A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

22/03/2013 14:18

Motorista embriagado é condenado a 4 anos por matar mulher grávida

Nadyenka Castro

Oito anos após matar uma mulher grávida em um acidente de trânsito, em Dourados, Francisco Luna Moreira foi condenado a quatro anos, nove meses e 18 dias de detenção em regime semiaberto e a suspensão da CNH (Carteira Nacional de Habilitação), por dois anos. A decisão é do juiz Rubens Witzel Filho, da 1ª Vara Criminal.

Veja Mais
Com ânimos exaltados, polícia promete rigor com Lei Seca em Bonito
Três motoristas são presos por embriaguez durante blitz de Lei Seca

De acordo com denúncia do MPE (Ministério Público Estadual) por volta das 22 horas do dia 31 de dezembro de 2004, Francisco dirigia embriagado um Opala pela rua Guiana e entrou, em alta velocidade, na contramão da rua Canadá, no bairro Parque das Nações I.

Ao invadir a pista contrária, Francisco bateu o Opala, de placas de Campo Grande, na motocicleta Honda Titan pilotada por Marcos Roberto Nogueira, tendo como passageira Camila Alves Pedroso, grávida de oito meses. Marcos teve lesões graves e Camila morreu. O bebê que ela esperava também.

Conforme a sentença, Francisco declarou que a culpa pelo acidente foi das vítimas. Já Marcos relatou como aconteceu a colisão. Os relatos dele coincidem com registro policial.

Exame de alcoolemia em Francisco apontou que ele estava com 1,05 miligramas de álcool por litro de ar expelido dos pulmões.O magistrado entendeu que o motorista “agiu com extrema imprudência e negligência” e o condenou.

No entanto, ele acabou sendo condenado por homicídio culposo e não doloso. Também escapou do grau de rigor previsto pela nova Lei Seca, que entrou em vigor no ano passado e prevê penas mais severas por crimes de trânsito. 




Só no Brasil mesmo, que é um país de leis fracas! Lá fora um infeliz desse ia pegar uns 40 anos! Brasil: samba... futebol... e impunidade.
 
Moisés Oliveira de Araújo em 22/03/2013 16:21:36
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions