A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

19/01/2011 17:35

Geografia e fortes chuvas “detonam” asfalto na Rachid Neder

Jorge Almoas
Buraco força desvio de motoristas (Foto: João Garrigó)Buraco força desvio de motoristas (Foto: João Garrigó)

Uma chuva mais forte e o cenário é o mesmo: o asfalto é levado pela enxurrada, que invade as casas e comércios localizados na Avenida Rachid Neder, que divide os bairros Monte Castelo e São Francisco. Os moradores e comerciantes sabem do problema e apontam algumas soluções.

As chuvas dessa semana deixaram sua marca na avenida. Um buraco impede que os motoristas transitem pela faixa da esquerda, no sentido bairro-centro, no cruzamento da Rachid Neder com a Pedro Celestino.

O serralheiro Orivaldo Martins, de 43 anos, trabalha no local há seis anos. Ele reclama que o asfalto parece muito fino e que a construção da avenida camuflou um problema.

“Embaixo do asfalto, passa um córrego. A chuva desce desde o bairro Coronel Antonino, e também do Monte Castelo e São Francisco. A Rachid Neder é o final de um funil. Por isso, toda a água represada termina aqui e destrói tudo por onde passa”, conta o serralheiro.

Orivaldo relata ainda que a água invade o escritório da serralheria, chegando a cerca de 50 centímetros de altura. “Acho que tinha que ter mais bocas-de-lobo. Não sou engenheiro, mas a água não tem pra onde escorrer”, disse.

O buraco na esquina da Rachid Neder com a Pedro Celestino teve o asfalto retirado e abandonado na calçada. No dia 6 de janeiro, quando uma tromba d’água atingiu a cidade em alguns pontos, o asfalto na Rachid Neder cedeu no trecho centro-bairro.

O remendo no asfalto é visível para os motoristas. Funcionários de uma garagem de veículos relatam que na chuva da semana passada, o carro de uma cliente chegou a ser levado pela enxurrada. O dano só não foi maior porque o veículo estava no sentido correto da via.

Orivaldo acredita que mais bocas-de-lobo diminuíram problema Orivaldo acredita que mais bocas-de-lobo diminuíram problema
Restos do asfalto que se soltou são deixados na calçadaRestos do asfalto que se soltou são deixados na calçada



Senhores, boa noite !

Gostaria aqui de registra, que o problema não é da Geografia e muito menos das chuvas, São Pedro e a ciência geografia não são causadores de problemas nenhum.
Aliás é muito fácil culpar a Geografia e São Pedro, porque eles não vão questionar e não perigo deles reagirem. Jornalista s deveriam ser mais corretos nas suas argumentações, e apontar de fator real e o culpado do problema dessa rua, a Prefeitura de Campo grande e toda a equipe responsável que não planeja e faz nada dentro da forma correta, a ciência já deu os meios de planejar e executar obras de forma que não afete a visa das pessoas há décadas, mas a preitura trabalha obra de infra-estrutura de forma eleitoreira e não com a intenção de melhoras a qualidade de vida das pessoas.
 
Gustavo Souza em 23/02/2011 11:34:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions