A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

24/10/2016 12:45

Com escassez de milho no mercado interno, preço da saca sobe 38%

Renata Volpe Haddad
Falta de milho no mercado interno mantém os preços do grãos altos em MS. (Foto: Famasul/ Divulgação)Falta de milho no mercado interno mantém os preços do grãos altos em MS. (Foto: Famasul/ Divulgação)

O preço do milho continua alto em Mato Grosso do Sul e a saca de 60 quilos está sendo comercializada a R$ 33 em outubro, ou seja, alta de 38% em comparação com o mesmo período do ano passado. Este fator deve-se a quebra de safra e a falta do grão no mercado interno.

Veja Mais
MS é o terceiro no ranking nacional com maior produção de milho em grão
Exportação de milho cresce 29% e balança comercial tem superavit

De acordo com o analista econômico da Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de MS), Luiz Gama, com o dólar alto no início do ano e com a forte demanda do mercado externo, produtores de Mato Grosso do Sul exportaram bastante, causando escassez no mercado interno. Esses fatores contribuíram para que o preço do grão este ano, fosse negociado até 40% a mais em relação ao ano passado.

"No primeiro semestre de 2016, a procura do mercado externo por milho era grande, o dólar estava alto e os produtores exportaram mais, causando a escassez no mercado interno e consequentemente, aumentando o preço do grão", informa.

Gama diz ainda que a saca do milho está sendo vendida a R$ 33, o que significa que o valor continua alto mesmo no segundo semestre do ano. "Houve uma quebra de safra do milho safrinha no Estado este ano, e do dia 1º ao dia 20, o preço do grão acumula alta de 3,1%, pois ainda falta milho no mercado interno".

Soja - Já com o plantio de soja no Estado atingindo 36,4% de área, o preço do grão teve queda de 1,6% do primeiro dia de outubro até dia 20.

Segundo o analista econômico, o mercado está parado, pois o produtor está preocurado com o plantio. "A comercialização dos produtores de Mato Grosso do Sul ainda está lenta e a saca está sendo vendida a R$ 69, ou seja, queda de 4,6% se comparado com outubro do ano passado, que no mesmo período, o grão era comercializado a R$ 73",




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions