A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

03/11/2011 12:58

Campo Grande tem 2,5 mil focos de semáforos “apagados” pelo sol, informa Agetran

Fabiano Arruda
Semáforo no cruzamento das ruas Joaquim Murtinho e Pedro Celestino é um dos alvos de reclamação de motoristas. (Foto: João Garrigó) Semáforo no cruzamento das ruas Joaquim Murtinho e Pedro Celestino é um dos alvos de reclamação de motoristas. (Foto: João Garrigó)

Campo Grande tem pelo menos 2,5 mil focos (luz) de semáforos que ficam “apagados” pela incidência da luz solar, segundo estimativa da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito).

Veja Mais
Motociclista morre em acidente envolvendo quatro veículos
Motociclista sofre várias fraturas após colidir moto em poste

No último sábado, acidente que envolveu quatro veículos e resultou na morte de um motociclista, no cruzamento das ruas Joaquim Murtinho e Pedro Celestino, a reclamação era que o sol atrapalhou a identificação das cores no semáforo que fica na via.

Segundo o engenheiro do departamento de sinalização semafórica da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Mauro Alves Chaves, a saída para solucionar o problema é trocar as lâmpadas destes semáforos por lâmpadas de LEDs.

No entanto, conforme ele, o custo é alto. “Enquanto a lâmpada convencional custa R$ 15 a de LED chega a R$ 300”, explicou, ressaltando que a agência não tem recursos para fazer a troca completa.

O engenheiro explica que a Agetran tem priorizado a substituição destes semáforos, por enquanto, em vias de maior movimento com a Afonso Pena, Mato Grosso e Eduardo Elias Zahran.

“Os outros deverão ser trocados gradativamente e os novos só estão sendo instalados com LED”, complementa.

Motociclista sofre várias fraturas após colidir moto em poste
O motociclista Rolson Ribeiro, 34 anos, sofreu várias fraturas após colidir a motocicleta que pilotava contra um poste, por volta das 4h deste doming...
Motorista escapa de capotamento com ferimentos leves
Acidente aconteceu na rua Fernão Dias. Motorista bateu em carro estacionado....



Ele se esqueceu de dizer que enquanto uma lampada incandescente dura no máximo 2.000 horas, a de led (que não custa o que ele afirma) dura até 30.000 horas e elas não queimam ao mesmo tempo como as incandescentes, podendo ser trocadas antes que se apaguem completamente, o que evita acidentes e semáforos apagados! Alé disso a de led consome 90% menos de energia elétrica!
 
Marcos Rogério em 03/11/2011 11:57:52
EU MORO NA ESQUINA DA PEDRO SELESTINO, TODAS AS SEMANAS TEM ACIDENTE. O PROBLEMA DOS CEMAFAROS, SÓ RESOLVEM QUANDO MORRE,
ALGHUEM IMPORTANTE.
 
Vanir queiroz Corinthiano em 03/11/2011 11:09:12
Não aguento essa conversa mole dos responsáveis pelo trânsito e tráfego em nossa cidade. O poder público vive dizendo que trabalha para salvar vidas. Agora, qdo o assunto é melhorar a qualidade dos semáforos em benefício de todos, o serviço fica muito caro. Oras, não é vc engenheiro da agetran que vaipagar os custos, mas todos nós contribuintes, portanto, chega de conversa fiada e mãos à obra.
 
Herculano Quintanilha em 03/11/2011 10:57:29
Motoristas de Campo Grande não saberão dirigir na Grande São Paulo, ou aliás, os críticos de plantão nunca foram àquela cidade. Lá sim, o trânsito é velóz. Os motoristas correm e aí daquele que não correr. Em termos de densidade de veículos no trânsito nem se compara com nossa Cammpo Grande e lá, nestes termos o índice de acidente é bem menor. Quanto aos nossos semáforos, vale sailentar que LED.
 
Ezio Jose em 03/11/2011 06:10:36
Tenho uma ideia melhor,colocar gruve ou quebramolas antes de cada sinaleiro,que ai aqueles apressadinhos vão ter que diminuir a velocidade, mas antes que coloquem isso...cubram os olhos,se protegendo da luz solar,ou olhem no sinal para pedestre,,funciona igual ao para carros..ou então, dessa do carro ,olhe,esta livre?volte para o carro,atravesse e bata.e pague os danos,como reclamam!deem um tempo.
 
lucas da Silva em 03/11/2011 05:38:49
se esta vendo que o sol esta atrapalhando para e presta bem atenção, ta louco aqui em campo grande é cheio de apressadinhos, sem educação pensa que esta em um video game
 
greissiele gonzales villalba em 03/11/2011 05:01:18
O que tenho observado dirigindo nas ruas que existe um problema maior que a falta de visualização de cor de semáforo que é a ALTA VELOCIDADE... a maioria não quer andar na velocidade permitida e sente-se incomodado com quem anda com cautela e dentro da velocidade de segurança. È muito fácil jogar a responsabilidade para o "semáforo"...pura irresponsabilidade...vamos refletir!
 
ivonete militão em 03/11/2011 04:41:53
do que adianta ter prudência, respeito à velocidade, Às leis de trânsito e direção defensiva se não conseguimos ENXERGAR as luzes dos semáforos?
 
Gusmão Augusto em 03/11/2011 03:38:21
A lâmpada de LED custa 300, mas a prudência, respeito à velocidade, Às leis de trânsito e a direção defensiva são G-R-A-T-U-I-T-A-S. As mortes no trânsito são realmente lamentáveis, mas não é certo culpar o poder público pela falta de educação dos condutores. Isso é uma questão de princípios pela própria vida, se você não cuida da sua, por que o Governo tem que cuidar?
 
Aline Queiroga em 03/11/2011 02:42:16
A LAMPADA DE LED CUSTA R$ 300,00, E AS VIDAS DAS PESSOAS VALEM QUANTO. SE TEM DE TROCAR QUE TROQUEM E NOS DE SEGURANÇA, AFINAL SOMOS NOS QUE PAGAMOS ATRAVÉS DE NOSSOS IMPOSTOS E MULTAS.
 
MATEUS COSTA em 03/11/2011 01:12:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions