A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 16 de Janeiro de 2017

22/04/2014 10:25

Feridos em acidentes nas rodovias federais aumentaram 26% no Estado

Aliny Mary Dias
Houve diminuição no número de mortes, mas os acidentes e feridos aumentaram esse ano (Foto: Cleber Gellio)Houve diminuição no número de mortes, mas os acidentes e feridos aumentaram esse ano (Foto: Cleber Gellio)

Durante o feriado prolongado da Semana Santa em Mato Grosso do Sul, foram registrados 69 acidentes, 67 feridos e três mortos nas rodovias federais do Estado. Em comparação ao mesmo período do ano passado, houve aumento de 26% no número de feridos e 9% no número de mortes.

Veja Mais
Condutor é preso por embriaguez após atropelar pedestre, atingir carro e muro
Jovem envolvida em acidente com morte passa por procedimento cirúrgico

Segundo o inspetor Airton Motti Júnior, chefe de fiscalização e policiamento da PRF (Polícia Rodoviária Federal), os índices percentuais de aumento ou diminuição nos casos levam em conta o aumento da frota de veículos, que esse ano é de 83 milhões contra 77 milhões no ano passado.

“É uma orientação que temos de fazer nosso planejamento e nossos balanços com base no aumento da frota de carros para que os números fiquem reais”, afirma.

Durante a Operação Semana Santa do ano passado, houve 49 acidentes contra 69 nesse ano. Em relação aos feridos, foram 64 esse ano e 46 em 2013. O único índice que teve redução nas estradas federais foi as mortes. Foram 7 no ano passado e três nesse ano, uma diminuição de 67% levando em conta a frota de veículos.

Os acidentes que resultaram em morte ocorreram no perímetro urbano. Um deles vitimou um pedestre em Corumbá. Outro matou um motociclista em Dourados e outro vitimou um ciclista em Campo Grande.

Ainda conforme o inspetor, houve aumento de 200% nas fiscalizações de carros e pessoas durante a semana de intensificação nas ações. Ao todo, 14 pessoas foram presas dirigindo sob efeito de álcool. A PRF fez 2,6 mil testes de alcoolemia nesse ano contra 1,5 mil no ano passado.

Sobre a conduta dos motoristas, Airton explica que a falta de atenção continua sendo a maior causadora das colisões que terminam com pessoas mortas ou feridas. Outro detalhe observado durante a operação foi em relação ao local dos acidentes, a maioria deles acontece em pontos bem sinalizados e planos das vias.

“Os motoristas não colaboram com a vida, o condutor não faz a sua parte apesar da gente aumentar a fiscalização. Nós continuaremos com ações enérgicas para coibir essas atitudes e garantir a segurança”, completa.

Condutor é preso por embriaguez após atropelar pedestre, atingir carro e muro
O condutor Cícero da Silva Souza, 50 anos, foi preso por embriaguez após atropelar um pedestre, bater em carro estacionado e colidir contra um muro, ...
Condutora bate carro em poste e vai presa por embriaguez no Guanandi
Condutora de 46 anos perdeu controle da direção, bateu em um poste de iluminação publica e acabou presa por conduzir veículo sob efeito de álcool. O ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions