A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

14/02/2013 15:42

Administrador que matou jovem em táxi faz campanha contra álcool e direção

Aline dos Santos e Viviane Oliveira
Diogo disse que foi  pego de surpresa pela nova Lei Seca. (Fotos: Luciano Muta)Diogo disse que foi pego de surpresa pela nova Lei Seca. (Fotos: Luciano Muta)
Na delegacia, administrador fez uma declaração aos jornalistas, sem permitir perguntas.  Na delegacia, administrador fez uma declaração aos jornalistas, sem permitir perguntas.

Nervoso, sempre repetindo que não é uma pessoa má e o apelo para que os motoristas não dirijam sob efeito de álcool, o administrador de fazendas Diogo Machado Teixeira, de 36 anos, fez hoje sua primeira aparição para a imprensa. Na madrugada da última segunda-feira, ele provocou o acidente que resultou na morte do passageiro de um táxi e deixou outros dois feridos em estado grave. O administrador dirigia embriagado.

Veja Mais
De Pernambuco, amigos contestam ajuda prestada por condutor que matou jovem
Camionete que atingiu táxi estava entre 60 km e 70km, indica perícia

Nesta quinta-feira, ele prestou novo depoimento sobre o acidente na 1ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande. Em seguida, fez uma exigência: só conversaria com os jornalistas se fosse apenas uma declaração, ou seja, sem perguntas. Condição aceita, ele começou a falar. “Meu nome é Diogo, quero dizer que tenho profundo pesar para com as famílias das vítimas e sou uma pessoa do bem, trabalhadora e não desejo mal para ninguém. O que aconteceu foi uma fatalidade”, disse.

Ele admitiu que bebeu. “Ingeri um pouco de álcool, que é uma infração, estava olhando no celular, outra infração. Não acho certo o que eu fiz, de ter bebido e pego o volante. Estou ajudando a família das vítimas. Estou arrependido. Quero, aqui, levantar uma bandeira para que as pessoas que bebem não saiam ao volante”, afirma. Ele contou que tem diversas fotos que provam que várias vezes voltou da balada de táxi. O teste de alcoolemia de Diogo registrou 0,59 mg/l.

Diogo teve prisão preventiva decretada. (Foto: Luciano Muta)Diogo teve prisão preventiva decretada. (Foto: Luciano Muta)

O administrador afirmou que tomou algumas doses, mas não precisou de qual bebida, e que foi surpreendido pela Lei Seca. Desde 29 de janeiro, a lei ficou mais rígida, impondo tolerância zero para o consumo de álcool para os condutores. Logo após as declarações, ele pediu auxílio dos policiais. “Manda eles saírem daqui”, requisitou. Depois, contemporizou: “Ah, é o trabalho deles”.

A tragédia - O acidente foi no cruzamento da avenida Afonso Pena, esquina com a rua Bahia. Diogo conduzia uma caminhonete Mitsubishi L-200. A colisão matou José Pedro Alves da Silva Júnior, 22 anos, passageiro do táxi. O amigo dele, Ramon Rudney Tenório Souza e Silva, 21 anos, e o motorista Sebastião Mendes da Rocha, 51 anos, sofreram ferimentos graves.

Diogo foi preso em flagrante e encaminhado à Depac Centro (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário). Hoje, ele prestou o primeiro depoimento ao delegado Wellington de Oliveira, titular da primeira delegacia. Ainda no dia 11, a defesa de Diogo entrou com pedido de liberdade.

A juíza de plantão Kelly Gaspar Dutra Neves negou e converteu a prisão em preventiva, ou seja, com prazo indefinido. De acordo com o advogado Arlindo Murilo Muniz, a defesa avalia qual novo procedimento irá adotar. “Estamos estudando”, afirma. Uma possibilidade é pedir habeas corpus no TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul).

A velocidade - Perícia realizada ontem indica que a caminhonete estava entre 60 km/h e 70 km/h. Conforme a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), a velocidade máxima permitida na Afonso Pena é de 50 km/h. Além de responder pelos crimes de homicídio doloso, lesão corporal e dirigir embriagado, Diogo ainda pode ser indiciado por duas tentativas de homicídio. O acidente foi registrado por câmeras de vigilância e as imagens auxiliam na investigação policial.

No vídeo, é possível ver um carro preto passar ao lado da caminhonete logo após a colisão. Surgiu a suspeita de racha. O delegado pede que o condutor se apresente.




O que falta para o brasileiro é acordar do mundo da fantasia, onde nada acontece com ele. O brasileiro, eterno adolescente, acredita que tudo é "conversa de mãe pra ele não sair de casa". Poe na porta dos bares um cartaz com uma vítima de acidente de carro, uma roda em cima do crânio, cérebro espalhado pela rua, perna de um lado, corpo de outro. Isso faz alguém pensar, não esse papo furado moralista, poe pra foder nessa porra de país do caralho. Ensina de verdade nas auto-escola, para com essa putaria de comprar carta, qualquer imbecil compra carta hoje, essa mafia que coloca esse bando de nó cego no transito pra fazer merda. Aqui todo mundo é esperto, é malandro e acima da lei. Depois perguntam de onde sai tanto corrupto.
 
Khayo Vannucci Rodrigues em 18/02/2013 09:56:55
não foi fatalidade e nem acidente, foi imprudente assumiu o risco, ta certo que não é uma pessoa violenta, então ta arrependido nunca mais volte a dirigir um carro "Diogo Machado Teixeira" e deveria passa uma temporada na cadeia.
 
rui da silva em 17/02/2013 08:28:23
nossa, vi um comentário bem acima de que, depois das duas da manhã não se passa por semáforos verdes sem atenção redobrada, então, simples, desliguem eles depois das duas da manhã, pra quê semáforos então depois das duas, que babaquice, afffff...... meu chapa, lei é lei, as duas, as quatro, as seis da manhã!
 
Marcio Loureiro em 17/02/2013 07:04:04
Nossa, estou comovido com essa linda história....poderia até ser a continuação do Crepúsculo!!

Acorda BRASIL, lixo de país que não vai pra frente por pessoas como vocês que defende assassinos, bando de bêbados que com certeza fazem a mesma coisa....

Esse filho da mãe tem que apodrecer na cadeira e ser molestado todo o tempo que tiver lá, infelizmente o Brasil por ser um lixo não adota a pena de morte, mas nesses casos seria muito bem vinda!!

Hahahaha, a lei seca confundiu minha cabeça....hahaha ta certo...
 
Mauricio Vilas Boas em 15/02/2013 09:57:40
Não estou defendendo o principal causador desse acidente, e nem julgando o motorista do táxi, mas o taxista que roda pela madrugada de Campo Grande tem que saber que 2:44 não se passa em sinal verde sem uma atenção especial, pois é na madrugada que acontecem muitas tragédias, serve de alerta para todos nós que dirigimos aqui na capital, não passem no sinal verde sem antes olhar se está seguro, pois irresponsáveis como esse rapaz estão a todo momento "pilotando" por ai!

Que Deus conforte os corações da família desse jovem que tão cedo perdeu a vida e que possa salvar as vidas do Taxista e do outro envolvido no acidente.
 
Everton Alves em 15/02/2013 08:01:09
Cléia dos Santos,é facil falar quando vc não sente a mesma dor que a mãe deste rapaz que perdeu a vida esta sentindo,se ponha no lugar dela como mãe por alguns instantes, e me diga se vc ficaria calada com o mesmo pensamento que esta tendo agora...ficadica
 
wilson Velasque em 15/02/2013 00:09:39
Querem proteger o meninão agora? O QUE ELE FEZ FOI ASSUMIR UM RISCO QUE PODIA SE CAUSADO E ELE CONSEGUIU. AGORA AGUENTA AS CONSEQUÊNCIAS. AI VEM VC DIZER QUE JUGAMOS ELE POR ISTO OU AQUILO Q A IMPRENSA FALA ISTO OU AQUILO. QUAL FOI A DIFERENÇA DELE DE UM LADRÃO COM UMA ARMA NA MÃO? NENHUMA, SABIA Q PODERIA CAUSAR UM ACIDENTE OU ATÉ UMA MORTE OU PODERIA FAZER OQ FEZ E CHEGAR EM CASA ALEGRE E SORRINTE POR TER FEITO BESTEIRA E NADA TER ACONTECIDO. SEGURA A BRONCA AGORA GURI. CADA UM FAZ A M... E ISTO NÃO FOI ACIDENTE, ACIDENTE ACONTECE QUANDO NINGUÉM ESPERA ACONTECER. ELE SABIA Q PODIA CAUSAR.
 
Vanderson Fávaro em 14/02/2013 23:38:41
Dirigir alcolizado
Dirigir com velocidade acima da permitida para a via
Avançar o sinal vermelho
Usar o celular enquanto dirige
É um conjunto de "fatalidades "...... agora vem fazer campanha, tenha dó !!
 
Joao Filho em 14/02/2013 23:27:05
CADÊ OS HIPÓCRITAS DE PLANTÃO PARA SE APOIAREM NAQUELE DITADO INDIGNO DE SE LER? "ERRAR É HUMANO?" QUERO VER OS SERES PENSANTES DA FACE DA TERRA ABRIREM SUAS BOQUINHAS MALDITAS AGORA PARA DEFENDER ESSE IRRESPONSÁVEL.
 
MARIVALDO ABDIAS em 14/02/2013 22:21:50
É difícil assumir, mas esse cara cometeu homicídio culposo, E NÃO DOLOSO. Digam o que quiserem aqui, podem desejar vingança e maldade contra o cara, mas se justiça realmente for feita, ele será condenado por HOMICÍDIO CULPOSO.
 
marcos pierre em 14/02/2013 22:18:46
Saiu dirigindo perigosamente, em alta velocidade, embriagado, furando sinal vermelho, mexendo no celular, assumindo o risco de matar alguém, a isso só cabe um palavra: ASSASSINO. E quem ficam aqui defendendo esse infeliz, dê graças a Deus por não ter sido vc a vítima que teve a vida ceifada inocentemente por esse irresponsável.
 
Marina Ferreira em 14/02/2013 22:08:20
vanderlei oliveira: diz onde você mora que vou te dar uma pedrada.o cara é um irresponsável canalha, tirou uma vida e agora se faz de vitima, orientado pelo advogado.lamentavelmente não vai dar em nada e este cidadão vai entregar cesta básica e pronto.nunca fui multado com 30 anos de carteira e conheço muita gente que esta no mesmo caminho.
 
Carlos Henrique em 14/02/2013 21:45:55
QUE HISTORIA COMOVENTI!!!... ESSE MERECE UM OSCAR. TOMARA QUE A JUSTIÇA NÃO CAI NESSA.
 
RAFAEL NUNES em 14/02/2013 21:10:24
Não sou ninguém pra julgar ninguém. Mais da uma certa revolta o cara falar que cometeu infração!! Ora a lei denota crime beber e dirigir ele esta enganado!! É criminosos sim,como qualquer um que faça e aconteça o que aconteceu.. Meu jovem vc conhece o CP?? Então "Dolo eventual" é seu enquadramento e juri popular é seu destino e após Cana dura..Isso se o dinheiro não comprar e livra-lo das penbalidades
 
carlos lima em 14/02/2013 20:07:53
A vítima fatal deste caso é um pobre jovem trabalhador e migrante. As outras vítimas são também pessoas humildes. Que esta condição natural não 'enseje' a impunidade.
 
Célia Fontes em 14/02/2013 20:01:12
estrategia de defesa.......... demagogiaaaaaaaaaaaaa.......lagrimas de crocodilo..........o juiz nem o juri vai cair nessa.................cana para quem gosta de tomar cana e dirigir.........
 
ARNALDO POLETO em 14/02/2013 19:59:28
Povo defendendo o cara dizendo "quem nunca errou?". Esse é um argumento válido para e erros e situações amenas, caso contrário eu posso sair matando por aí e solicitar apoio porque, afinal, "quem nunca errou?". Aposto que quem diz isso é quem faz igual, dirige bêbado... Esse povo não sabe viver em sociedade e não sabe cumprir regras, bela vida vocês devem ter.
 
Jana Freitas em 14/02/2013 19:59:13
Algumas considerações estão quase igual a do caso do motoqueiro morto em frente ao shopping. Primeiro, alguns amigos tentaram aliviar o caso nas postagens, depois quando viram que o sujeito tava na festinha com uma GP até a namoradinha que estava ao lado na defesa, enxergou a babaquice do sujeito. Aqui também não será diferente. Só tenho medo que a descendência pese no tocante aos que levantarão a bandeira de mais impunidade.
 
Madalena Arre Pendid em 14/02/2013 19:50:12
Bebeu, dirigiu, matou, crime doloso.
Usou celular, dirigiu, matou, crime doloso.
E quando se faz as duas coisas ao mesmo tempo, bebe e usa celular dirigindo e mata alguem no transito??
Crime doloso sim. Juri popular. 6 a 20 anos de cadeia.
http://oab-rj.jusbrasil.com.br/noticias/100282748/usar-celular-e-matar-no-transito-e-crime-doloso
 
José da Silva em 14/02/2013 19:30:25
Agora matar resulta em "CHATEAÇÃO"?
Depois de ter matado uma pessoa, é muito fácil dizer que está arrependido ( pois com essa lei seca) o rapaz vai ficar preso e provavelmente ser condenado.
 
Juliana Cabrera em 14/02/2013 19:24:24
É muita cara de pau desse sujeito que enche a cara de álcool e agora vem com essa de querer participar de campanhas educativas, ele tem que pagar pela imprudência por ele causada.
 
Francisco dos Santos Júnior em 14/02/2013 19:20:11
Só está falando o que a advogada pediu pra falar.
Teatro barato.
 
Aline Torres Durães em 14/02/2013 19:14:48
Muito bem, Cleia, pela sua opinião! Todo mundo agora se acha no direito de condenar o cara que ainda nem teve o inquérito policial concluído, um julgamento judicial adequado e já está massacrado pela imprensa que a todo instante lança "suposições" do ocorrido, detonando qualquer resquício de moral que ele tivesse. Que essa tragédia sirva de lição a todos que estão lendo para se colocar no lugar e não mais dirigir e beber mesmo, como tenho a certeza que a maioria faz.
 
Mariana Gomes em 14/02/2013 18:00:00
É uma pena! É grande a "justiça própria ou pessoal" deste rapaz. (tem que cair a ficha!!)
Causou dor, fez um mal irreparável á várias famílias!
- Dizer que foi fatalidade?! Fala sério!!
O resultado:
- Álcool, direção perigosa e morte................................

Percebe-se, mesmo!? Pergunte a sua mãe, se fosse o "Inverso", você meu caro motorista, se você fosse o morto e alguém dissesse que foi, apenas uma FATALIDADE!!

Esperamos, que a justiça cumpra seu papel em todos os seus aspectos neste caso.

Meus sentimentos á família do rapaz.!
 
JOSIAS GOLDEN em 14/02/2013 17:55:29
Osvaldo Antunes e todos que somente ate o momento só crucificaram esse motorista! atirem a primeira pedra aquele que nunca errou!!!! pois bem digo vos o arrependimento jamais poderemos dizer que e tardio, e espero na real Diogo que seu arrependimento seja real pois viveras para sempre com essa culpa , mas creia em seu coração com certeza fara boa obras em pro da vida pra que continua mas nunca poderá traz essa que foi ceifada de volta, pela sua imprudência, mas acredito no arrependimento!!! que sua campanha seja fiel e verdadeira!!!!! que DEUS conforte a família daquele a qual a vida foi tirada, pela sua atitude Diogo que esse mesmo DEUS lhe de força pra conviver com seu feito lhe dando forças pra fazer tudo diferente, e ajuda o Brasil fazer a diferencia em favor da vida!!
 
vanderlei oliveira em 14/02/2013 17:50:57
Diogo, levantar bandeira agora é tarde. Quantas mortes já tivemos em Campo Grande dessa maneira e nunca vimos nenhuma manifestação de sua parte? Ajudar a família do rapaz até quando? Espero que a justiça seja feita, assim como foi feita no caso daquela jovem que morreu no acidente da Afonso Pena com a José Antônio.
 
Osvaldo Antunes em 14/02/2013 17:07:36
Tudo bem o arrependimento, mas não concordo com a parte fatalidade, isso não foi fatalidade, se ele não tivesse embreagado e utilizando o celular, não aconteceria, por isso não considero fatalidade.
 
jussara machado em 14/02/2013 16:41:36
Penq que o arrependimento dele não possa trazer o menino de volta a vida!!! Pode pagar, porém a perda é irreparável.
 
Angela Mangini em 14/02/2013 16:36:28
Ótimo pela campanha, mas no caso particular do "moço", um pouco atrasada. Fácil (e conveniente) defender bandeiras quando se está com a corda no pescoço!!!
Até quando a conivência vai fazer parte do nosso dia-a-dia.....
 
Emerson Amaral em 14/02/2013 16:17:42
gente quem nunca errou atira a primeira pedra,esse rapaz ta arrempendido do que fez e vai pagar pelos seus atos, cabe a justiça dos homem julgua-lo, e a deus tambem quem somos nos para ficar falando mau dele errou vai pagar pelo q fez,consequencias dos atos errados,agora a fiscalização da policial devia explandir tambem pelos bairros de campo grande,nao so no centro que morre gente nao pela imprundencia no transito.
 
cleia dos santos lima em 14/02/2013 16:10:03
Irônico isso.....estar arrependido não vai trazer o rapaz que ele matou, o sofrimento que a família esta passando nesse momento, a dor deles e dos outros que estão internados, nessa hora todos são do BEM.....
 
Erica Macedo em 14/02/2013 16:08:17
Bem conveniente essa história. Seu problema meu amigo não é bebida ou celular e sim tua falta de educação e respeito. Consta que o sr estava furando todos os sinais. Tenho pena de você e pesar pelas famílias que perderam seus entes queridos.
 
Carlos Roberto de Souza em 14/02/2013 16:00:29
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions