A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

28/06/2011 22:10

Prefeito lança coleta seletiva e pede participação da população

Francisco Júnior

Evento foi realizado no Armazém Cultural

Prefeito mostra o recipiente que será entregue nos domicílios.Prefeito mostra o recipiente que será entregue nos domicílios.

Visando a participação da população, o prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PMDB), lançou na noite desta terça-feira (28) o “Reciclar é Viver”, projeto de coleta seletiva do lixo produzido no município. O evento foi realizado no Armazém Cultural.

De acordo com o prefeito, a coleta seletiva já vem sendo discutida desde o seu primeiro mandato, e agora depois de vários estudos, pode de fato ser implantado na cidade. Segundo ele, é imprescindível o envolvimento da população neste projeto. “É uma questão de educação e conscientização. As pessoas têm que despertar para essa participação. Nós vamos não vamos parar. Vamos ficar lembrando as pessoas”, explicou o prefeito.

O titular da Semadur, Marcos Antônio Moura Cristaldo, definiu o projeto como ousado. “É um projeto de longo e médio prazo e será dividido em um tripé: destinação (lixo), logística e educação ambiental”, ressaltou.

Durante o evento, o prefeito sancionou a lei 4.952 que institui a política municipal de resíduos sólidos.

Com esta iniciativa, a Capital entra na lista das 400 cidades do país que implementaram a coleta seletiva. O projeto já entra em prática a partir do 1º de julho, quando um caminhão equipado com uma gaiola gigante vai passar pelos bairros Carandá, Autonomista, Santa Fé, Veraneio, Chácara Cachoeira, Bela Vista, Tiradentes, São Lourenço, TV Morena, Vilas Boas e Vila Carlota, recolhendo o lixo sólido separado pelos moradores, que já foram orientados por equipes da prefeitura como será o procedimento. Eles receberam sacolas verdes destinadas ao lixo reciclável. Através de um estudo, a Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) identificou que estas regiões são as que produzem mais lixo reciclável.

Além da sacola, cada domicílio irá receber gratuitamente um recipiente plástico, uma espécie de lixeira, para destinar os materiais que podem ser reciclados.

O lixo úmido será coletado normalmente pelo caminhão que já faz a coleta. Já o caminhão para o lixo reciclável passará uma vez por semana em cada bairro. Os moradores irão receber um calendário informando o dia da coleta.

A população dos bairros que ainda não serão atendidos pela coleta seletiva terão a opção de encaminhar os recicláveis a cinco Ecopontos e LEV (Local de Entrega Voluntária), que serão instalados em supermercados, drogarias e postos de combustíveis. A prefeitura fechou uma parceria com a rede Comper, Carrefour, rede São Bento, Rede Pires e Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo e Lubrificantes de Mato Grosso do Sul). Nestes locais, também poderão ser entregues pilhas, lâmpadas e óleo.

Depois de coletado, o material reciclável - papel, papelão, metal, plástico e vidro – será levado a uma UPL (Unidade de Processamento de Lixo), onde será feita a triagem.

Atualmente, já estão em funcionamentos dois Ecopontos, um no bairro São Conrado e outro no Jardim Balsamo. O bairro Vida Nova também terá um ponto que será instalado nos próximos dias. No caso dos LEV serão 164 espalhados por toda da cidade.

Inicialmente, o projeto vai atender 120 bairros, num total de 32 mil moradias. A previsão da prefeitura é de que até o final de 2012 ele seja ampliado para toda a cidade.

Utilizando o humor, uma campanha que será veiculada na televisão, rádio, outdoors e internet vai orientar a população sobre a importância da reciclagem.

Se empilhadas, as 252 mil toneladas de lixo produzidas anualmente pela população de Campo Grande resultariam em 42 prédios de 18 andares.




Só Falta receber o recipiente como diz no artigo acima, bom estava bem claro e diz assim...........Além da sacola, cada domicílio irá receber gratuitamente um recipiente plástico, uma espécie de lixeira, para destinar os materiais que podem ser reciclados.
eu não recebimnem sacola e nem o tal recepiente, e olha que ja faz mais de ano que eu separo meu lixo porque aqui em casa temos até uma engenheira ambiental que faz mestrado en recursos hidricos, diante disto eu quero dizer o seguinte ninguem é obrigado a prometer e sim a cumprir certo, mas o Nelsinho faz meus parabéns, cabe agora os subordinados dar destino certo aos objetos do documentario.
 
Nilza Fatima em 01/07/2011 01:26:40
Estarei apoiando essa iniciativa e espero que toda a população se mobilize e faça o mesmo, se cada um fizer sua parte nós mesmos seremos beneficiados.
 
Elizangela Franco Duarte em 29/06/2011 11:37:51
Trabalho em uma empresa que desenvolve um importante projeto de reciclagem de lixo, que tem beneficiado muito os funcionários e também as comunidades onde eles vivem. A iniciativa do prefeito, que é por sinal muito feliz e bem vinda, irá mostrar aquilo que já percebemos ao longo de 4 anos de projeto: o campo-grandense quer ajudar, quer fazer, só precisa de alguém que recolha o lixo separado. Parabéns a todos os moradores dessa linda cidade que agora se tornará ainda mais bela. Da nossa cosciência ecológica depende o futuros dos nossos filhos e netos. Pensemos assim!
 
Guto Dobes em 29/06/2011 11:25:04
Excelente iniciativa. Porém, moro em um dos bairros citados como alvo do programa e, até o momento, não recebemos nenhum tipo de informação, ao contrário do que diz a matéria. A distribuição de um simples folder já ajudaria.
 
sergio tomé em 29/06/2011 09:32:26
A população quer participar.. mas a prefeitura não ajuda. Já enviei vários emails para a Semadur, estive na Mostra Sustentável, deixei meu nome para entrarem em contato.. e nada. Estou tentando implantar a coleta seletiva no meu condomínio.. mas não consegui apoio nenhum por parte deles. Cada vez mais vejo que não podemos contar com o poder público.
 
Juliana Reis em 29/06/2011 09:26:05
Já era sem tempo Campo Grande implantar o sistema de coleta seletiva. Pena que por enquanto não virá para o nosso bairro(taveiropolis), mas vou continuar selecionando o lixo que produzimos em casa e entregando diretamente na empresa de reciclagem. Depois que passamos a fazer a separação do lixo, aquele que o caminhão coleta na rua diminuiu cerca de 90%. Torcemos para que a adesão da população seja total considerando que isso é uma questão de sobrevivência da humanidade.
Um abraço!
 
Francisca Bezerra em 29/06/2011 08:05:40
Parabéns ao Prefeito pela iniciativa!
Espero sinceramente que isto tenha resultados a médio e longo prazo.
Eu sempre aguardei este projeto pois a cada vez que iria levar o lixo para a lixeira, tinha dó em ver materiais recicláveis indo parar no lixo convencional. Agora já sei onde posso levar o material reciclável pois no meu bairro ainda não terá este tipo de coleta.
População vamos abraçar esta iniciativa e tomar como um costume, só assim será possível começar uma conscientização da importância da reciclagem.
Apenas uma observação, sobre as pessoas que coletam os materiais recicláveis informalmente, espero que possam trabalhar nesta triagem, ou quem sabe até em um segundo momento, fazer grupos que coletam diretamente das casas. Desta forma a população iria separar e deixar a frente de suas casas já sabendo que seu lixo não seria revirado e o material seria coletado, ajudando assim também estes coletores.
 
Álvaro C. Vieira em 29/06/2011 07:59:55
Finalmente. Muita gente já se esforça para dar melhor destino ao lixo, com compromisso também da prefeitura com certeza terá um bom resultado.
 
Ana Cláudia em 29/06/2011 07:47:50
Excelente projeto. Agora dependerá da sociedade colocar em prática e dar sugestões para aplicação dos recursos arrecadados.
 
Elias M. Moura em 29/06/2011 07:40:20
Não sou nenhum tipo de ativista Green Peace ou WWF, mas todos temos de concordar que estas medidas ecologicamente corretas beneficiam muito ambientalmente, socialmente e economicamente as sociedades que as adotam. Da mesma forma sou politicamente apartidário, porém, sou obrigado a reconhecer que os projetos implementados pelo Sr. Prefeito Nelson Trad estão deixando esta cidade aceleradamente mais linda e preparada para um futuro sustentável. Parabenizo o Sr. prefeito e sua equipe e solicito que não deixem esta ideia se estagnar ou se perder nas "montanhas de lixos administrativos".
 
Adriano Remonatto em 29/06/2011 07:39:42
Já estava passando da hora para nossa capital iniciar esse processo tão importante na vida dos seus moradores. Méritos também aos Conselheiros Municipais do Meio Ambiente que debruçaram a atenção sobre o Projeto. O importante agora é sua implementação para não ficar só na solenidade e nas intenções. Esse projeto exige ação politica séria e ativa para ampliar o projeto nos bairros da capital. Nossas comunidades da região do Maria Aparecida Pedrossian (Conj. Fernando Sabino, Samambaia, Panorama,Vivendas e Conj. Oiti) esperam que seja implantado com brevidade este importante projeto.

 
Prof.Janio Baista de Macedo em 29/06/2011 07:12:15
Ufa, já não era sem tempo!! esse projeto deveria fazer parte de todas as cidades do pais e CGrande sendo uma capital, ainda não possuir uma politica de residuos é um atraso!! Atualmente moro em um condominio que instituiu sua politica de coleta seletiva de lixo e rapidamente me conscientizei e aderi. As pessoas estão abertas às mudanças, basta o poder publico institur e monitorar politicas públicas que promovam saúde e bem estar.
Parabéns à administração municipal pelo projeto, que espero, dê certo e funcione.
 
Carmen Ferreira Barbosa em 29/06/2011 06:38:03
Parabéns prefeito Nelsinho pelo trabalho que o sr. Está realizando. Campo Grande já merecia ter a prestação desse serviço. Agora só vai ficar faltando a coleta se expandir para os demais municípios de Mato Grosso do Sul. Soube que já existe Lei estadual que trata da coleta seletiva, do deputado Márcio Fernandes.
 
Maria Hojaij em 29/06/2011 04:31:15
Sou síndico de um condomínio e gostaria de receber esse incentivo para poder colaborar com o planeta.
Será que obterei respostas?
 
João Luiz em 29/06/2011 04:29:49
Me formei em Engenharia Ambiental e estou muito feliz pela iniciativa. Vamos todos colaborar, RECICLAR É VIDA!!!
 
Paula L. em 29/06/2011 03:11:41
Aleluia, já não era sem tempo, pena que este serviço não seja a todos os bairros, como sempre a classe mais humilde ficará de fora. O fato de criar pontos da coleta seletiva é bom, mas será restrita e ficarão de fora aqueles com problemas de mobilidade urbana. Que tal pensarmos em criar cooperativas de coleta seletiva nos bairros mais pobres? e assim garantir além da coleta ecologicamente correta, uma forma de melhoria econômica a muitas famílias.
 
ARQ. EDUARDO MELO em 29/06/2011 03:00:35
Parabéns Prefeito pela iniciativa. Espero que a campanha seja um sucesso.
 
Slafa Omari em 29/06/2011 01:03:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions