A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

21/05/2012 08:45

Parada em fila dupla sempre é “rapidinha”, mas causa transtorno

Elverson Cardozo e Mariana Lopes
Transtorno em frente a escola demora aproximadamente 20 minutos. (Foto: Minamar Júnior)Transtorno em frente a escola demora aproximadamente 20 minutos. (Foto: Minamar Júnior)

A parada sempre é “rapidinha”, mas o suficiente para causar transtornos e congestionar o trânsito. As já conhecidas filas duplas nas saídas das escolas continuam e a justificativa entre os motoristas, cientes da irregularidade, é sempre a mesma: “Não tem jeito”.

Veja Mais
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber
Homem que morreu atropelado tinha 51 anos e foi identificado pela mãe

A equipe de reportagem do Campo Grande News foi à porta de duas escolas da Capital, no horário de saída dos estudantes do período vespertino.

Na região central da cidade, a cena é a mesma quase todos os dias na avenida Fernando Correa da Costa e começa nos horários de embarque e desembarque de estudantes em frente a escola Mace. A fila se forma em questão de minutos. Além dos carros, vans escolares.

Transtorno para motoristas, pais, funcionários e pedestres. Para buscar o filho de 5 anos, o comerciante Paulo Júnior, de 37 anos, estacionou em local proibido e, pior, em guia rebaixada, o que bloqueou também o acesso à calçada de piso tátil.

Paulo diz ter conhecimento da irregularidade, mas “não tem jeito”. “Não tem vaga”, resume, acrescentando que seria “rápido” e que, inclusive, era a primeira vez que havia estacionado o veículo naquele local.

A dona de casa Adriana Fagundes, de 37 anos, preferiu estacionar na faixa amarela. Foi a forma que encontrou para não entrar na fila dupla. Também sabe da infração, mas afirma que a situação, que já virou rotina, é praticamente inevitável. "Não tem jeio, tem que ter fila dupla", afirma.

No horário de entrada e saída dos alunos, o inspetor da escola, Nilton Ivan dos Santos, de 53 anos, é o responsável por auxiliar os alunos a entrar e sair dos carros.

Adriana Fagundes diz que sempre para em fila dupla por falta de alternativa. (Foto: Minamar Júnior)Adriana Fagundes diz que sempre para em fila dupla por falta de alternativa. (Foto: Minamar Júnior)

Ele conta que o tumulto é rápido, mas inevitável. “Dá uns 15 minutos”, diz. A melhor saída, sugere, seria a fiscalização para orientar os motoristas. “Se tivesse um policiamento para controlar iria facilitar para todo mundo”, finaliza.

Mas há alternativas. Na escola Feliz Idade, localizada na rua Alagoas, no bairro Jardim dos Estados, Carla Janaína Carmenati, de 26 anos, foi buscar a filha. Para evitar fila dupla, estacionou o carro na rua da Paz e foi à pé pegar a menina. "É até mais rápido do que ter que enfrentar a fila", disse.

O radiologista Ricardo Bezerra Guimarães, de 38 anos, preferiu arriscar. Ele estava entre os motoristas da fila dupla, enquanto esperava a esposa buscar o filho na porta da escola.

"É complicado, a gente sabe que está errado, mas não tem onde estacionar. No final das contas, um vai parando atrás do outro e acaba que todo mundo está errado", justifica.

Na escola Feliz Idade, a situação é a mesma, fila dupla causa tumulto (Foto: Mariana Lopes)Na escola Feliz Idade, a situação é a mesma, fila dupla causa tumulto (Foto: Mariana Lopes)

A empresária Patrizzia Ludwig, 38 anos, já foi multada por estar em fila dupla em frente ao colégio. "Depois da multa, agora sempre estaciono e venho buscar minha filha à pé", conta. A filha dela, Ana Luiza, de 9 anos, puxa a orelha da mãe. "É errado, não pode ficar ali", diz a garota.

Fiscalização - O comandante da Ciptran (Companhia Independente de Policiamento de Trânsito), coronel Alírio Villasanti, afirmou que o órgão desenvolve campanhas de conscientização nas saídas de escolas da rede pública e privada de Campo Grande.

Apesar disso, declarou, ainda é comum a formação de filas duplas. “São hábitos que nós estamos tentando trabalhar para que isso não mais aconteça, mas em alguns locais são reincidentes.

A orientação aos motoristas é que saiam de casa com antecedência, usem rotas alternativas e, se necessário, estacionem a uma distância da escola para buscar o filho a pé. “O pessoal chega em cima da hora e quer ganhar tempo”, disse.

Estacionar em fila dupla é considerado uma infração grave, que pode gerar multa de até R$ 127,00 e acarretar a perda de 5 pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação).




É MUITA FALTA DE EDUCAÇÃO, MEU FILHO ESTUDA NA ESCOLA MÁXIMA, A ESCOLA DISPONIBILIZA UM ESTACIONAMENTO, MAS OS PAIS SEM EDUCAÇÃO PREFEREM PARAR EM FILA DUPLA.
NO FUTURO QUEREM COBRAR OS FILHOS POR MAIS EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO, SE ELES MESMO NÃO DÃO O EXEMPLO.
E O ENGRAÇADO, É QUE A POLICIA E OS AMARELINHOS NEM APARECEM NA ESCOLA... JÁ HOUVE VÁRIAS RECLAMAÇÕES.
 
AUADO AGUIAR em 21/05/2012 12:02:59
E esses ignorantes que se acham os donos da rua estão levando os filhos para aprenderem o que? A serem cidadãos? a respeitar o próximo? a serem dignos?
 
ricardo rodrigues em 21/05/2012 11:58:54
depois fica cheio de motorista mau educado povo reclama mas os pais ja dão o exemplo na hora de leva e busca na escola depois es´pera o que deles quando forem motoristas com um exemlo desse
 
soraia lombardi em 21/05/2012 11:31:48
sim a fila dupla causa transtorno sim, mas ia causar da mesma forma o tempo que gastaria pra manobrar o carro pra estacionar...
pense nisso nunca levo seus filhos na escola...
 
LEONILDO GOMES em 21/05/2012 10:13:28
Acho que deveria ser feito alguma orientação pelos operadores de trânsito, ou fiscalizar, na Rua Jeriba, foi feito assim, e funciona.
 
Juarez Goncalves em 21/05/2012 10:07:59
Frequentemente passo pela fila dupla no colegio dom bosco, na 14, e a maioria dos casos é preguiça, ja quem 20-30 emtros a frente sobra vaga.

Caminhar é bom, evita a obesidade infantil e de adultos.
 
thiago wormsbecher em 21/05/2012 09:52:51
Falta de respeito com o transito, eu busco minha filha todos os dias, quando não tem vaga disponível em frente a sua escola eu sempre paro meu carro mais pra frente e volto a pé. Minha perna não cai por causa disso. Não custa nada.
As leis devem ser cumpridas, e quem estiver desrespeitando deve ser punido, como o exemplo da entrevistada que não repetiu o erro.
 
Victor Morelo em 21/05/2012 09:38:01
Há necessidade realmente dos pais buscarem seus filhos nas escolas, em vez de multa a polícia deveria ajudar esses motoristas colocando fileiras de cones para eles, os pais, estacionarem seus carros. Afinal, são escolas, acredito que merecem privilégios no trato, tendo em vista que não há estacionamentos.
 
Luiz Carlos Barbosa de Castro em 21/05/2012 09:24:29
Tem lugar para estacionar sim. Apenas um pouquinho mais na frente. Ciptran, fica em frente a escola visconde de cairu nos horários de entrada e saída. Algumas pessoas que não são pais de alunos estacionam os carros nas vagas de desembarque e vão passear. Qd os pais chegam com os filhos, nada de vagas. Então é o caos. Pura falta de respeito. Porque educação, todos a têm.
 
Francisca Mesquita em 21/05/2012 09:21:39
Engraçado só vêm fila dupla na frente das escolas, mas na frente de bares e boates pode?
É só dar uma voltinha na cidade, principalmente na av. Afonso Pena pra passar raiva,
um monte de gente que se acha no direito de parar na av. para comprimentar o s amigos e ver o movimento do bar, e agente que não ta nem aí para bares têm aguardar a boa vontade dos cidadões.
 
José Edson em 21/05/2012 05:39:25
... da mesma forma, quando forem buscar suas crianças, ao invés de ficarem feitos LOCOS buzinando na frente da escola, obrigando essas crianças a correrem por entre os carros, ESTACIONEM REGULAMENTE, esperem seus filhos, na calçada, no portão da escola, caminhe com eles até o carro, pergunte sobre como foi a escola, sejam PAIS DE VERDADE.
 
eduardo de paula em 21/05/2012 03:56:21
O desrespeito a mais essa norma só reflete a falta de educação de muitos motoristas, além de ser um PÉSSIMO EXEMPLO para os filhos. Outra coisa, preguiça pura desses papais, mamães, titios, irmãozinhos, vovós..etc Experimentem estacionar um pouco mais longe da escola, caminhem com suas crianças, conversem, lhe desejem uma boa aula, aproveitem o tempo para as educarem e não darem mau exemplo.
 
eduardo de paula em 21/05/2012 03:53:06
Infelizmente esse é um problema que sempre vai existir, muitas vezes até tento estacionar um pouco mais longe e pegar as crianças a pé, mas sempre é uma dificuldade achar vaga mesmo na quadra seguinte.
 
CAMILA FREIRE em 21/05/2012 03:15:15
Na escola Municipal Geraldo castelo é uma confusão, os pais que chegam mais cedo estacionam o carro e na hora de sair (tanto na entrada como na saída) não conseguem,pois, estão impedidos pelos pais infratores que estão em fila dupla. Acontece até briga lá.
 
Genésio Almirante em 21/05/2012 01:04:01
Coloquem placas avisando o horário de saida e entrada de alunos naquele local. Aí não passarei mais por la naquele horario. Afinal de contas a segurança das crianças é prioridade. Só os pais mesmos tem paciência de Jó nestes locais, e se entendem.
 
joao batista em 21/05/2012 01:03:53
Claro, Sr. Luiz Carlos Barbosa.
Cones. Excelente ideia!
Afinal, todos estão amalgamados no banco dos carros e não podem se locomover da vaga mais próxima até a porta da escola. Tem que mobilizar estrutura de trânsito e funcionários mesmo, afinal nádegas amalgamadas são um problema grave.
 
Mário Lupertino em 21/05/2012 01:01:47
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions