A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

16/07/2014 16:08

Colisão com viatura da PM interdita ruas e deixou quatro feridos

Edivaldo Bitencourt e Filipe Prado
Viatura capotou após bater em Honda Civic no Centro (Foto: Marcos Ermínio)Viatura capotou após bater em Honda Civic no Centro (Foto: Marcos Ermínio)

A colisão e o tombamento da viatura da Polícia Militar e um Honda Civic causou a interdição parcial das ruas Pedro Celestino e Barão do Rio Branco, no Centro da Capital. Os três policiais militares e a condutora do veículo tiveram ferimentos leves.

Veja Mais
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber
Homem que morreu atropelado tinha 51 anos e foi identificado pela mãe

O Corpo de Bombeiros, três viaturas e três motocicletas da PM atendem a ocorrência e interditaram duas das três faixas de cada rua. O tráfego está tumultuado e lento nas ruas Barão do Rio Branco e Pedro Celestino.

Inicialmente, a informação era de o acidente ocorreu no cruzamento com a Rua Dom Aquino. No entanto, a colisão ocorreu na quadra seguinte.

A viatura do 10º Batalhão da PM trafegava na Rua Pedro Celestino com o giroflex ligado. Os três policiais iam para atender um acidente de trânsito causado por um caminhão desgovernado, que teria passado por cima de algumas bicicletas.

O Honda Civic, conduzido por Marta Rodrigues, trafegava pela Rua Barão do Rio Branco. Ela contou que não ouviu a sirene ligada e só atravessou porque o sinal estava verde.

Após a colisão, a viatura da PM tombou e ficou com as quatro rodas para cima. Os três policiais e Marta só tiveram escoriações e não serão nem encaminhados ao hospital.

Apesar da gravidade do acidente, envolvidos tiveram apenas escoriações (Foto: Marcos Ermínio)Apesar da gravidade do acidente, envolvidos tiveram apenas escoriações (Foto: Marcos Ermínio)
Trânsito ficou congestionado após acidente na região central (Foto: Marcos Ermínio)Trânsito ficou congestionado após acidente na região central (Foto: Marcos Ermínio)



A polilcia, assim como os bombeiros e o pessoal das ambulancias, precisam entender que o fato de ligar o giroflex não deixa o carro deles invisivel, é preciso haver atenção tanto dos motoristas comuns mas principalmente deles, se é uma ambulancia com um paciente dentro, ele pode vir a óbito dependendo do caso, então acho que a mulher é tão culpada quanto o motorista da viatura.
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 16/07/2014 17:57:49
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions