A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

24/09/2013 18:36

Homem arrasta mulher pelo braço e foge após bater moto em ônibus

Luciana Brazil e Helton Verão
Testemunhas ficaram assustadas ao ver homem arrastando mulher pelo braço, mesmo ela com pé machucado.Testemunhas ficaram assustadas ao ver homem arrastando mulher pelo braço, mesmo ela com pé machucado.
Vítimas fogem deixando moto para trás depois de sofrerem acidente. (Fotos :Simão Nogueira)Vítimas fogem deixando moto para trás depois de sofrerem acidente. (Fotos :Simão Nogueira)

Um acidente na tarde de hoje (24) envolvendo um ônibus, uma motocicleta e um carro, em uma das alças de acesso da avenida Marechal Deodoro, próximo a avenida Manoel da Costa Lima, em Campo Grande, tumultuou o trânsito e deixou as testemunhas do acidente assustadas, já que as vítimas fugiram a pé, mesmo machucadas.

Veja Mais
Carro capota após colisão no cruzamento da Bahia com a Barão do Rio Branco
Motorista escapa de capotamento com ferimentos leves

O acidente aconteceu por volta das 15h30 e o trânsito ficou confuso por cerca de uma hora. Depois do acidente, a mulher que estava na garupa da moto foi arrastada pelo braço pelo motociclista, mesmo com o pé aparentemente quebrado. Os dois fugiram abandonando a moto.

Segundo populares, o ônibus estava parado, aguardando a passagem do veículo Corsa Sedan, no local onde o carro tinha a preferência. O condutor de uma motocicleta, ao invés de esperar a passagem do veículo, tentou atravessar o cruzamento, mas acabou colidindo com o parachoque do Corsa.

Com a força da batida, o condutor e a mulher que estava na garupa foram parar debaixo do ônibus. O homem não se machucou, mas a mulher aparentava estar com o pé quebrado, segundo testemunhas.

Logo após o acidente, o condutor da moto levantou, pegou a motocicleta e tentou fugir sozinho do local.

Os motoristas envolvidos no acidente tentaram impedir a fuga do motociclista, tirando a chave da moto.

Mas em um ataque de fúria, o motociclista puxou a mulher pelo braço, e mesmo a pé, fugiu do local e a moto foi abandonada.

O motorista do Corsa, o marceneiro João Moreira Souza Neto, 41 anos, contou que pegou a chave da moto para tentar evitar a fuga, mas ainda assim não conseguiu. “O condutor dizia que ia levar a mulher para posto de saúde”, contou João.

Conforme testemunhas, ao invés de ir em direção ao posto do bairro Gaunandi, o motociclista fugiu em direção a rua Clineu da Costa Moraes, lado oposto da unidade de saúde.

Impressionada com a cena, a mulher de João, Maristela Perci, 36 anos, empresária, disse que as vítimas pareciam fugir de algo. “Eles pareciam estar com medo de alguma coisa, pareciam estar fugindo”. Enquanto era arrastada pela rua, mancando, a vítima dizia que a moto estava em seu nome.

A Bptran (Batalhão de Policiamento de Trânsito) esteve no local. Policiais prometeram fazer uma ronda pelos postos de saúde para encontrar os envolvidos. Segundo a polícia, a moto estava mesmo no nome da mulher, que mora no bairro Jardim Columbia.

O motorista do ônibus não quis falar sobre o acidente. O parachoque do Corsa caiu com a batida e o coletivo nada sofreu. Um passageiro do ônibus teria precisado de atendimento médico depois de machucar o punho quando o coletivo freou para evitar nova colisão.




So quem enfrenta esse transito caótico de Campo Grande sabe o quanto e complicado passar horas nele, ficamos super estressados,pois nao dirigimos para nos mas sim para os outros.Quando a gente pensa que o dia esta transcorrendo tudo bem vem um enfracadinho e estraga tudo.Ainda bem que so foi danos materiais menos mal. Fica um alerta para todos os engraçadinhos do transito seja mais prudente nao faca d seu meio d trasporte uma arma.Nao faca com os outros aquilo q vc nao gataria q fizesse com voce.Ha quando vcs tiverem algum desentendimento em casa,resolva em casa nao vai resolver no transito.
 
Eliane de Souza Targino do Nascimento em 01/10/2013 20:01:04
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions