A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

28/01/2013 14:03

Casos de embriaguez ao volante diminuem em janeiro, segundo Ciptran

Carlos Martins
Tenente Joseph: com nova Lei Seca, motorista está mais consciente (Foto: Rodrigo Pazinato)Tenente Joseph: com nova Lei Seca, motorista está mais consciente (Foto: Rodrigo Pazinato)

Dados divulgados pela Ciptran (Companhia Independente de Polícia Militar de Trânsito) mostram que a nova Lei Seca em vigor desde o dia 20 de dezembro do ano passado está produzindo efeitos no trânsito de Campo Grande. Até o dia 25, foram autuados administrativamente 28 motoristas por dirigirem embriagados, destes, 23 foram conduzidos para a delegacia. Em 2011, no mês de janeiro foram registradas 38 autuações de acordo com os dados do setor de Estatísticas e Operações do Ciptran. Isso significa uma redução de 26%.

Veja Mais
Para leitores, mudanças na Lei Seca vão diminuir de mortes no trânsito
Polícia realiza ação preventiva e orienta sobre novas regras da Lei Seca

“É prematuro fazer uma avaliação antes de fechar o primeiro trimestre, mas mesmo que ainda não tenha terminado o mês de janeiro, se percebe a partir da nova lei seca uma maior conscientização por parte dos motoristas”, disse o chefe do setor, tenente Felipe Joseph. Um dos motivos para este novo comportamento está no bolso, avalia Joseph. “A multa, que dobrou, passando para R$ 1.915, é fator de inibição”, diz o militar.

De acordo com a legislação, se o teste de alcoolemia feito com o bafômetro acusar de 0,1mg/L a 0,29 mg/L o motorista é apenas autuado administrativamente, mas se indicar acima de 0,3 mg/L, o condutor é autuado em flagrante e conduzido á delegacia. Abaixo de 0,1 mg/L o motorista é liberado.

Acidentes de trânsito - A maior parte das autuações por embriaguês no trânsito de Campo Grande é feita durante o atendimento às ocorrências em acidentes de trânsito. O motorista com nível de álcool no sangue superior ao permitido bate no carro de outro motorista. Nesse caso, o motorista do carro atingido serve de testemunha, uma das novidades da nova Lei Seca no caso de o motorista embriagado se recusar a fazer o teste de bafômetro, junto com outros provas, como fotos e vídeos que atestam a embriaguês.

Segundo a estatística, em 2012 (ainda com a antiga lei Seca) foram autuados 528 motoristas (193 conduzidos para a delegacia), número inferior ao de 2011, quando foram registradas 551 (212 levados para a DP) infrações de embriaguês ao volante.

Para o tenente Joseph, a nova legislação facilita o trabalho da fiscalização. Além de a multa ter aumentado (em caso de reincidência dentro de um ano passa para R$ 3.830), no primeiro flagrante o motorista tem a Carteira Nacional de Habilitação suspensa pelo Detran por até um ano e, no segundo flagrante, a CNH é cassada.

A principal infração cometida no trânsito da Capital continua dirigir sem CNH. Em 2011 foram registradas 4.473 ocorrências e em 2012 o número aumentou, passando para 4.568. Conforme os dados de 2012, em segundo lugar vem “dirigir sem o licenciamento do veículo” (3.266 autuações), em terceiro, “dirigir sem documentos de uso obrigatório” (2.996 autuações), em quarto lugar, “avanço de sinal” (2.911 autuações) e, em quinto lugar, “uso de celular” (3.642 autuações).

Para leitores, mudanças na Lei Seca vão diminuir de mortes no trânsito
As mudanças na Lei Seca, sancionada pela Presidência da República em dezembro, vai contribuir para baixar o número de acidentes com morte no trânsito...
Polícia realiza ação preventiva e orienta sobre novas regras da Lei Seca
A Polícia Militar realiza por intermédio do 14º Batalhão de Polícia Militar Rodoviário com apoio do 1º BPM e da Ciptran (Companhia Independente de Po...



O Detran, não deveria emitir carteira de motorista para quem é alcoolotra, em algum momento da vida essa pessoa vai matar alguém. Deveriam também proibir a propagandas de bebidas com alcool.
 
Carlos Lamarca em 28/01/2013 15:42:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions