A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

25/06/2012 18:19

Justiça mantém preso estudante que matou segurança na Afonso Pena

Paula Maciulevicius e Nadyenka Castro

Advogado se manifestou aos magistrados dizendo que estava ali como “cidadão indignado pelo tratamento dado à defesa pela Justiça e pela mídia”

Advogado de Richard questionou pressão midiática no caso. Jovem segue preso desde o dia 31 de maio. (Foto: Minamar Júnior)Advogado de Richard questionou pressão midiática no caso. Jovem segue preso desde o dia 31 de maio. (Foto: Minamar Júnior)

O Tribunal de Justiça negou por unanimidade o pedido de habeas corpus da defesa do jovem Richard Ildivan Gomide Lima, 21 anos, que matou o segurança Davi Del Valle Antunes, de 31 anos, em um acidente de trânsito na madrugada do dia 31 de maio.

Antes do parecer dos desembargadores, o advogado do jovem, Marlon Ricardo Lima Chaves, se manifestou aos magistrados. Ele começou dizendo que estava ali como “cidadão indignado pelo tratamento dado à defesa pela Justiça e pela mídia”. Marlon seguiu sustentando que isso foi que manteve a prisão de Richard.

O advogado falou ainda que a prisão não pode ser mantida porque existe a probabilidade de que o jovem seja solto ao final do processo. “Existem divergências judiciais em razão do dolo eventual. Há vários entendimentos, ele tem direito fundamental de responder em liberdade”, argumentou.

Para manter a prisão, o advogado contesta a alegação do Ministério Público Estadual, de que Richard é reincidente por ter sido multado há quatro anos por dirigir sem habilitação. Sobre isso, Marlon disse que foi um deslize.

“Fato que não é crime nem para maiores de 18 anos”, completou Marlon.

Em relação a suposta fuga, o advogado também considera questionável. Segundo ele, o estudante estava a uma quadra do acidente e os policiais nem tentaram ligar o veículo para confirmar se teve algum problema mecânico com a batida.

“Meu cliente está sendo tratado como um bandido que saiu de casa para matar uma pessoa. A lei tem que ser aplicada, mas pressão midiática não é requisito para prisão. Ele não é bandido, ele cometeu um acidente de trânsito”, declarou.

A defesa de Richard sustenta que o jovem tem bons antecedentes, é réu primário com residência fixa e trabalho lícito. Apesar de ter uma multa por dirigir sem carteira, Marlon disse que nos últimos quatro anos o rapaz não cometeu nenhum crime.

No pedido formal, Marlon contesta dizendo que há irregularidade no uso de algemas e questiona o fato do juiz pedir o parecer do Ministério Público na conversão da prisão temporária em preventiva.

Voto dos desembargadores - O relator do processo, desembargador Dorival Moreira dos Santos declarou que não houve irregularidades no flagrante nem na prisão preventiva e que a questão do dolo eventual vai ser avaliada durante o processo.

Sobre o questionamento do pedido do parecer ao Ministério Público, o desembargador disse que, embora não seja obrigatório, esse pedido é recomendado e não há o que questionar quando a isso.

O magistrado respondeu que não foi verificado constrangimento ilegal por conta da repercussão do caso na mídia e que a decisão do magistrado pela prisão preventiva é fundamentada.

O desembargador reforçou que Richard tinha bebido, estava em alta velocidade e furou o sinal na avenida principal da cidade e que no momento do acidente, uma garota de programa registrava um boletim de ocorrência contra o rapaz. “Tais fatos garantem a necessidade da ordem pública ser mantida”.

Ainda sobre a questão da prisão preventiva, Dorival Moreira dos Santos ressaltou que “não configura desrespeito ao princípio da presença de inocência”.

O advogado informou que considerou equivocada a decisão e que vai recorrer no STJ (Superior Tribunal de Justiça).

Caso - O acidente foi na avenida Afonso Pena, em frente ao shopping Campo Grande na madrugada do dia 31 de maio. O motociclista Davi Del Valle Antunes, de 31 anos, foi atingido pelo Punto, conduzido por Richard, enquanto esperava o sinal abrir.

Ele foi lançado a 38 metros de distância e a moto a 57 metros, conforme constatado pela perícia. O radar mostra que o carro estava a 83 km/h e furou o sinal, que estava vermelho há sete segundos. Davi voltava para a casa após o trabalho.

Em entrevista ao Campo Grande News, o preso confirmou que, antes do acidente, esteve num motel com um amigo e uma garota de programa. A confissão veio à tona depois de a prostituta ter registrado, na mesma madrugada, um Boletim de Ocorrência denunciando que a dupla tentou furtar dinheiro de sua bolsa. Ela discutiu e Richard teria mostrado uma arma de fogo.

No registro policial, consta que o universitário a ameaçou e também atirou, danificando a parede do quarto.

No dia seguinte à entrevista, Richard mudou a versão e voltou a afirmar que estava em um churrasco na noite que antecedeu o acidente. Contudo, há um comprovante do pagamento feito por Richard no motel.

O recibo do estabelecimento mostra que no apartamento foram consumidos cerveja e champanhe. Ele se recusou a fazer o teste do bafômetro. Contudo, foi registrado um termo de embriaguez, pois, conforme os policiais que atenderam a ocorrência, o jovem apresentava forte odor de álcool, além da voz pastosa e embargada.




PARABENS AO TJ POR MANTER ESSE ELEMENTO PRESO A SOCIEDADE DE BEM AGRADECE,ESPERAMOS QUE ESSE INDIVIDO VAI A JURI POPULAR E PEGA NO MINIMO UNS 20 ANINHOS DE PRISÃO.E O SENHOR DR MARLON QUERIA VER SE FOSSE UM IRMÃO SEU SE VC IRIA AGIR DESSA FORMA,NÃO E BIXINHO DE SE CRIAR EM CASA NÃO...
 
jose leoncio em 27/06/2012 07:02:44
Como é que é Dr. Marlon? "Acidente" de trânsito??? Isso foi um bárbaro CRIME de trânsito!!!!
 
Priscila Barcelos em 26/06/2012 11:43:00
Que a JUSTIÇA seja feita, pois a sociedade não vai sentir falta dele, parabéns ao TJ.
 
Edivaldo André da Silva em 26/06/2012 11:21:00
Não tiro os méritos do Dr. Marlon pq afinal, essa é a sua função, defender o seu cliente, porém, trata-se de um assassino, bandido, play boy, filhinho de papai, e se Deus quiser e a justiça for feita, ficará uns bons anos na cadeia p pagar pela desgraça que cometeu.
 
Fabiana Rocha em 26/06/2012 10:39:13
O comportamento do rapaz foi de extrema irresponsabilidade, porém não é justo
mante-lo apriosionado quando na sociedade lá fora há bandidos, assasinos extremamente perigosos a soltas. Acredito que a lição de vida proporcionada ao Richard foi muito dura ,sem contar que numa horas dessa há a falta do carinho de mãe (falecida).O mesmo não possuí antecedentes criminais, sendo tratado como bandido
 
Edith Lira Torres em 26/06/2012 10:32:29
O que precisa fazer então para ser preso? Se ele já tinha cometido outros delito. Estava embriago, matou uma pessoa, roubou outra. Infelizmente estes jovens estão abusando muito
 
Cida Barros em 26/06/2012 09:57:02
Parabenizo a mídia pelo excelente trabalho em divulgar este caso com a devida atenção merecida, pois, concordo com a defesa que diz que devido a atenção que a mídia deu ao caso o réu ainda continua preso, como ja mencionei antes, acredito que um caso como esse o réu deve ficar preso e ter a CNH suspensa por pelo menos 5 anos.
Infelizmente isso não trará a vítima de volta, mas já é um começo!!
 
MAXWELL CASANOVA AZARIAS em 26/06/2012 09:41:46
parabens justiça de MS, isso é o que é correto, manter preso pessoas que nao aderem à condutas corretas na sociedade!
 
emerson de oliveira em 26/06/2012 09:33:08
As pessoas tem que ser responsáveis pelos seus atos, ele sabia o q estava fazendo, foi assassinato e não acidente, tem que ficar preso sim para não matar mais inocentes, pais de família. Deveria existir uma lei que o obrigasse a sustentar a filha e viúva, pois ele matou um chefe de família.
 
Josiane Arguelho em 26/06/2012 09:26:57
Encher a cara de alcool, passar o semáforo vermelho, acima da velocidade permidida, se for dolo eventual,é o mesmo que sair atirando para todo lado, bebado e se acertar em alguem foi sem querer.Tem que pegar uma pena dura , para que outros pensem 10x antes de fazer o mesmo, sem falar no sofrimento da família da vítima.
 
marcos melare em 26/06/2012 09:26:19
Diante disso, pergunto...
Um "indivíduo" que "EMBRIAGADO", assume o risco de conduzir um veículo automotor, atropela um cidadão, pai de família, que sai do serviço e esta indo ao encontro da família matando-o, tem direito de sair sob fiança?
Esse crime não deveria ser inafiançável também?
Taí uma situação que acredito ser necessário uma mudança em nossa constituição!!
 
MAXWELL CASANOVA AZARIAS em 26/06/2012 09:24:51
...

XLIV - constitui crime inafiançável e imprescritível a ação de grupos armados, civis ou militares, contra a ordem constitucional e o Estado Democrático;

...
 
MAXWELL CASANOVA AZARIAS em 26/06/2012 09:19:22
...

XLIII - a lei considerará crimes inafiançáveis e insuscetíveis de graça ou anistia a prática da tortura , o tráfico ilícito de entorpecentes e drogas afins, o terrorismo e os definidos como crimes hediondos, por eles respondendo os mandantes, os executores e os que, podendo evitá-los, se omitirem;

...
 
MAXWELL CASANOVA AZARIAS em 26/06/2012 09:18:38
Na Constituição Federal de 1988, no artigo 5º, incisos XLII a XLIV diz:

XLII - a prática do racismo constitui crime inafiançável e imprescritível, sujeito à pena de reclusão, nos termos da lei;

....
 
MAXWELL CASANOVA AZARIAS em 26/06/2012 09:18:09
HAHAHAHAHA, ESSE ADVOGADO TEM A CARA DE PAU DE DIZER QUE ESSE ASSASSINO NÃO É BANDIDO, O CARA ENCHE A CARA, MATA UMA PESSOA, TENTA FUGIR, E DIZ QUE NÃO É BANDIDO, É O QUE ENTÃO, RSRSSR, E BRASIL SÓ VC MESMO.
 
FABIANO SANTOS em 26/06/2012 08:53:59
a justica tem que ser pra todos nao tem dessa desses advogados ficarem enventando essas conversas fiadas e a familia do seguranca como e que fica nessa historia ;
 
gilberto ferreira de lima em 26/06/2012 08:44:56
Incrível, o cara é reicidente em infração de trânsito, assumiu o risco de dirigir embriagado e em alta velocidade, e seu advogado ainda vem dizer que não é bandido, que ele não saiu pra matar... não mesmo? quem dirigi alcolizado assume todo o risco, saiu sim, armado e com munição...
 
muller batista em 26/06/2012 08:32:39
REALMENTE DR. SEU CLIENTE NÃO SAIU DE CASA PRA MATAR, MAS SAIU DA FARRA (E QUE FARRA). ALGUÉM QUE SAI EM ALTA VELOCIDADE, ALCOOLIZADO, DESRESPEITANDO SINAIS, PRA SALVAR ALGUÉM É QUE NÃO FOI, MAS SIM AO CONTRARIO OU SE MATAR. TDOS OS CASOS COMO ESSE DEVERIAM SER TRATADOS COMO DOLOSO. EXISTEM MUITOS RICHARD POR AI SOLTOS ENQUANTO FAMILIAS ESTÃO DILACERADAS. A CADEIA AINDA NÃO É A COLHEITA P/ELES.
 
SOLANGE RIBEIRO em 26/06/2012 08:03:08
Parabéns ao Juiz, é facil ao advogado defender alguém que não matou ninguém de sua família. Quero ver se fosse alguém da família dele. Este jovem sabe muito bem o que fez, ele já estava com mas intensões quando saio de casa. Deve pagar pelos atos que a justiça seja assim mais dura nos casos de morte por embriagues e alta velocidade.
 
Adriana Peralta em 26/06/2012 07:28:36
DONA Edith Lira Torres, vc diz que é injusto o que estão fazendo com esse rapaz, tratando-o como se fosse bandido. Agora me responda, quem tenta furtar dinheiro e faz ameaças com arma de fogo, é o que?
 
oseias lima em 26/06/2012 04:12:22
ANA ORTIZ, tb já vivi na pele a perda de uma irmã vítima de motoristas igual ao R.
Penso que todos tem direito de uma 2ª chance, vistos que as cicatrizes que ficam p/ sempre nos familiares que brutalmente perde um ente querido e do causador do acidente são irreparáveis. Em casos como "ESSE", poderia responder em liberdade,c/ a CNH cassadae amparando a c/ça que ficou órfã de pai.
 
Edith Lira Torres em 26/06/2012 04:04:38
...parabéns ao TJ. Assassino tem que ficar na cadeia...e ele ja deveria estar pagando pensão a viúva e ao filho que ficou orfão...
 
Ester Menacho em 26/06/2012 03:59:00
Um cara desse tem que ser mantido como bandido mesmo.... Existem leis de trânsitos para isso,e se existem leis elas tem que ser cumpridas, primeiro que ele estava totalmente irregular, segundo estava bêbado, depois tentar furtar algo que não pertence, é sim um crime, e ainda matar um senhor que estava esperando o sinal abrir pelo amor de deus lugar de bandido é entre as grades!!!!!
 
Vinícius Câmara em 26/06/2012 03:58:55
Esse advogado é bem a cara do cliente dele mesmo, se ele acha certo entao solta esse individuo leva ele ai esse mesmo individuo q ja matou um vem e mata mais um podendo ser um familiar desse Advogado ai vmos ver se ele vai defender como esta defendendo.Esse ser tem mesmo q fica preso sem duvida nenhuma, nao pode ficar impune se CAMPO GRANDE quer mudar o transito é com leis, matou vai preso....
 
susan keyla mendes ferreira em 26/06/2012 03:34:53
Indignada estou eu, por saber que tem muitos casos ainda impunes e talvez até arquivados, dar parabéns para o TJ a não ser que todos os crimes fossem tbém tratados da mesma forma. O rapaz que matou meu esposo no trânsito anda solto aproveitando a vida, não foi penalizado em nada, espero que pelo menos a consciência (se é que tem uma) não esteje deixando ele em paz, porque se eu espera o TJ aiaiai.
 
Solange Freitas em 26/06/2012 02:44:21
Se tivermos que esperar a "segunda morte" por causa de antecedentes criminais, quantas pessoas irão morrer? Por existirem pessoas que passam a mão na cabeça de vagabundo é que o mundo está perdido. Pessoas "de bem" não dirigem embriagadas, não desrespeitam a lei de trânsito e não fogem do local do acidente.
 
Ana Julia Ferreira em 26/06/2012 01:56:00
Edith Lira Torres, quando seu filho(a), marido, pai, irmão ou vc mesma forem mortos por um indivíduo qualquer, você dará "nome aos bois". Merece cadeia por, no mínimo, 10 anos. Morte de mãe não é motivo para revolta, foi o motociclista que matou a mãe do marginal? Não. Ainda bem que a mãe dele morreu, assim não teve o desgosto de visitar o filho na cadeia, que é o lugar dele.
 
Ana Ortiz em 26/06/2012 01:54:00
Eu só tenho uma dúvida provavelmente esse Richard não tem dinheiro pois se tivesse jamais estaria preso,pois estamos em um país em que o dinheiro é o primeiro poder.
 
Giseli Zanini em 26/06/2012 01:37:29
Espero que a justiça mantenha esse meliante na cadeia e que seja condenado com todos os rigores da lei.
 
Luciano Bandeira em 25/06/2012 10:51:41
Dr advogado nao adianta dizer sobre midia foi crime barbaro mas um bebado na rua colocando vida em risco,, tem paga pelo crime,,, sr disse ta sendo tratado como criminoso , quer qe ele seja tratado como rei,,,??? afinal ele é criminoso sim, sabia bem que tava bebado taca fazendo ruaca mesmo,, ele de santo Dr nao tem nada, talves essa prisao sirva licao pra outros jovens q todo dia tem um ai na rua
 
Rosilene leonel em 25/06/2012 10:41:04
Parabens ao TJ por manter a prisao e fazer com que as pessoas possam refletir ao dirigir um veiculo. Queria ver se a vitima fosse o filho do advogado se ele iria comparecer como "cidadado indignado". Eu sou um cidadao que pago impostos acordo cedo e trabalho e desejo ver esse sujeito preso e respondendo por homicidio doloso. E dou minha opiniao nao pq recebo pra isso mas por ser cidadao de verdade
 
Ricardo Fauzi em 25/06/2012 10:25:35
Dr: Marlon, o seu cliente com suas atitudes vivia a margem da sociedade, porém se não é bandido é marginal. As vezes é melhor lidar com bandido, porque quando eles caem asumem a identidade e não interpela a justiça dessa forma.
 
jorge ferreira em 25/06/2012 10:12:49
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions