A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

26/09/2011 10:04

Sancionada lei que cria plano diretor de arborização em Campo Grande

Marta Ferreira

Multas previstas para descumprimento de regras podem chegar a R$ 5,2 mil

Plano visa preservação do verde na cidade, que tem mais de 150 mil árvores. (Foto:Simão Nogueira)Plano visa preservação do verde na cidade, que tem mais de 150 mil árvores. (Foto:Simão Nogueira)

Foi sancionada hoje pela Prefeitura de Campo Grande a lei complementar que institui o Plano Diretor de Arborização Urbana de Campo Grande. A lei foi aprovada na semana passada, no dia 20, durante sessão itinerante realizada no Crea (Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia)

O Plano tem sete linhas de ações para a criação e definição de diretrizes para a gestão e o gerenciamento da arborização urbana. Ele contém todas as regras relacionadas ao plantio de árvores, entre elas a obrigatoriedade de que novas edificações só tenham o habite-se se houver o plantio de árvore na frente. As multas previstas podem super R$ 5,2 mil.

“Por meio do Plano Diretor, conseguimos fazer um estudo aprofundado e traçar o diagnóstico da arborização na cidade. Estas ações já são desenvolvidas pela Semadur. O que falta agora é atualizar as leis já existentes sobre o assunto e criar outras que garantam e preservem a vegetação, que é sinônimo de qualidade de vida à população. Sem contar que o paisagismo da cidade torna-se mais atrativo”, comentou o secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Marcos Antônio Moura Cristaldo, no dia da votação.

Para a formulação do Plano Diretor de Arborização Urbana, a Semadur desenvolveu um estudo para traçar o diagnóstico da situação atual da arborização viária do município.

Verde pela cidade- Ao todo, foram analisados 30 bairros. O inventário quantitativo contabiliza 153.122 árvores em toda a cidade. Os bairros com maior número de árvores são o Aero Rancho, Moreninhas, Jardim Centro-Oeste, Universitário e Nova Lima.

Nas calçadas das ruas foram identificadas 161 espécies diferentes de árvores. O Plano Diretor ainda classificou as condições e características das árvores analisadas em “boa”, “satisfatória”, “complicada” e “ruim” de acordo com o estado da raiz até a copa da árvore. Do total catalogado, 54% ganharam o rótulo de “satisfatória” e 27% receberam “boa”, 14% receberam classificação de ruime 15% “complicada”.

O plano prevê frentes de atuação por meio da preservação da vegetação em córregos e fundos de vale, canteiros centrais, área institucional (escolas e unidades de saúde), além das áreas de passeio públicas (calçadas entre outros). O Plano prevê, ainda, o aprimoramento e intensificação da educação ambiental, preservar a arborização existente, além da produção de mudas no Viveiro Municipal.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions