A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

08/09/2013 11:06

Médico que se envolveu em acidente disse que estava cansado de plantões

Viviane Oliveira e Graziela Rezende
O carro ficou com a frente destruída. (Foto: Simão Nogueira)O carro ficou com a frente destruída. (Foto: Simão Nogueira)

O médico, de 28 anos, que se envolveu em um acidente na Avenida Afonso Pena com a Calógeras, disse em depoimento que vinha de uma sequência de plantões, porém admitiu que depois do trabalho saiu e ingeriu bebida alcoólica.

Veja Mais
Após acidente, médico fica preso e Polícia analisa possibilidade de fiança
Em carro de luxo, médico atinge moto parada no sinal e vítima é jogada a 20m

O motorista conduzia um veículo Elantra na Avenida Afonso Pena, quando atingiu uma moto, com dois ocupantes, que estava parada no sinal vermelho, de acordo com a Polícia. O piloto da moto Honda Strada, Anaury Ivarras e o garupa, Carlos Henrique, ficaram feridos e foram encaminhados para a Santa Casa.

De acordo com a Polícia, o médico prestou o primeiro atendimento às vítimas até a chegada do Corpo de Bombeiros.

O delegado plantonista da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, Luis Thomás de Paulo Aquino, disse que ao ser realizado o teste de alcoolemia no condutor foi constatado 0,37 mg de álcool por litro de sangue, um pouco a mais do permitido que é 0,33 mg. Dentro do carro, no assoalho ao lado do passageiro, foi apreendida uma garrafa de uísque Johnnie Walker.

O médico vai responder por dirigir sob efeito de álcool e lesão corporal culposa na direção de veículo. Em relação à fiança, o delegado informou que ainda está avaliando o valor.




Pessoal, eu fui um dos primeiros a chegar no local do acidente, e, por coincidência, era anaury quem estava deitado de bruços em cima do Elantra. Anaury tava comigo meia hora antes do acidente no barbaquá. Dou minha palavra para vocês, esse médico ai nem chegou perto das vítimas para saber como eles estavam. Não teve nada de primeiros atendimentos às vítimas até a chegada do socorro. Quem prestou todo atendimento à Carlos Henrique foi uma ACADÊMICA de medicina que também estava lanchando perto do local e foi lá, assim como eu, para ajudar. Esse médico não tinha nem condições de se manter em pé sozinho, o pai dele quem estava perto dele o tempo todo. A única vez que ele chegou perto do carro foi para pegar a chave e entregar para o pai para que assumisse a culpa. Tudo mentira!
 
Marcílio Guimarães em 09/09/2013 10:49:49
Ele Estava fazendo Plantão Em Alguma Boate Ou Boteco da Afonso pena..
Só Podia..
 
Fábio Souza em 08/09/2013 19:35:24
Ué, tava cansado e foi pra farra ? Porque não foi dormir ? Dirigindo um Elantra e a família fazendo vaquinha pra pagar ? Conta outra, vai..
 
Gabriel Santos em 08/09/2013 15:36:28
Se a uma hora desta, ja estava bêbado, começou beber bem antes. Veja nas mãos de quem as pessoas são submetidas para tratamento. Onde será que ele faz plantão???
 
Mirtes Lourenço Camilo em 08/09/2013 11:50:06
Por que não divulgam o nome dele? Por que ele poderá responder por lesão corporal culposa? Se ele fez o teste do bafômetro e foi comprovada a alteração, além da garrafa como prova...Ele assumindo a direção após ingestão de álcool ele assume também o risco de matar pessoas...
 
Brenda Gonçalves em 08/09/2013 11:44:53
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions