A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

01/11/2016 07:17

Vitória de Marquinhos consolida PSD como terceiro maior partido do País

Richelieu de Carlo
Marquinhos Trad durante caminhada na véspera das eleições. (Foto: Marcos Ermínio)Marquinhos Trad durante caminhada na véspera das eleições. (Foto: Marcos Ermínio)

Considerada pelo partido como principal conquista no segundo turno das eleições, a vitória de Marquinhos Trad, em Campo Grande, ajudou a consolidar o PSD (Partido Social Democrático) como a terceira maior legenda do País, no comando de 541 municípios e 4.638 vereadores.

Veja Mais
Vivo na Capital, PSD fracassou na disputa por prefeituras do interior
Em Brasília, governador participa de reunião e pede juros menores para o FCO

Atrás apenas do PMDB, com 1.038 prefeitos eleitos, e do PSDB, que tem agora o controle de 807 municípios pelo país, o PSD comandará quatro cidades com mais de 200 mil eleitores, sendo duas capitais, Campo Grande e João Pessoa (PB).

Fundado em 2011, por Gilberto Kassab, o partido cresceu em relação às eleições municipais de 2012, quando configurou como a quarta força política do País, com 497 prefeitos eleitos e mais de 4.600 vereadores, um ano após seu registro oficial no TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

“O PSD sai muito fortalecido dessas eleições com mais essas vitórias em Campo Grande e em Bauru neste segundo turno. Mesmo muito jovem, vejo essa votação expressiva como reflexo dos bons quadros, com projetos modernos e gestões consistentes que temos desenvolvido tanto nos poderes legislativos quanto nos mandatos e cargos executivos”, destacou Gilberto Kassab, presidente nacional licenciado do partido e ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações de Michel Temer (PMDB).

Em Mato Grosso do Sul, o Partido Social Democrático tentou conquistar a chefia do Executivo em seis cidades: Juti, Três Lagoas, Cassilândia, Iguatemi, Naviraí e Campo Grande. Tendo sucesso apenas na Capital do Estado.

Para o presidente do diretório estadual do PSD, Antônio Lacerda, o resultado foi positivo, tendo em vista a quantidade de eleitores de Campo Grande em relação ao total do Estado. “A vitória na Capital é de grande importância inclusive nacionalmente para o partido”.

Para Lacerda, o PSD é a quarta força partidária do País, pois considera a representatividade federal mais importante, já que é o que define os repasses do fundo partidário.

“Na bancada federal ainda somos a quarta força, atrás do PMDB, PSDB e PT, mas o objetivo em 2019 é ocuparmos o terceiro lugar, no lugar do PT. A partir de 2017, vamos buscar expandir nossa força partidária, atraindo novas forças políticas inclusive no interior do Estado e termos uma força equivalente em Mato Grosso do Sul do que o partido tem nacionalmente”, destacou Antônio Lacerda.

Mato Grosso do Sul – Apesar de não ter elegido prefeitos no interior, em Campo Grande, Marquinhos Trad venceu a eleição com 241.876 votos (58,77%), diferença de 72.216 votos para a concorrente Rose Modesto (PSDB).

Além dele, a Capital vai contar com dois vereadores do PSD, Francisco Almeida Teles, o Chiquinho Telles, que foi reeleito, e Hederson Fritz, o Enfermeiro Fritz.

No interior do Estado, serão 27 vereadores do Partido Social Democrático que tomarão posse em 1º de janeiro de 2017.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions