A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

22/11/2016 15:26

À espera da Prefeitura, conclusão do anel viário segue em ritmo lento

Paulo Nonato de Souza
Nenhuma movimentação de operários na obra do último trecho do anel viário de Campo Grande (Foto: Alcides Neto)Nenhuma movimentação de operários na obra do último trecho do anel viário de Campo Grande (Foto: Alcides Neto)

Em vez de maio deste ano, como chegou a ser anunciada pela última vez, a inauguração do trecho do anel viário de Campo Grande entre as saídas de Rochedo e Cuiabá até a BR-163, o último para completar o trajeto no entorno da Capial, terá que esperar para o próximo ano. Sem previsão de nova data.

Veja Mais
Conclusão de anel rodoviário depende de duas chácaras e 1,7 mil metros
Delcídio era 'Ferrari' em lista de empreiteira e recebeu meio milhão

Desde o mês de julho, as obras seguem em ritmo lento por conta da falta de regularidade nos pagamentos por parte da Prefeitura, conforme explica o engenheiro-chefe, Celso Alcântara, da Anfer Construções e Comércio, empresa encarregada de executar o projeto do anel viário.

“Não houve paralisação da obra. O que houve foi a diminuição de ritmo por conta dessa indefinição de pagamento. Nós estávamos dependendo de um pagamento da Prefeitura e parece que isso vai se concretizar por esses dias. Na medida que isso se concretize vamos dar sequencia. Pelo que me consta as coisas já estão encaminhadas. Utilizamos produtos caros e isso demanda disponibilidade de recursos”, afirmou Celso Alcântara.

Segundo ele, toda a obra terá 22 km, dos quais 10 km já estão praticamente concluídos entre a MS-080 e a MS-010, e o restante são os 12 Km que vão fazer a ligação até a BR-163. “Tem bastante serviço para executar, mas também já tem muita coisa executada, inclusive já chegamos com equipamentos na BR-163”, comentou o engenheiro.

O sonho da conclusão do anel viária com o trecho entre as saídas de Rochedo e Cuiabá já se arrasta desde 19 de agosto de 2010, quando foi assinado o contrato entre a empresa Anfer, o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte) e a Prefeitura de Campo Grande.

A obra inicialmente orçada em R$ 8.083.927,85 já está na casa de R$ 29.732.748,82, de acordo com o ultimo aditivo de reajustamento de valor em mais R$ 1.648.820,97, publicado no Diário Oficial de Campo Grande no dia 11 deste mês.

“A obra é super importante para Campo Grande e temos interesse que seja logo concluída. Diria que hoje temos mais ou menos 65% da obra pronta”, frisou Celso Alcântara.

Até a sinalização da obra já está desgastada no local (Foto: Alcides Neto)Até a sinalização da obra já está desgastada no local (Foto: Alcides Neto)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions