A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

24/11/2012 08:27

Acidente na madrugada mata motociclista na avenida Guaicurus

Gabriel Neris e Luciana Brazil
Motoqueiro morreu no cruzamento da avenida Guaicurus com a Rua da Divisão, em Campo Grande, na madrugada de hoje (Foto: Rodrigo Pazinato)Motoqueiro morreu no cruzamento da avenida Guaicurus com a Rua da Divisão, em Campo Grande, na madrugada de hoje (Foto: Rodrigo Pazinato)

O motociclista Anderson Aquino dos Santos, de 32 anos, morreu na madrugada deste sábado no Jardim Campo Alto, em Campo Grande, após bater na lateral de um veículo Citroën C3.

Veja Mais
Contramão é a única rota em cruzamento esburacado
Sol atrapalha visão e condutor causa acidente na avenida Duque de Caxias

De acordo com o boletim de ocorrência, por volta das 1h30min, uma mulher de 29 anos conduzia o veículo na avenida Guaicurus e decidiu fazer o retorno, em frente ao Museu José Antônio Pereira, com a intenção de entrar na Rua da Divisão.

Ao fazer o contorno, ela não percebeu a presença do motociclista, que bateu na lateral direita do carro. A delegada Franciele Candotti Santana, da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Piratininga, afirmou que o rapaz tentou fazer a ultrapassagem pela direita do veículo, em alta velocidade. Uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionada e prestou socorro, mas a vítima não resistiu aos ferimentos.

A mulher afirmou que o motociclista pilotava o veículo com o farol apagado. Ela passou pelo teste de alcoolemia e foi comprovado que a motorista não ingeriu bebida alcoólica.

Segundo a Polícia, Anderson, que é natural de São Paulo, não portava a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) no momento do acidente. Havia um Boletim de Ocorrência informando o extravio de documentos do motociclista.

A Polícia entrou em contato com a família do rapaz, em São Paulo, para informar sobre o acidente. Aquino dos Santos era comerciante atacadista.

Paula Satti, 33, disse ao Campo Grande News que chegava em casa momentos depois do acidente ter acontecido. Ela reclama que a curva de retorno na avenida Guaicurus é fechada e não há sinalização adequada. “São muitos acidentes”, conta.

Segundo a moradora, ao chegar em frente de casa ela encontrou Gisele desesperada e chorando pela morte do rapaz. “Pelo estrago a moto estava correndo muito”, acredita. O capacete da vítima foi parar a sete metros do local do acidente.

A delegada contou ainda que não houve grandes danos materiais e que não havia marca de frenagem na pista. A Polícia acredita que o rapaz estava com o capacete solto na cabeça. Conforme a delegada, Gisele prestou depoimento, foi liberada e deve responder por homicídio culposo.

Contramão é a única rota em cruzamento esburacado
Moradores da Rua Rio de Janeiro, no bairro Monte Castelo, reclamam que os buracos se multiplicam a cada chuva. Para piorar a situação, o cruzamento c...
Motociclista sofre várias fraturas após colidir moto em poste
O motociclista Rolson Ribeiro, 34 anos, sofreu várias fraturas após colidir a motocicleta que pilotava contra um poste, por volta das 4h deste doming...



Motociclista com capacete solto, sem CNH, de farol apagado, em alta velocidade, ultrapassando pela direita (em uma curva/retorno), ainda por cima foi ele que bateu no carro. Motorista dirigindo corretamente, prestou socorro e acionou as autoridades, onde está o homicídio?
 
Fábio Vieira em 27/11/2012 12:06:48
amigo sem palavras...que deus conforte a familia do anderson...
 
karla galvao em 26/11/2012 15:01:08
luto por vc meu amigo....sem palavras pra dizer.
 
keli cabreira em 26/11/2012 09:02:54
Só quero dizer uma coisa era meu amigo
 
Margaret nascimento em 25/11/2012 23:28:33
Trafego pela Rua da Divisão que atravessa a Avenida Guaicurus todos os dias, e a falta de sinalização tem provocado acidentes horríveis, Todo cuidado é pouco e temos que ficar atentos o tempo todo, é perigoso para motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres também. O tempo está passando, pessoas estão morrendo ou ficando feridas e, nenhuma providência foi tomada.
 
Balbina de Moraes Lima em 24/11/2012 21:37:23
eu estava la ontem e vi o acidente até tirei fotos do senhor estirado la no chão. foi feia a situação
 
john barbosa em 24/11/2012 19:16:31
Independente de estar portando ou não CNH, existe sim a necessidade de uma conscientização de respeito a vida, a CNH não teria feito com que ele não saísse com o farol apagado e nem tentado ultrapassar pela direita. CNH não corrige imprudência. Falta respeito pela vida.
 
Viviane Fernandes em 24/11/2012 13:58:28
Eu passei e vi o corpo no chão!
 
Cristiane da Silva Felipe em 24/11/2012 11:19:41
Motociclista gosta de fz coisas erradas, ultrapassando pela direitaaa, tá pedindo amigo.
 
Fatima de oliveira em 24/11/2012 10:48:57
Sou motociclista tb, e por isso qdo to de carro,olho sempre 2.3 vezes por que sei que posso ser pego de surpresa por uma moto,só que o motociclista tem que saber que sempre vai estar em desvantagem,mesmo estando correto! falta de atenção,falta de respeito... e assim vai...
 
Carlos Barbosa em 24/11/2012 10:07:19
TEM QUE FAZER UMA ROTATÓRIA DECENTE neste local e com redutor de velocidade de todos os lados,,,PODEM CONSTATAR JÁ TEM MAIS DE 5 MORTES NO LOCAL E ninguem toma providencia de NADA.... TEM QUE MORRER MAIS QUANTOS PRA MUDAR A SITUAÇÃO....por favor MINISTÉRIO PUBLICO ACIONE AS AUTORIDADES COMPETENTES.
 
MATEUS COSTA em 24/11/2012 09:21:33
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions