A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

27/03/2013 15:54

Vice-prefeito de Bonito e mais três são indiciados por jogar lixo na MS-178

Nadyenka Castro
Caminhão joga entulho em local proibido. (Foto: Divulgação/ PMA)Caminhão joga entulho em local proibido. (Foto: Divulgação/ PMA)

Quatro pessoas foram indiciadas por crime ambiental por ter jogado lixo em local proibido, em Bonito, a 257 quilômetros de Campo Grande.

Veja Mais
Prefeitura de Bonito é multada em R$ 10 mil por jogar entulho em rodovia
Em 7 dias, choveu 56% do esperado para o mês em município do interior

Os resíduos sólidos foram despejados na MS-178 no dia 3 de janeiro deste ano quando o município era administrado por Josmail Rodrigues (PTdoB), atual vice-prefeito. Ele, o secretário de Obras na época, Luemir Couto Coelho e dois motoristas foram apontados pela Polícia Civil como os responsáveis pelo despejo de lixo às margens da rodovia.

A PMA (Polícia Militar Ambiental) recebeu denúncia sobre o caso e flagrou um caminhão da prefeitura despejando lixo no local. Dois vereadores também presenciaram o descaso com o meio ambiente.

A Polícia Civil investigou o caso e constatou que dois caminhões do município coletaram entulho em todos os bairros e jogaram no local proibido.

De acordo com a Polícia Civil, testemunhas foram ouvidas e confirmaram que os motoristas dos caminhões eram funcionários públicos. Eles foram chamados para prestar depoimento, assim como Josmail e Luemir. Todos ficaram em silêncio. O caso agora está com o MPE (Ministério Público Estadual).

A PMA aplicou multa de R$ 10 mil. A pena para o crime ambiental é de um a cinco anos de reclusão.

Na época dos fatos, Josmail estava como prefeito interino porque as eleições realizadas em outubro tinham sido canceladas. Outra foi feita em março, sendo eleito Leonel Lemos de Souza Brito, o “Leleco”, (PTdoB), que tem Josmail como vice.




Parabéns a Polícia por mostrar a verdadeira face desse sujeito. Todos nós de Bonito conhecemos bem ele e sabemos que não é admissivel um crime desse numa cidade que vive do turismo ecológico. Que isso nunca mais se repita e que os governantes deêm exemplo. Esse aí sabemos que não dá, mas que sirva para os outros.
 
Cláudio Humberto Marquezini em 28/03/2013 08:23:40
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions