A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

09/12/2012 08:26

Em 24 horas, 4 capotagens de veículos em Campo Grande

Luciana Brazil
No cojunto União, Celta capotou depois de bater em Uno parado. (Foto: Repórter News)No cojunto União, Celta capotou depois de bater em Uno parado. (Foto: Repórter News)

Quatro capotagens foram registradas no período de 24 horas, entre às 8 horas de sábado (8) até às 8 horas de hoje, em Campo Grande, de acordo com a Ciptran (Companhia Independente de Policiamento de Trânsito). Duas ocorrências não foram registradas, já que os envolvidos não quiseram fazer o Boletim de Ocorrência.

Veja Mais
Carro capota após colisão no cruzamento da Bahia com a Barão do Rio Branco
Motorista escapa de capotamento com ferimentos leves

Nos acidentes atendidos pela Ciptran, as vítimas, ambas condutoras, não sofreram ferimentos graves. De forma parecida, os acidentes foram ocasionados depois que os motoristas perderam o controle dos veículos.

A Ciptran informou que foram 44 acidentes na cidade em 24 horas e ainda 12 ocorrências sem vítimas, atendidas pelo Juizado de Trânsito.

No cruzamento da rua Tapajós com rua Minas Gerais, no bairro Monte Carlo, a motorista de 27 anos perdeu o controle do Gol quando fez a conversão à esquerda na rua Tapajós. Ela perdeu o controle do carro, bateu no meio-fio e capotou.

Ela foi levada com ferimentos leves para a UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) da avenida Coronel Antonino.

No conjunto União,  um acidente aconteceu depois que o condutor de 20 anos também perdeu o controle da direção. Kelvin Augusto Rodrigues bateu o Celta que dirigia em um Uno que estava estacionado.

Ao perder a direção, a traseira do carro bateu no Uno e com a força da batida, capotou. Ele foi levado para o Hospital Militar por meios próprios.

As duas capotagens sem registro aconteceram na estrada vicinal sentido Inferninho e não houve vítima.




Que dia meu Deus! É sorte chegar em casa vivo e com o carro inteiro, devido essas ruas e avenidas "retalhadas", onde talvêz é melhor buraco aberto do que tapado com aquele "lombo" 10 cm acima do nível do asfalto. Depois de enfrentar essa "onda vermelha" nesse calor infernal, parando em todo cruzamento e em muitos deles, nenhum carro passando no sinal aberto, pois não existe tráfego que justifique aquele semáforo ali. E quando o trânsito consegue fluir, tem sempre um que se acha no direito de trafegar lentamente pelo "lado esquerdo", o pior é que até veículo de auto escola trafega assim com seus "novos motoristas" é por isso! Então vamos lá enfrentar "quelas rotatórias", porque viadutos é inviável, é isso aí, vamos se arriscando nesse trânsito maravilhoso, cada um por si, contra todos!
 
Vanderlei Benites Paes em 10/12/2012 08:59:28
Ando de moto todos os dias, nos fins de semana ando com meu carro e o que vejo nas ruas são verdadeiros barbeiros e barbeiras que fezem muita coisa errada no transito, as vezes tento mostrar que estão fazendo coisa errada e sou xingado como se o culpado pela barberagem fosse eu, ultimamente tento não falar nada, deixar rolar pois nos ultimos tempos pessoas matam por tão pouco, posso ser morto por um tiro ou atropelado sem dever nada, apenas por mostrar COM RESPEITO o erro para que o individo corrija na proxima vez. faroeste caboclo neste transito maluco de Cpo Gde, só Deus nos salva.
 
Adauto Correa Lima Jr em 10/12/2012 08:54:09
Como é que essa pessoa conseguiu capotar e celta, será que ele estava abduzido pelo alcool .
 
jose carlos em 10/12/2012 08:53:24
O problema de transito existe em todas as cidades, Campo Grande precisa também corrigir alguns erros da direção de transito. Vias a 50 por horta só tem em CG. Mas tem solução, Faz Lei para resolver no ato da falta. Foi flagrado, multa, pega chave do carro e manda pagar a multa, quando voltar com o comprovante de pagamento, leva o carro, dependendo da gravidade. Duvido se nao resolver.
 
luiz alves em 10/12/2012 08:40:42
Concordo com os outros comentários, nas situações descritas não tem outra explicação a não ser imperícia, ou seja, pura barbeiragem.
 
Kaio Pascal em 10/12/2012 07:59:10
Olá! Temos que abaliar todas as possíbilidades dos acidentes de trânsito, para termos uma mudança de comportamento e uma alteração na cultura. Concordo que a formação é um fator para ocorrencias de acidentes, pois o DENATRAN determina as mesmas práticas no Brasil. Mato Grosso do Sul tem um DETRAN reconhecido nacionalmente pelas suas ações, mas o processo de Formação é equivocado e falho, não dá ao futuro condutor as condições minimas sendo que muitos habilitados não conseguem dirigir e fazem cursos adcionais por insegurança. Outro fato é que o tempo de formação é tão pequeno que o Instrutor mau consegue passar o conteúdo, como ele vai incutir os CONCEITOS na caabeça do aluno. Pra piorar, não tem habilidade, ou seja, não conhece nem domina a máquina, dai bate poste, capota, cai no corrégo.
 
Éder Vera Cruz em 09/12/2012 22:54:24
É simples assim, cada um faz as suas leis. Experimente andar rigorosamente dentro das regras do transito, o que voce vai ser xingado, é algo fora do comum. Quando o assunto é velocidade então, tape os ouvidos da sua mãe. Já até filmei um passeio desses pela cidade, é incrível como a gente se passa por idiota e barbeiro. Obs. sou daqui mas tambem dirijo no Rio, São Paulo, Brasília etc. mas este transito aqui é lento e ruim mesmo. Será a sinalização?
 
joao assis em 09/12/2012 22:16:36
em campo grande deveriamos ter o bom senso ao dirigir pois tem motorista que pensa que as ruas avenidas foram projetadas somente para eles, é só voce tentar ultrapassar alguem que logo ele acelera para mostrar sua perfeição ao pilotar dentro de campo grande é um absurdo pensem nisso tenha bom senso reispeite as leis quando quiser andar devagar ande pela direita>
 
gilmar chaves de meol em 09/12/2012 21:24:05
Começo a concordar com seu amigo PAULO CESAR NUNES DA CUNHA. Não sei como me deparo ainda com cada motorista que ainda por cima acha que ta certo quando faz as cagadas!
 
Maykon Monaco em 09/12/2012 17:40:00
aqui em campo grande o povo não sabe o que é segurar na defensiva para não bater. veja bem eles andam em alta velocidade sinal fechado na frente. vem e freia em cima , se der um problema qual no freio ja era. veja quantas batidas na traseira. mas isso voce ve inclusive, com instrutores de AUTO ESCOLA, essa baberagem vem delá.
 
LOURENÇO CARVALHO em 09/12/2012 16:37:59
Paulo,não precisa ser do Rio de Janeiro para ver que Campo Grande tem motoristas barbeiros. Nós mesmo vemos isto. Virou moda aqui em Campo Grande, andar na via da esquerda a 20 KM/h, e não dar sinal então, nem se fala. Por estas e outras que o nosso trânsito está um caus. Fala de respeito total dos motoristas. Acorda gente, colaborem, s nós não nos educarmos, nenhuma órgão (agetran, ciptran, detran) vai conseguir fazer. CONSCIÊNCIA MOÇADA, MULHERADA, HOMARADA, VELHARADA, MOTORISTAS DE ÔNIBIUS, CARROS FORTES, MOTOTAXISTAS, TAXISTAS. O TRÂNSITO NÃO É TEU É DE TODOS. SE VOCÊ NÃO RESPEITA TUA VIDA, RESPEITE A DOS OUTROS.
 
jorge capille em 09/12/2012 15:05:06
Como sempre falo,sou motorista e motociclista, e nas duas formas tenho que me defender o tempo todo, do idoso que muda de faixa sem sinal, da motorista falando ao celular, do carro sem manutenção, e ai a prefeitura vem e coloca lombadas,o problema não é a velocidade e tem que educar e fiscalizar!
 
Carlos Barbosa em 09/12/2012 14:51:50
Pior que no cenário nacional o número de acidentes no trânsito por habitante nossa cidade lidera, assim como de capotagens! Campograndense dirige de duas formas como se estivesse em cidade do interior (fazendo conversões sem dar seta, parar em fila-dupla, falando ao celular,etc...) ou como se o dono da rua (correndo e cruzando na frente dos outros), pior é que todo ano tem verba destinada a ciptran , todo mês eles retiram vale-combustível na prefeitura e nunca os vemos nas ruas, só em caso do acidente ja ter ocorrido(mesmo assim demora e difícil ver). Deveriam ficar em locais de maiores movimentações e multar mesmo (brasileiro só toma jeito quando mexem no seu bolso, pode morrer parente que continua fazendo errado!) e não ficar dando aptinhos! Vergonha!
 
Alexandre de Souza em 09/12/2012 14:42:13
Os motoristas daqui não são "barbeiros", em Campo Grande dirigimos de olhos fechados. Simples assim.
 
Dionisio Silva em 09/12/2012 10:48:22
Realmente, aqui a quantidade de acidentes e barbeiragens é absurda. Fica a pergunta: como esses condutores passam no Detran? Tem cada um aí, que realmente não entendo como é habilitado.
 
Francisco Oliveira em 09/12/2012 10:43:41
Campo Grande, capital nacional da barbeiragem. Como tem motorista barbeiro nesta cidade, palavras de um amigo do RJ quando aqui esteve. Concordo plenamente.
 
PAULO CESAR NUNES DA CUNHA em 09/12/2012 10:03:08
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions