A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

17/08/2013 09:34

Mortas na BR-163, freiras fundaram Pastoral da Terra e defendiam índios

Lidiane Kober
Hilux acabou com automóvel conduzido por freira (Foto: Caarapó News)Hilux acabou com automóvel conduzido por freira (Foto: Caarapó News)

Mortas ontem (16) em acidente na BR-163, as freiras Lucinda Moretti, 70 anos, e Adelayde Furlanetto, 77 anos, deixaram marcas na região Sul do Estado no trabalho em favor dos indígenas e na defesa dos pequenos proprietários rurais.

Veja Mais
Carro com freiras, que morreram em colisão, invadiu pista contrária da 163
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber

Desde a década de 70 em Mato Grosso do Sul, Lucinda foi uma das pioneiras da CPT (Comissão Pastoral da Terra) e idealizadora da Feira da Semente Crioula, em Juti. “Uma mulher muito ativa, competente e séria”, resumiu Roberto Carlos de Oliveira, integrante da CPT.

“Era uma apaixonada pelo cerrado, defensora do uso das ervas medicinais no combate de doenças e desenvolvia trabalhos nas comunidades rurais e indígenas”, completou Vanilton Camacho da Costa, voluntário da CPT.

Segundo ele, as ações da freira são conhecidas em Glória de Dourados, Fátima do Sul, Caarapó, Juti e Dourados. Adelayde, por sua vez, atuava no distrito de Casa Verde, em Nova Andradina. “Depois de trabalhar por muito tempo no Estado, ela foi para o Mato Grosso e fazia quatro anos do seu retorno”, relatou Vanilton.

Ele contou ainda que, na ocasião do acidente, elas retornavam da Aldeia Tique em direção ao sítio de um amigo para pegar fertilizante natural a fim de usar na horta da Congregação Irmãs de São José de Chambéry.

Adelayde dirigia o veículo Gol e, ao entrar de repente na pista, o carro foi atingido por uma caminhonete Ford Ranger, conduzida por Vlademir Pereira Farias, 39 anos.

O velório das duas está sendo realizado na manhã deste sábado em Juti. Antes do meio-dia, os corpos deverão ser transladados a Garibaldi (RS), cidade natal das freiras, para a família realizar o sepultamento.




Sentimos muito a morte delas e com certeza sempre vamos lembrar aquilo que elas nos ensinaram.
 
vilma lima vieira em 27/08/2013 16:58:31
Que Deus as tenha na sua eternidade e bem feliz, porque deram as suas vidas em prol dos preferidos de Deus os pobres e indefesos! Solidariedade as Irmãs de São José.
 
Francica Eliane da Costa Pinheiro em 20/08/2013 20:55:54
Tenho certeza que minha tia plantou grandes projetos , não os deixem morrer procigam msempre com a fé e ousadia da irmã Lucuinda
 
Vanice Dias em 19/08/2013 13:27:35
Para aqueles que partem. Para aqueles que ficam. Irmãs Lucinda e Adelayde: missão cumprida entre os preferidos de Deus. Cf. http://dutracarlito.com/lucinda_e_adelayde_missao_simplicidade_e_testemunho.html
 
Carlos Alberto dos Santos Dutra em 19/08/2013 07:03:58
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions