A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2017

13/09/2012 07:29

Obras de revitalização das rodovias MS-276 e MS-480 serão iniciadas amanhã

Francisco Júnior

As obras de restauração das rodovias MS-276 e MS-480 serão iniciadas nesta sexta-feira (14). A autorização de início será assinada pelo secretário de Obras Públicas e de Transportes, Wilson Cabral Tavares, às 10 horas, em Anaurilândia.

Veja Mais
Morador de rua é socorrido em estado grave após ser atropelado
Motociclista morre ao ser atingido por veículo em cruzamento na Vila Ipiranga

Com um investimento próprio de R$ 33,3 milhões, serão revitalizados 79,650 quilômetros na MS-276, ligação Batayporã-Anaurilândia, e na MS-480, do entroncamento da MS-276 até a Divisa de MS com o Estado de São Paulo.

A região possui tráfego intenso, inclusive de veículos pesados. Já em maio, durante entrega da premiação do Programa Escola para o Sucesso no Vale do Ivinhema, o governador André Puccinelli havia anunciado que o processo de contratação estava em andamento e garantiu a entrega no ano que vem.

Os serviços compreendem a restauração do pavimento, manutenção e conservação da pista e obras complementares de segurança. De acordo com a Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul), os serviços serão executados no sistema chamado Crema, metodologia amplamente aplicada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT) e exigida pelo financiador, o Banco Interamericano para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird). O mecanismo é o Contrato de Reabilitação e Manutenção de Rodovias, que busca assegurar que uma construtora faça a obra com a melhor qualidade possível, já que envolve contratos de manutenção com longa duração, com responsabilidade direta do contratado na execução das obras, no controle de qualidade e nos serviços de manutenção.

As ações na MS-276 e MS-480 contemplam: intervenções contínuas – restauração total do passivo da via, que demandará R$ 23.228.099,33, e obras complementares de segurança, que absorverão R$ 2.304.511,68. Essas intervenções fazem a recomposição das condições normais de segurança e trafegabilidade da rodovia, e serão executadas ao longo dos próximos doze meses, a partir da assinatura da Ordem de Serviço; intervenções descontínuas – manutenção e conservação rotineira, consumindo investimento de R$ 7.808.055,90. Essas ações visam manter a trafegabilidade no período anterior e posterior à restauração total, por um período de cinco anos (60 meses).

A empresa executora das obras será a Equipe Engenharia, vencedora do processo licitatório realizado recentemente e homologado no dia 21 de agosto pela Coordenadoria de Licitação de Obras da Agesul.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions