A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

23/02/2015 15:22

Morte de garoto ocorreu no dia em que família voltava à igreja evangélica

Edivaldo Bitencourt e Adriano Fernandes
Familiares e amigos participam de velório de Marcos Roberto no Itamaracá (Foto: Marcos Ermínio)Familiares e amigos participam de velório de Marcos Roberto no Itamaracá (Foto: Marcos Ermínio)
Foi uma fatalidade, diz pastor de comunidade que ajudou família de criança (Foto: Marcos Ermínio)"Foi uma fatalidade", diz pastor de comunidade que ajudou família de criança (Foto: Marcos Ermínio)

A morte de Marcos Roberto Correia Pereira, 6 anos, ocorreu na noite em que os pais voltavam à igreja evangélica após ficarem de oito a nove meses afastados. O casal aproveitava a oportunidade para apresentar a filha, recém-nascida e com 30 dias de vida, a Deus, quando um veículo em alta velocidade atropelou e matou o menino por volta das 19h50 de ontem (22) na Avenida Guaicurus, no Jardim Itamaracá, na saída para São Paulo.

Veja Mais
Gol atropela, mata criança de seis anos e bate em outro automóvel na fuga
Motociclista bate em muro de loja ao tentar ultrapassar veículo no Centro

O motorista atropelou a criança e ainda, na fuga, bateu em um veículo estacionado. A princípio, a Polícia não tem pistas do acusado da morte do garoto. Segundo o pastor da igreja Mar no Brasil – Ministério Apostólico Renovado, Luiz Marques Ajala, ninguém viu qual o tipo de automóvel causou a tragédia.

Marcos Roberto foi atingido quando correu atrás do irmão mais velho, de 9 anos, que atravessou a Avenida Guaicurus. Como ele saiu do meio de dois carros, o condutor pode não tê-lo visto.

Logo após o acidente, a comunidade saiu da igreja e iniciou orações pela vida do menino, que morreu no local e antes de ser encaminhado à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Bairro Universitário.

“O máximo que a gente poderia fazer era orar e esperar o socorro”, comentou Luiz, que deu apoio aos pais do garoto. A comunidade evangélica também fez vaquinha para ajudar a família nas despesas com o funeral.

A morte do garoto abalou muito a mãe. Já o pai, segundo o pastor, estava mais sereno e até perdoava o condutor. No entanto, ele não se conformava pelo motorista ter fugido do local sem ao menos tentar socorrer o seu filho. “Ele perdoa o condutor, mas não a atitude e a fuga”, reafirmou. “Foi uma fatalidade”, reconheceu o pastor.

No entanto, no bairro, moradores suspeitam que o autor tenha praticado manobras perigosas e cavalinho de pau na avenida poucas horas antes do acidente. A hipótese não foi confirmada pela polícia, que busca pistas em câmeras de estabelecimentos comerciais do bairro.

"Mais um inocente perdeu a vida para a imprudência no trânsito", afirmou o pastor. Ele cobrou medidas para reduzir a violência no trânsito da Avenida Guaicurus, que tem um movimento intenso de veículos. Perto do local do acidente, estudantes que frequentam uma escola pública próxima se arriscam diariamente no local, segundo o dirigente evangélico.

O sepultamento de Marcos Roberto Correia Pereira está previsto para amanhã, a partir das 8h, no Cemitério Cruzeiro, na saída para Cuiabá.

Gol atropela, mata criança de seis anos e bate em outro automóvel na fuga
Uma criança de 6 anos morreu atropelada na noite de ontem (22), enquanto atravessava a Avenida Guaicurus quase esquina com a Rômulo Cappi, no Bairro ...
Contramão é a única rota em cruzamento esburacado
Moradores da Rua Rio de Janeiro, no bairro Monte Castelo, reclamam que os buracos se multiplicam a cada chuva. Para piorar a situação, o cruzamento c...



Estranho...oraram para a criança não morrer e morreu...será que não aprenderam que orar não resolve nada ? Onde estava o deus deles que não impediu o atropelamento de um inocente ? A criança estaria viva se não tivessem ido neste lugar buscar seres imagináveis.
 
Eddie em 24/02/2015 08:48:59
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions