A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

11/03/2012 16:03

Motorista desrespeita sinalização e família é atingida por caminhão na BR-163

Viviane Oliveira e Elverson Cardozo

Vítimas, segundo a Polícia Rodoviária Federal, voltavam de uma chácara na região da Avenida Três Barras

Condutor do carro de passeio desrespeitou placa de pare. (Fotos: Elverson Cardozo)Condutor do carro de passeio desrespeitou placa de "pare". (Fotos: Elverson Cardozo)
Lado do motorista ficou completamente destruído. Lado do motorista ficou completamente destruído.

Colisão entre carro e um caminhão deixou quatro pessoas gravemente feridas no início da tarde deste domingo (11), na BR-163, em Campo Grande. As vítimas, segundo a PRF (Polícia Rodoviária Federal), são da mesma família. O condutor do veículo de passeio desrespeitou a placa de “pare” para entrar na rodovia.

Emílio Vasques de Oliveira, 62 anos, conduzia um Kadett azul marinho, com placas de Maracaju. Ele tinha como passageira a esposa, Ivone Santos Ferreira, 41 anos. Os filhos, Sara Nely Ferreira de Oliveira, 14 anos, Elias Salvador Santos Vasques, 9 anos e Ezequiel Ferreira de Oliveira, 8 anos, estavam no banco de trás.

De acordo com a PRF, Emílio saiu da avenida Três Barras para entrar na BR-163 e não respeitou a preferencial. O veículo em que estava foi colhido por uma F-4000, conduzida por Jeremias Castro, 37 anos, que seguia no sentido São Paulo/Três Lagoas e saiu ileso do acidente.

A colisão foi na lateral esquerda do carro de passeio, que ficou destruído. O motorista ficou preso às ferragens. Já a esposa, nada sofreu. A adolescente de 14 anos apresentava sangramento na cabeça e nariz.

Um dos garotos fraturou a perna e outro sofreu traumatismo craniano. Todas as vítimas foram encaminhadas para a Santa Casa. A família mora em Campo Grande e voltava de uma chácara na região da avenida Três Barras.

Ao local foram enviadas cinco viaturas de resgate do Corpo de Bombeiros.




João, vc ta errado. Não é lei que cruzamento deve ser passado a 40 km/h. Isso só vale em zone residencial. Neste caso, uma rua cruza uma BR, rodovia federal, com velocidade de 80 km/h. A lei somente disse: "Art. 33. Nas interseções e suas proximidades, o condutor não poderá efetuar ultrapassagem"; art. 44, que fala de reduzir velocidade, é para quando apriximando-se de uma via *preferencial*.
 
Marcos da Silva em 12/03/2012 08:46:15
O sujeito errou ao não parar, mas a velocidade na preferencial quando existe cruzamento é de 40 km/h, ninguém respeita este limite e se vc for um motorista prudente e quer seguir a sinalização logo vem um elemento atrás dando farol e reclamando.
 
João Crisóstomo de Campo Grande - MS em 12/03/2012 07:34:20
Bebo sempre aos Sábados e Domingos.... Não acho justo os pedestres ficarem à mercê de motoristas alcoolisados.
Quem infringe a Legislação deve ser punido com os rigores da Lei.
 
Josias Simão em 11/03/2012 05:24:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions