A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

26/10/2016 18:23

Marquinhos contra-ataca e promete denunciar nepotismo nos poderes

Candidato quer investigação sobre a contratação de filhos de deputado supostamente em troca da nomeação da irmã de conselheiro

Anahi Zurutuza
Conselheiro Waldir Neves, presidente do TCE (Foto: TCE-MS/Divulgação)Conselheiro Waldir Neves, presidente do TCE (Foto: TCE-MS/Divulgação)
Rinaldo Modesto na tribuna (Foto: Arquivo)Rinaldo Modesto na tribuna (Foto: Arquivo)

Alvo de investigação sobre nomeação para cargo na Assembleia em 1986, o deputado estadual Marquinhos Trad (PSD), candidato a prefeito de Campo Grande, prometeu dar o troco e denunciar nepotismo cruzado praticado por colega de Legislativo e conselheiro do Tribunal de Contas do Estado. Ele disse que ainda nesta quarta-feira (26) encaminharia as informações sobre as supostas irregularidades à corte fiscal e ao MPE (Ministério Público Estadual).

Veja Mais
MPE e TCE investigam nomeação de Marquinhos Trad na Assembleia
Nomeação de irmã revela nepotismo cruzado entre Assembleia e TCE

Marquinhos fala da nomeação de filhos do deputado Rinaldo Modesto (PSDB), irmão da candidata adversária Rose Modesto (PSDB), para funções no TCE. Em contrapartida, segundo Trad, uma irmã do conselheiro Waldir Neves, presidente do tribunal, teria sido nomeada para trabalhar no gabinete do parlamentar.

“Já que querem apurar uma situação que aconteceu comigo em 1986, que já havia sido vista pelo MPE em duas oportunidades e nas duas vezes arquivaram, nós vamos pedir para essa apuração também”, diz o candidato.

Marquinhos diz se sentir revoltado com a insistência nas denúncias de que ele seria funcionário fantasma na Assembleia. “Fico admirado de ver a força do governo, movimentando dois poderes, para tentar reverter um quadro político”, disse referindo-se à disputa dele contra a candidata do PSDB.

Contratações – A contratação dos filhos do deputado supostamente em troca da nomeação da irmã do conselheiro foram denunciadas no ano passado, chegaram a gerar investigações, mas ainda nenhum resultado. Os filhos de Rinaldo pediram demissão.

Caroline Danielle Macena de Oliveira Rosa foi nomeada para assessorar o gabinete de um dos conselheiros do TCE no dia 5 de março do ano passado, conforme publicado no Diário Oficial. Ela receberia R$ 4.381,65 de salário.

Um mês antes, Felipe Nunes Modesto de Oliveira, irmão dela, foi contratado para dar consultoria ao tribunal na contratação de empresas para obras. Ele receberia remuneração mensal de R$ 12 mil por três meses.

No dia 2 de março do ano passado, Vanda Neves Barbosa, irmã de Waldir Neves, foi nomeada para ser assessora no gabinete do deputado Rinaldo.

Depois da polêmica vir à tona, os filhos do parlamentar pediram desligamento dos cargos, ainda no fim de março do ano passado.

Na época, o TCE defendeu que as contratações eram legais. Já o deputado, em nota divulgada em março de 2015, também negou qualquer ilegalidade.

“Se tratou de uma contratação, pelo prazo determinado de 90 dias, contratação essa de iniciativa do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul, na qual não tive responsabilidade alguma”, garantiu Rinaldo sobre o contrato com Felipe na época. 

Na tarde desta quarta-feira (26), a reportagem tentou contato com o deputado, mas ele disse que a ligação estava ruim e desligou.

Contra Marquinhos - As denúncias contra Marquinhos foram feitas pelo jornalista Carlos Roberto Pereira. O documento cita que o candidato foi nomeado em 1986 no gabinete de Nelson Trad, seu pai e então deputado estadual. Contudo, na mesma época o candidato cursava Direito na Universidade Federal do Rio de Janeiro, com conclusão em 7 de dezembro de 1986.

Após polêmica, MPT apura denúncia de terceirização no Tribunal de Contas
O MPT (Ministério Público do Trabalho) apura denúncia de terceirização de atividade fim no TCE/MS (Tribunal de Contas do Estado). Na tarde de ontem, ...
Diante de repercussão ruim, filhos de deputado pedem desligamento do TCE
Felipe Nunes e Caroline Rosa, filhos do deputado estadual Rinaldo Modesto (PSDB), devem ser desligados do TCE (Tribunal de Contas de Mato Grosso do S...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions