A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

13/04/2011 18:40

Morte de ciclista em MS é maior que a média nacional, aponta estudo

Nadyenka Castro

Dados são de 2008

Acidente em 2010: bicicleta foi parar embaixo de veículo. (Foto: João Garrigó)Acidente em 2010: bicicleta foi parar embaixo de veículo. (Foto: João Garrigó)

Estudo feito pela Organização Não Governamental Instituto Sangari, divulgado nesta quarta-feira, aponta que em Mato Grosso do Sul, em 2008, teve mais mortes de ciclistas do que a média nacional.

De acordo com dados do Mapa da Violência 2011-Acidentes de Trânsito, foram 65 óbitos de ciclistas em 2008, no Estado. Rondônia, Roraima, Tocantis, Santa Catarina e o Distrito Federal também estão acima da média nacional na quantidade de pessoas que morreram em acidentes quando utilizavam bicicletas.

O estudo feito com base em informações do Ministério da Saúde aponta que há três 712 pessoas morreram em Mato Grosso do Sul em acidentes de trânsito. A maioria estava em motocicleta: 220.

Conforme o autor do trabalho, Júlio Jacob Waiselfiz, foram analisados números de acidentes ocorridos em uma década: 1998 a 2008. Neste período houve aumento de frota, de população e consequentemente de acidentes e mortes.

Mato Grosso do Sul é destaque na análise do pesquisador também pela qualidade dos dados. Os dados apresentados pelo Estado são considerados de alta qualidade.




Está no CTB: carros devem ultrapassar as bicicletas guardando 1,5 m de distância e elas trafegam com preferência sobre os demais veículos. Infelizmente, PM e Agetran desconhecem a lei e é altamente provável que jamais alguém tenha sido multado por essas infrações. Dar preferência aos pedestres na faixa também é lei, e os órgãos responsáveis fingem que não é com eles!
 
Luiz Pereira em 13/04/2011 07:38:19
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions