A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

18/02/2012 08:21

Motociclista morre em acidente e, após 19 dias, Placar da Vida volta a zerar

Francisco Júnior

Acidente aconteceu na noite de ontem no bairro Pioneiras

Um rapaz de 28 anos morreu em um acidente de trânsito ocorrido por volta das 18 horas de ontem, no cruzamento da rua Ana Luiza de Souza com a Marques de Abrantes, no bairro Pioneiras, em Campo Grande. Hoje seria o vigésimo dia sem mortes em Campo Grande, conforme o Placar da Vida, que começou a ser contado em maio do ano passado e, até ontem, batia o recorde de 19 dias sem acidentes com morte.

Jean Marcondes Vaz Oliveira pilotava uma motocicleta quando foi atingido por um Fiat Uno. Conforme o boletim de ocorrência, o acidente foi provocado pela condutora do carro de passeio, Jocimara Firmina da Silva Souza, 25 anos, que não teria respeitado a preferencial.

Com a colisão, a vítima sofreu politraumatismo e traumatismo craniano. Jean Marcondes ainda foi socorrido com vida até a Santa Casa de Campo Grande. Mas devido à gravidade dos ferimentos, morreu na madrugada deste sábado. Ele não era habilitado.

O caso foi registrado na delegacia como homicídio culposo na direção de veículo automotor.




A verdade, é que essa moça foi estupidamente imprudente tirando a vida do meu irmão... e que infelizmente ele será só mais um em um dos tantos acidentes que acontece, no dia da morte dele completava exatamente um ano da morte de um querido amigo que morreu por imprudência de transito. Infelizmente essa moça deixou uma dor que dificilmente passará um dia...
 
Juliadri Vaz em 27/04/2012 08:34:13
'' nao tem logica essa louca passar em uma preferencial sem parar era ela q tinha q ter morido,nossa familia se encontra em luto por causa dessa istupida,ele estava sem carteira sim mas oq adianta ter carteira de abilitaçao e fazer isso q ela fez,nao adianta nada tirar carteira pelo correio''.meu primo querido q deus o tenha...
 
dayana oliveira em 02/03/2012 02:32:09
Mais uma mãe q chora, Um filho que crescerá sem um pai, mesmo com todos os seus defeitos; é triste saber que esse jovem, que anteriormente testemunhado por minha pessoa, lutou pela vida. O fato é que ninguém tem o direito de julgar, analizar e opinar sobre o fato. não existe justificativa plausível para uma morte, Jean; meu amigo, meu irmão... que Deus o tenha... Meus Sentimentos Para a Família.
 
Lauren Cesar Lima Junior em 29/02/2012 05:58:26
Bom... Mesmo um tanto tarde, fica aqui minhas condolências e profundo sentimento de tristeza; eu na condição de Amigo da vítima, digo: não há como justificar uma vida tão jovem ceifada, talvez por imprudência da motoriista, ou pelo ato infracional do Jean, apenas sinto pela família ter perdido um filho, primo, irmão e ou amigo, apenas sei q é mais uma situação q se torna estátistica.
 
Lauren Cesar Lima Junior em 29/02/2012 05:51:47
Não quero tirar a culpa da motorista de não respeitar a sinalização! Mas, o companheiro desabilitado ao sair de casa já desacato uma lei de transito, então a culpa é dele tambêm, e não vamos esquecer da senhora que não paro com a sinalização, ou falto freio! Campo Grande tá dificil, pois uns não respeitão sinalização, outros só dirigem alcoolizados e outros andão sem HABILITAÇÃO, choramos todos.
 
Nilson Gasparetto em 20/02/2012 08:22:20
Para quem "avisou" que de quinta até domingo a noite não há fiscalização, é simples responder: não sobra tempo para realizar a mesma pois as VTRs não param de atender os acidentes que, em sua maioria, são resultado da irresponsabilidade e do desrespeito às Leis de Trânsito. Muito fácil colocar culpa em sinalização e em fiscalização quando o correto seria que todos fizessem sua parte! Falta punição
 
Gladis Caramalac em 19/02/2012 10:47:18
Você não deve ter gostado muito do meu comentário por falta de fiscalização, cara Gladis Caramalac... A Ciptran não é só para fiscalizar o trânsito!?
Será que existe 2,3 ou 4 viaturas só!? É ao contrário que vemos por aí, pois a mídia sempre publica que o Governo do estado entregou "X" viaturas daqui "Y" Viaturas de lá!
Rodo na cidade o dia inteiro e não vejo tanta viatura atendendo como vc diz!
 
Luciano Silgueiros em 19/02/2012 03:38:40
aqui em c g ninguem respeita os sinais de transito, policiamento so tem nos dias de semana e para quem trab a noite que o bicho pega tem que andar no pe no freio nao so que vcs estao numa preferencial que nao vao parar e quando o sinal ou semafaro esta verde para vcs tem que tomar o maximo de cuidado fica ligado
 
heraldo rios em 19/02/2012 02:47:49
PARABÉNS a Jocimara Firmina da Silva Souza, não importa se o motociclista tinha CNH ou não, pois isso faria que ela respeitasse a sinalização? literalmente depois de mais de duas semanas voltamos a estaca zero!
 
ana oliveira em 18/02/2012 12:43:00
Concordo com o comentário do Luis, abaixo. Porém, acho que mesmo que o motociclista fosse habilitado, nesse caso, a CNH no bolso não salvaria a sua vida. Quando vc invade uma preferencial (sabe-se lá em que velocidade) pouco importa se quem tá transitando por ela (preferencial) tem ou não habilitação ou se é recém habilitado ou condutor experiente. Só nos resta pedir a Deus que nos livre e guarde.
 
arthur donavann em 18/02/2012 12:14:11
Nossa Senhora, karina ferreira quantas palavras escritas erradamentes... Sem comentário....
 
Cleo Trindade em 18/02/2012 11:55:07
Tem muitos motoristas e motociclistas que não têm habilitação e pilota e dirigi muito melhor que alguns habilitado, as veses sua condição financeira não o ajuda a ter uma carteira de habilitação. Outra coisas: em campo grande ninguem respeita preferencial ou sinalização.
 
Nilton Junior em 18/02/2012 11:49:00
Campo Grande a capital líder absoluta em acidentes de trânsito no Brasil, em países Europeus veículos não são comprados por pessoas sem habilitação, 1º é obrigatório tirar CNH depois se compra o veículo, e para uma pessoa que invade uma via preferêncial e fere alguém responde processo criminal, pois isso é um crime que quando uma pessoa se vai todos comentam familia chora e acaba todos aceitando!!
 
Cleyton Neves em 18/02/2012 10:49:09
Duas condições no acidente acima, sobre sai: Uma, motociclista não habilitado; isto é sem as condições necessária para conduzir veiculo automotor em via publica. A segunda desrespeito a sinalização, causado por despreparo ou abuso, na convivência pacifica no transito em via publica, causando uma consequência fatal; a morte de uma pessoa e perdas materiais. Eu pergunto valeu a pena transgredir?
 
luís eloy em 18/02/2012 10:31:24
Nossa família está em luto, a vitima era meu primo.
 
Juliana Miranda de Oliveira Silva em 18/02/2012 09:52:17
isso mesmo vamos meter o pau nas pessoas que nem conhecemos......o brasileiro é assim mesmo pimenta no dos outro é resfresco....ninquem pença no q ela esta sentindo nesse momento ou axam q ela gostou de matar uma pessoa....uma mãe d familia q por um vacilo errou mas quem são vcs pra julgar cambada d ipócritas......
 
karina ferreira em 18/02/2012 09:00:37
Esta é a prova clara do desrespeito as leis, por mais que elas existam de nada vai adiantar se esse povo não tomar conciência.
 
gilson de souza em 18/02/2012 08:44:41
muitos motociclistas habilitados trafegam colocando a sua vida e de outros em risco, agora pensa o motociclista sem conhecimento das leis e normas de transito, com certeza é nisso q ai dar.
 
Renato Marin em 18/02/2012 08:13:20
Todos errados:
1- O motoqueiro que não era habilitado, assim, independente de estar correto na preferencial, não tem argumento plausível pois não tinha permissão para pilotar;
2- A condutora, que deve ter tirado carteira de motorista pelo correio, pois não respeitou a prefrencial em uma rua perigosíssima como a Ana Luíza de Souza, deve responder criminalmente...
 
Kaliston Begamo em 18/02/2012 06:52:46
Realmente essas pessoas que são habilitadas e sabem da lei são as piores, aprendem e mesmo assim não se importam com a vida do próximo, essa avenida na pioneiras é muito perigosa, engraçado que ninguém consegue enxergar as placas de pare nela e por esse mesmo motivo muitos já perderam a vida ali, é preciso ser tomada alguma providência nessa região.
 
Joyce Santos em 18/02/2012 05:23:10
A falta de habilitação não foi a causa do acidente. A chamada "causa determinante" foi a desobediência da condutora à sinalização viária. Não tentem empurrar a culpa para cima da vítima, por favor!
 
Gustavo Ribeiro em 18/02/2012 05:11:37
Caro Joaquim Junior. se estás assim tão descontente com o povo de C.G. então volta para o buraco de onde você veio e seja feliz.
 
Marcelo Max em 18/02/2012 05:08:21
Antes de julgar alguém, pense que já tem autoridades competentes para isso. Não adianta culparem a condutora do veículo, se vocês não estavam presentes quando o acidente ocorreu! Cada caso é um caso. Como disse abaixo, Luciano Silgueiros, quem dirige sem habilitação assume o risco. A vítima perdeu a vida, a condutora carregará essa fatalidade durante a vida toda. Que Deus conforte a família.
 
Sabrina Drumont em 18/02/2012 04:59:56
Se nem que as promove cumpre, como um cidadão comum vai cumprir lei no Brasil, estamos mesmo perdidos e somente Deus pode no livrar!
 
Oswaldo Benites Junior em 18/02/2012 04:19:02
sabe o que acontece ? Esse povo de CG deve aprender a dirigir em fazenda, onde nao tem sinalização nenhuma, porque tá pra nascer um povinho que dirige mal...pelo amor hein...só por Deus mesmo pra nao sofrer acidente aqui nesta cidade. Ninguem respeita sinalização, faixas, sinal, e ainda andam a 30 km/h em via de 60 km/h. Dirigir devagar nao é sinônimo de dirigir bem. Pronto Falei !
 
Joaquim Junior em 18/02/2012 03:56:41
Todos julgando o erro da condutora que falhou e vai pagar por isso, mas ninguém considerou que se o motociclista não estivesse em cima de uma moto e sem habilitação, desrespeitando a lei, tudo isso poderia ter tido outro final.
Condutores do bem saibam que de quinta feira à noite até domingo de madrugada, não existe fiscalização e sim MALUCOS e IRRESPONSÁVEIS atrás de volantes pela cidade.
 
Luciano Silgueiros em 18/02/2012 03:27:43
com certeza a mulher esta errada e tem q pagar por isso mas oque tem de gente rod ando sem habilitaçao ele tambem assumiu o risco a lei vale pra todos os dois tao errado so q ele foi a parte mais fraca da historia
 
kleber martins em 18/02/2012 03:26:40
Homicídio culposo com dolo eventual. A condutora não buscou o resultado, mas pouco se importou para que ele não fosse produzido.
 
Julio Cotting em 18/02/2012 03:25:34
Se não tivesse pilotando, nada disto teria acontecido. Dirigir sem carteira é pedir para morrer, não tem noção de transito e não sabe se defender. Pena que aconteceu, a maioria dos acidentes estão acontecendo com pessoas de moto e sem habilitação. As três últimas mortes aconteceram com motociclistas sem habilitação.
 
Andrey fontenello em 18/02/2012 03:21:47
Pessoal, não adianta reclamar. Para que as Leis funcionem nesse país de Leis que ninguém cumpre. Tem que se exigir que sejam cumpridas, agora todo mundo culpa um ou outro, se a culpa por tais Leis descumpridas são nossa. Agora nesse caso é homicidio doloso. analisem, ao invadir a preferencial ela assumiu que poderia matar alguém.
 
Marcelo Max em 18/02/2012 03:04:28
ELA É RIDICULAMENTE CULPADA,DESPREPARADA.
ELA CORREU RISCO DE MATAR AO INFRINGIR A LEI VIGORADA NESSE PAÍS.
ELA DEVE SER LOUCA!
DEVE SER PUNIDA SEVERAMENTE.
TO DE OLHO.
 
VILTON VERA em 18/02/2012 02:12:21
Meu primo, que Deus o tenha.
 
Kleverton em 18/02/2012 01:42:06
Preferencial há muito tempo não existe em campo grande. E olha que a Ana Luiza é uma rua grande, não tem como o condutor em estado "sóbrio" atravessá-la sem perceber que avançou a preferencial.
 
carlos moraes em 18/02/2012 01:11:43
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions