A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

02/05/2014 15:32

Feriadão começa com três mortes nas primeiras 24 horas no Estado

Zana Zaidan
Edmundo morreu depois que caminhonete aquaplanou e capotou na BR-163 (Foto: Marcos Ermínio)Edmundo morreu depois que caminhonete aquaplanou e capotou na BR-163 (Foto: Marcos Ermínio)

O tempo chuvoso somado ao aumento do fluxo de veículos nas rodovias pode ser uma combinação fatal para os motoristas que pretendem pegar as estradas nestes quatro dias de descanso. Somente nas primeiras 24 horas do feriado, foram três mortes em rodovias federais e estaduais, causadas por aquaplanagens, quando a pista está molhada e os pneus do carro perdem aderência ao asfalto, ou imprudência dos condutores.

Veja Mais
Motociclista morto em acidente de trânsito na BR-060 tinha 20 anos
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber

A partir de hoje, acontecem os principais eventos do calendário cultural de Mato Grosso do Sul, em Corumbá, Anastácio e Maracaju, por isso, a previsão é que as rodovias estejam ainda mais movimentadas.

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) alerta aos condutores que, com a chuva, o trânsito fica mais lento, o que prejudica a visibilidade, reduz a aderência dos pneus e dificulta as manobras de emergência. Para fazer uma viagem tranquila e com menos riscos, alguns cuidados para dirigir na chuva são essenciais.


 

Roberto perdeu controle da direção e bateu em um barranco na MS-141Roberto perdeu controle da direção e bateu em um barranco na MS-141

- Durante a chuva, ou com o asfalto molhado, o motorista deve aumentar a distância em relação ao veículo que trafega a sua frente. Assim, é possível evitar freadas bruscas, que nessas condições elevam o risco de derrapagens e aquaplanagens;

- Borrachas das palhetas do limpador de para-brisa precisam estar em bom estado de conservação para que a chuva afete o menos possível a dirigibilidade do veículo. Elas devem ser trocadas uma vez por ano;

- Os faróis devem estar sempre acesos;

- Redobre o cuidado nas curvas e frenagens;

- Evite passar em poças ou locais com acúmulo de água;

- O 'pisca-alerta' somente deve ser acionado em caso de parada não prevista ou pane no veículo.

- Trafegar com o pisca-alerta ligado provoca a sensação de que o veículo à frente está parado, fazendo com que o condutor do veículo atrás freie, com risco de provocar acidente;

- Em caso de chuva forte, o motorista deve procurar um lugar seguro e, assim que possível, parar o carro. Nunca pare sobre a pista e só pare no acostamento se houver alternativa; o ideal é parar completamente fora da via.

- Na pista molhada, o condutor corre o risco de passar por uma situação de aquaplanagem, que acontece por alguns fatores: Excesso de água na pista; Calibragem inadequada dos pneus; Velocidade incompatível com a via; Pneus desgastados (lisos).

- Ao perceber que seu veículo perdeu a aderência com a via, siga as seguintes orientações: Tire o pé do acelerador até retomar o controle completo da direção; Não freie, pois se as rodas estiverem travadas no momento em que voltar o contato dos pneus com a pista, o veículo poderá desgovernar-se; Segure o volante com firmeza, mantendo-o alinhado.

Mortes- Na noite de quarta-feira a moto de Sérgio Malaquias Pereira, 20 anos, foi atingida por um veículo que fugiu do local do acidente, na BR-060, na saída para Sidrolândia. Com o impacto, ele morreu na hora. A Polícia suspeita que o motorista tenha tentado ultrapassar, e acertou a moto.

Em seguida, Edmundo Bartnikovski, 93 anos, morreu depois que a Hilux que ele ocupava aquaplanou na BR-163, a cerca de 20 quilômetros de Campo Grande. Chovia forte no momento do acidente e o idoso estava sem cinto.

Mais tarde, Roberto Zuza da Silva, 39 anos, morreu em um acidente na MS-141, próximo a Naviraí, depois de perder o controle da direção e bateu em um barranco. Com o impacto, ele foi arremessado para fora do carro e parou no meio da pista.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions