A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

25/09/2014 14:32

CCR quer reduzir em 40% mortes na BR-163; rodovia mata 9 por mês

Aliny Mary Dias
Serviço de socorro médico e mecânico começa a valer no dia 11 de outubro (Foto: CCR/Divulgação)Serviço de socorro médico e mecânico começa a valer no dia 11 de outubro (Foto: CCR/Divulgação)

Com a média de 9 mortes e 118 acidentes por mês em 2014, a BR-163 é a grande vilã entre as rodovias que cortam Mato Grosso do Sul. A empresa responsável pela manutenção e duplicação da via desde abril deste ano pretende reduzir o número de mortes em 40% pelos próximos cinco anos.

Veja Mais
Usuário da BR-163 terá socorro médico e automotivo em outubro
CCR inicia obras para mudar fama da 163 de "morte para progresso"

Os dados da PRF (Polícia Rodoviária Federal) não são nada animadores. Nos primeiros sete meses desse ano, a rodovia já matou mais que nos últimos quatro anos. Foram 64 mortes de janeiro a julho, uma média de 9 óbitos por mês. Nos últimos anos, a BR-163 vem tirando vidas de dezenas de motoristas e passageiros.

Para reduzir os números, a CCR MSVia anunciou, nesta quinta-feira (25), que vai executar uma série de ações e que o objetivo final é reduzir em 40% as mortes pelos próximos cinco anos. A ideia é integrar ações de engenharia, educação e fiscalização nos trechos que mais matam.

Conforme o gestor de interação com o cliente, Keller Rodrigues, o PRA (Programa de Redução dos
Acidentes) foi apresentado em julho desse ano à ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) e entre as mudanças está a correção de trechos críticos, aplicação de reforço na sinalizaçã e campanhas de segurança.

A estratégia da empresa inclui ainda mensagens em faixas fixadas em pontos críticos e também tachões, conhecidos como “olho de gato”, nas pistas para impedir ultrapassagens indevidas. No próximo dia 18 de outubro, a CCR promete colocar em prática o serviço de socorro mecânico e médico, distribuído em 17 bases ao longo da rodovia.

Números - O excesso de velocidade é uma preocupação diante dos acidentes que mataram 64 pessoas de janeiro a julho desse ano. O balanço da PRF mostra ainda que em sete meses foram registrados 826 acidentes na via. Nas colisões, 175 pessoas ficaram feridas gravemente e 368 com lesões leves.

Durante todo o ano passado, a BR-163 matou 49 pessoas e 1.007 mil acidentes foram registrados. Além das mortes, 168 pessoas se feriram de forma grave e outros 390 tiveram lesões leves.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions