A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

01/07/2011 10:05

Placar da Vida chega ao recorde de 7 dias sem acidente fatal na Capital

Aline dos Santos
Motociclista morreu em acidente no bairro Tiradentes. (Foto: Simão Nogueira)Motociclista morreu em acidente no bairro Tiradentes. (Foto: Simão Nogueira)

Inaugurado em 11 de maio, o Placar da Vida finalmente retrata uma boa notícia. Campo Grande bateu o recorde de sete dias sem mortes no trânsito. O placar começou a contagem com seis dias sem acidentes fatais.

Mas, desde então, não conseguiu ultrapassar a marca. De acordo com chefe de Divisão de Educação da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Ivanise Rotta, o melhor resultado tinha sido entre os dias 13 e 19 de junho. “Estamos todo comemorando. Acho que agora vai”, enfatiza.

O Placar da Vida marca os dias sem morte no trânsito de Campo Grande e faz parte do projeto mundial “Década de Ação pela Segurança Viária”. Segundo Ivanise, a Capital foi a única cidade adotar o placar. “Em Curitiba e Goiânia têm totens, que contabilizam os acidentes”.

A redução dos acidentes com morte coincidiu com a primeira onde de frio do Inverno. “As pessoas bebem menos, não saem tanto de casa”, lembra. Com as baixas temperaturas, é perceptível a redução de motocicletas nas ruas. As motos são protagonistas da maior parcela de acidentes fatais.

Em junho, a tragédia urbana registrou 15 mortes no trânsito. Entre 21 e 23, foi uma morte por dia. No dia 21, Ana Karolina Afonso Martinez, de 22 anos, morreu após a motocicleta onde era passageira bater em um caminhão no cruzamento das ruas Culuene e Tupaceuto, no Jardim Tijuca. Ana Karolina ficou enroscada na roda do caminhão e morreu na hora.

No dia seguinte, Ivacir Coutinho dos Santos Queiroz, de 49 anos, morreu em um acidente no cruzamento da avenida Marquês de Pombal com a rua Cândida Barros, no bairro Tiradentes.

No feriado de Corpus Christi, o motociclista Alan Jhulian Sá de Abreu, de 19 anos, perdeu a vida em acidente com uma caminhonete na avenida Mascarenhas de Moraes.




Com certeza Braga as blitz não podem parar, mas se tiver mais agentes de trânsito nos pontos onde mais tem acidente ai támbem ajuda, pois quando doi no bolso tem que se pensar um pouco antes de fazer essas badernas que acontecem por ai!
 
Orlando Valenzuela em 01/07/2011 12:05:06
GENTE NÃO É O PLACAR DA VIDA? NÃO ISENTANDO O FATO DA TRAGÉDIA QUE É A VIOLÊNCIA NO TRÂNSITO, PRECISAVA COLOCAR UMA FOTO DE UMA PESSOA MACHUCADA, COM UMA MOTO TOTALMENTE DESTRUÍDA? NO NOSSO COTIDIANO JÁ VEMOS ESSAS NOTÍCIAS O TEMPO TODO, BOM O DESTAQUE PARA O PLACAR DA VIDA, PORÉM FALTOU CUIDADO E UMA CERTA CRIATIVIDADE COM A FOTO.
 
taciane Peres em 01/07/2011 10:44:29
Esses nossos Gestores brincam com nossa cara, em vez de focarem em ações preventivas, educativas e até punir com mais rigos os infratores do trânsito ficam felizes com o "recorde" de 7 dias sem morte na capital.
Ta na hora de mudar!!!
 
Orlando Valenzuela em 01/07/2011 10:27:16
Para de fazer as blitz pela cidade, pra ver se não voltam os acidentes. Não podem parar as blitz, ainda tem muitos, mas muitos motoristas e motociclistas sem condição nenhuma de transitar pelas nossas ruas, fura sinal, fala ao celular, não sabe que a faixa da esquerda é via rápida, motociclistas transitando entre os carros quando o sinal esta fechado, é, tem que mudar muita coisa ainda.....
 
Braga Nunes em 01/07/2011 10:18:21
Nossa cidade já é uma hoemagem a música chão de estrelas, pois com a campanha a cada local de morte no trânsito pinta-se uma estrela no chão. Podia fazer um ranking também de assacinatos, estupros, pedofilia. Eta! só se ouve notícias ruins nos últimos dias. Será que é o preço do crescimento ou fim dos tempos.
 
Carlos Alberto em 01/07/2011 04:12:27
E você acham que o Placar da Vida é o que? Diversão da Agetran? Você acha que junto ao Placar não estão imbutidas uma série de ações educativas, tanto nas crianças como na faixa etária envolvida nos acidentes? Gente, precisamos parar de criticar aquilo que não conhecemos! Esse trabalho da Agetran é muito sério, respeitado mundialmente, a prefeitura está reproduzindo as diretrizes de uma campanha sucesso em todo o mundo! Vocês? Não leem? São pagos para criticar? Que tal se em vez de criticar vocês passassem pelo menos a respeitar o trãnsito SEM ESPÉRAR que a prefeitura tenha a iniciativa de educa-los? Afinal, certamente, se forem motoristas habilitados, é porque têm condições de serem bons motoristas, de praticar DIREÇÃO DEFENSIVA, enfim, de evitar a morte no trânsito. ACORDEM!!!
 
César Pedrosa de Carvalho em 01/07/2011 03:05:06
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions