A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

01/02/2014 15:12

Quatis se espalham e parque se torna ideal para turismo de contemplação

Edivaldo Bitencourt e Zana Zaidan
Para quem passa pelo Parque dos Poderes, não é difícil se deparar com famílias de quatis (Foto: Lucimar Couto)Para quem passa pelo Parque dos Poderes, não é difícil se deparar com famílias de quatis (Foto: Lucimar Couto)

Facilmente adaptáveis ao meio urbano, os quatis se tornaram figurinha fácil para quem passa pelo Parque dos Poderes. Na manhã de hoje (1), vários filhotes andavam em bando pelas vias do perímetro do parque, e paravam para se alimentar dos frutos das árvores espalhados pelo chão.

Veja Mais
Temporal com chuva de 30 milímetros e vento forte alaga ruas de Dourados
Corpo de bombeiros trabalha em alerta para chuva e novos estragos

Vizinho ao local que abriga os prédios do poder estadual, a reserva ambiental do Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres) é o habitat dos animais, que o abandonam à procura de ovos de aves, insetos e frutas. Andar em bando e caminhar pelo menos 2 quilômetros por dia também é um hábito da espécie.

 

Animais saem em busca de alimentos (Foto: Lucimar Couto)Animais saem em busca de alimentos (Foto: Lucimar Couto)

O cenário é ideal para o turismo de contemplação, prática comum em locais conhecidos pela diversidade da fauna, como Bonito ou a Chapada dos Guimarães (MT), com a diferença de que é de graça.

Por outro lado, motoristas e ciclistas que trafegam pela região precisam ter atenção redobrada. Apesar dos quatis terem hábitos diurnos, também circulam a noite pelo Parque dos Poderes.

Conforme o Cras, não existe um levantamento de quantos animais habitam a reserva atualmente, mas quando eles são feridos são tratados no local e soltos em uma das 45 fazendas do Estado credenciadas para recebê-los.

Passar de carro exige atenção redobrada, já que quatis circulam pelas vias (Foto: Lucimar Couto)Passar de carro exige atenção redobrada, já que quatis circulam pelas vias (Foto: Lucimar Couto)



Eles são atraídos pelo lixo exposto no TJ, em frente ao TRE, além de comerem o lixo, eles correm riscos de atropelamento. O TJ deveria ter mais cuidado com seus resíduos.
 
CArlos Nunes em 02/02/2014 12:36:37
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions