A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

28/03/2013 12:30

Há 47 dias na UTI, taxista que sobreviveu a acidente tem melhora

Aline dos Santos e Francisco Júnior
Táxi foi atingido por caminhonete na madrugada de 11 de fevereiro. (Foto: Simão Nogueira)Táxi foi atingido por caminhonete na madrugada de 11 de fevereiro. (Foto: Simão Nogueira)

A família do taxista Sebastião Mendes da Rocha, de 51 anos, mais conhecido como Tião Palmeirense – sobrevivente de acidente de trânsito e internado há 47 dias na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da Santa Casa - está mais esperançosa. Nesta semana, ele apresentou melhora no quadro clínico e nos próximos pode ser transferido para a enfermaria.

Veja Mais
Justiça mantém condutor que matou passageiro de táxi atrás das grades
Justiça recebe denúncia contra motorista que matou passageiro de táxi

De acordo com Lourival da Rocha, irmão do taxista, Tião ainda respira com ajuda de aparelhos, mas está em fase de recuperação. “Ele já está 80% recuperado. Talvez na semana que vem seja transferido para a enfermaria”, diz o irmão, emocionado.

Ele foi vítima de acidente no dia 11 de fevereiro. O Siena que conduzia foi atingido por uma Mitsubishi L-200 no cruzamento da avenida Afonso Pena com a rua Bahia, em Campo Grande. Passageiro do táxi, José Pedro Alves da Silva Júnior, de 22 anos, morreu na hora. O amigo dele, Ramon Rudney Tenório Souza e Silva, de 21 anos, e o taxista ficaram feridos. Ramon já deixou o hospital.

Condutor da caminhonete, o administrador de fazenda Diogo Machado Teixeira, de 36 anos, foi preso em flagrante. Diogo admitiu ter bebido, mas atribuiu o acidente ao fato de estar mexendo no celular. O teste de alcoolemia registrou 0,59 mg/l. A perícia indica que a caminhonete estava entre 60 km/h e 70 km/h. Conforme a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), a velocidade máxima permitida na Afonso Pena é de 50 km/h.

A Justiça agendou para 7 de maio, às 15h, a primeira audiência do caso. Na ocasião, serão ouvidas as testemunhas de acusação e defesa, além do interrogatório do réu.




Granças a Deus esta se recuperando,um trabalhador honesto q estava fazendo seu papel durante a noite,q não estava bebendo e se mostrando a toa a ninguém...até me emociono em ler q ele,o Srº taxista esta bem e q ja esta saindo a UTI.Obrigado Srº Jesus Cristo.
 
Fernando Silva em 03/04/2013 05:29:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions