A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2017

24/11/2012 11:16

Caminhão carregado de milho tomba na BR-163 e deixa trânsito lento

Luciana Brazil e Carlos Martins
Motorista alega o caminhão tombou para não bater em um carro que ia na frente e freou (Foto: Rodrigo Pazinato)Motorista alega o caminhão tombou para não bater em um carro que ia na frente e freou (Foto: Rodrigo Pazinato)

Os motoristas que estão trafegando pela BR-163, na saída para Cuiabá, precisam ter cautela porque uma carreta bitrem, carregada com 37 toneladas de milho, tombou no acostamento no início da madrugada e pelo menos até às 10h30 não havia sido retirada do local. No acidente ficou ferido, com algumas escoriações no braço, o motorista Valdir da Silva Jesus, 31 anos, que foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Depois de medicado ele retornou no início da manhã ao local.

O motorista, que trabalha como caminhoneiro há três anos, contou que um carro de cor preta, importado, vinha atrás do caminhão e deu sinal indicando que ia ultrapassar. Após a ultrapassagem, Valdir disse que o carro freou. Para não bater, ele puxou o caminhão Volvo, modelo FH 400, para o lado direito e não conseguiu controlar o bitrem, que acabou tombando no acostamento. O caminhão vinha de Primavera do Leste (MT) e ia levar a carga para Maringá (PR).

 

PRF foi ao local com duas viaturas para orientar o trânsito (Foto: Rodrigo Pazinato)PRF foi ao local com duas viaturas para orientar o trânsito (Foto: Rodrigo Pazinato)

Orientação - Duas viaturas da Polícia Rodoviária Federal (PRF) estão no local – cerca de 4 km após o trevo para o bairro Nova Lima - orientando os motoristas. O inspetor Alexandre Figueiredo conversou por telefone com a proprietária do caminhão que informou que tanto o caminhão como a carga tinham seguro. Porém, o inspetor estranha o fato de a proprietária estar ligando para empresas de guincho para fazer o orçamento, visto que geralmente é o próprio seguro que aciona o guincho.

“Dei um prazo para que caminhão seja retirado até as 10h30”, informou o inspetor à equipe de reportagem. Porém, até a saída da reportagem, pouco tempo após o horário limite, o caminhão ainda não havia sido retirado.

A PRF também achou estranho o relato do caminhoneiro, já que não havia sinais de freagem na pista, confirmando a versão de que o carro importado tivesse causado o acidente.

A carga de milho ficou espalhada pelo acostamento e em parte da pista por 100 metros. O motorista disse que criadores de animais que moram nas imediações poderiam apanhar o milho para utilizá-lo como ração.




Nossa que confusão, deve ter dormido com certeza. Que prejuízo para a seguradora!
 
Karen Priscila de lima Mau em 25/11/2012 12:11:44
Muito estranho mesmo este acidente, pois nestre trecho é duplicado e não precisaria ir para o acostamento para outro veículo ultrapassar, somente a CT manter a pista da direita, como devem fazer todos carreteiro nestes trechos.
 
Adécio Lima em 24/11/2012 13:05:02
Isso significa que o efeito do remédio acabou.
 
Eduardo Abadia em 24/11/2012 11:51:42
Se a carga tem seguro, o motorista não pode sair distribuindo o produto, a menos que a seguradora tenha autorizado.
 
Milton S. Miguel em 24/11/2012 11:35:58
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions