A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

21/11/2011 11:55

Prefeito diz que restrição a consumo de álcool pode evitar tragédias no trânsito

Marta Ferreira e Wendell Reis

Afirmação foi feita em alusão a acidente envolvendo sete adolescentes, em que um deles morreu, aos 15 anos. A suspeita é que os jovens estavam embriagados.

Escola e pais precisam ensinar que bebida tem limite, afirma o prefeito. (Foto: João Garrigó)Escola e pais precisam ensinar que bebida tem limite, afirma o prefeito. (Foto: João Garrigó)

O prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PMDB), comentou nesta manhã o acidente ocorrido no sábado, envolvendo se adolescentes que estavam em um veículo guiado por um menor de idade. Um deles morreu. Diante da existência de garrafas de cerveja no veículo e da suspeita de que os adolescentes, entre 15 e 17 anos, estivessem embrigados, o prefeito disse acreditar que o projeto em análise na Câmara de Vereadores que restringe o consumo de bebidas nas ruas pode “evitar que tragédias como essas podem acontecer”.

A proposta prevê multa de até R$ 1 mil para quem for flagrado bebendo nas ruas. O prefeito informou que aguarda a passagem do projeto pela Câmara dos Vereadores e a chegada até ele, mas já se declaração favorável à ideia. Ele salientou, hoje, que o projeto interfere no livre comércio, ao restringir o consumo nas ruas.

Sobre o acidente com os adolescentes e a relação com a bebedeira entre adolescentes, o prefeito disse que tanto os pais quanto a escola devem ser mais cuidadosos ao ensinar os jovens que “bebida tem limite”.




as pessoas deveriam ter mas prazer com a vida, e aprende amar a vida.
 
ELLEN CAMOES LADISLAU em 22/11/2011 01:14:00
Isso tudo é uma grande hipocrisia, essa lei NÃO DIMINUIRÁ os altos índices de acidente, isso se resolve com blitze. É necessário encarar o fato como ele realmente é: problema de polícia e não do legislativo.
Cabe lembrar que a Lei Seca que existiu nos EUA só serviu para fortalecer a máfia.
 
Alexandre Silva em 21/11/2011 12:37:04
Espero que o nosso prefeito assine e torne lei este projeto. Mas mesmo assim, muitos outros acidentes ocorrem com pessoas que não beberam, por falta de conscientização e educação no trânsito. A Agetran e Ciptran deveriam relizar muito mais blitzes e punir com rigor motoristas que não respeitam o trânsito!
 
Wellington Sampaio em 21/11/2011 12:20:41
Senhor Prefeito:

O consumo de álcool é somente uma das causas das tragédias que se abatem sobre as famílias. São tragédias anunciadas que poderiam ser evitadas. Primeiro, com o retorno dos valores de família, há muito esquecidos por pais que "compram" a atenção dos filhos com liberdades excessivas e concessões indevidas, como permissão para dirigir antes dos 18 anos.
 
Paulo Amaral em 21/11/2011 12:17:34
A questão não é de proibição, é de educação, não só por este acidente, mas o que vemos nos bares em Campo Grande é um absurdo, crianças de 15 anos estão por toda a noite sem nenhuma fiscalização, e me falem uma coisa, se um filho esta em um bar ou boate quem consentiu para isso, me perdoe mas um carro é algo muito grande para se pegar escondido, e esse conselho tutelar, quando vai começar a agir.
 
Iara Moura em 21/11/2011 05:49:54
Só hj pela manhã, passeando de carro vi 3 pessoas falando ao celular dirigindo, sendo que um deles era moto táxi, e duas pessoas furando sinal vermelho na maior velocidade... o que falta é vergonha na cara de certas pessoas que desrespeitam o trânsito todos os dias! Sou a favor de radares espalhados pela cidade, pois só quando atinge o bolso é que o povo respeita as leis.
 
Nicoli Curci em 21/11/2011 05:04:45
O que falta são os pais desses jovem, ensinar o que é certo e errado, e apreender a dizer não aos filhos quando precisar, educação vem de casa, os jovens estão muito livres hoje em dia e isso que dá no final.
 
Alexander Hildebrand Chendrik em 21/11/2011 03:57:32
Certo o Prefeito, mas é preciso fazer mais, ter mais fiscalização no trânsito, veículos com cinco lugares carregam sete, oito, até mais ocupantes. Outro dia uma TV mostrou garotas desfilando as nadegas em cima de carroceria de um auto; notadamente o que falta é mais policia na rua, com poder para prender e esquecer aquela negócio de " sabe com quem está falando" Policia na rua já.
 
MILTON SILVA em 21/11/2011 03:27:22
Está corretíssimo o prefeito de nossa cidade em apoiar a lei de restrição a consumo de álcool nas ruas e também em locais públicos, como praças, parques e avenidas. A farra com bebida alcoólica em Campo Grande tem que ser combatida por todos. O comércio tem que se adequar a uma realidade onde a segurança e a saúde pública vem antes do lucro.
 
Angelo Mateus em 21/11/2011 02:52:52
Concordo plenamente com o prefeito, em países como a Irlanda e a Inglaterra por exemplo é proibido beber nas ruas, e dirigir sob efeito do álcool, porém lá se tem transporte público eficiente, existe fiscalização e a lei é aplicada de fato.
 
Luciano Bandeira em 21/11/2011 02:23:10
Novamente,falando no geral(não deste caso):
Tentem dirigir aos domingos de tarde nos bairros.Os acachaçados dos churrascos tornam tudo um inferno.Vão de carro ao churrasco e de carro voltam (com 10litros de álcool na cabeça). Acho que seria bem mais bacana aproveitar AS PESSOAS e sua COMPANHIA e não a bebida e acabar de vez com essa maldita ideia que onde tem birita está a felicidade.
 
Madalena Sortioli em 21/11/2011 01:07:11
Vou FALAR NO GERAL, não desse acidente pq ninguém sabe o que ocorreu: muitos campo-grandenses VIVEM pelo fim de semana, para comer o tal churrasco em bando, com a maldita vaquinha da cerveja. Toda cerveja do mundo não basta, tem que ter mais, mais, mais até que se caia de tanto beber, para dizer que o fim de semana foi ótimo. Não é possível que as pessoas precisem tanto da bebida para viver.
 
Madalena Sortioli em 21/11/2011 01:01:15
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions