemas identificados por técnicos em seminários e reuniões que antecederam a audiência, sendo apontado: O turvamento prolongado dos corpos d’água do município, principalmente do Rio Formoso; Desmatamentos clandestinos de áreas de proteção permanente; Expansão da agricultura em áreas de sensibilidade ecológica; Poluição dos rios por resíduos sólidos, entre outros.

De acordo o biólogo e Secretário de Meio Ambiente, Fabricio de Souza Maria, a audiência atendeu as expectativas, pois, a proposta do evento visava exatamente possibilitar a participação da comunidade na identificação e tomadas de decisão quanto aos problemas ambientais de Bonito. “A comunidade bonitense precisa ser parceira dos órgãos públicos e contribuir com sugestões que visem a conservação de nossos recursos naturais; compreender que todos são responsáveis pela busca de soluções dos problemas da cidade e que é necessário dialogar com o poder público. Uma Prefeitura sozinha não consegue resolver todos os problemas, precisa da participação de todos”, relatou.

Além da importante participação dos munícipes, o poder legislativo também esteve presente com os vereadores municipais, além de representantes de diversas instâncias, como associações, sindicatos, ONG’s, institutos e empresários.

A próxima reunião consiste na análise desta matriz de impacto levantada durante a audiência, e discussão pelo poder público junto aos conselheiros do Condema no próximo dia 30. Espera-se neste momento, traçar um plano de estratégias e ações para sanar e prevenir problemas ambientais que possam trazer seqüelas permanentes a natureza de Bonito e região.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions