A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

19/05/2013 07:28

Prefeitura espera novo sistema para Onda Verde funcionar 100%

Paula Maciulevicius
Na Afonso Pena, pegar a sequência de sinais verdes tem ficado cada vez mais difícil. (Foto: Vanderlei Aparecido)Na Afonso Pena, pegar a sequência de sinais verdes tem ficado cada vez mais difícil. (Foto: Vanderlei Aparecido)

Trechos onde os motoristas seguiam no embalo parecem ter encurtado na avenida Afonso Pena. Pegar a sequência de sinais verdes tem ficado cada vez mais difícil para quem trafega na principal via da Capital. De reclamações dos motoristas à constatação da própria equipe de reportagem: se consegue pegar no máximo seis quadras sem ser quebrado pelo semáforo vermelho.

Veja Mais
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber
Homem que morreu atropelado tinha 51 anos e foi identificado pela mãe

“Funciona da rua Alagoas até a Bahia, daí depois não tem mais. No centro então, é caótico”, conta o advogado Felipe Lopes, 23 anos. O fisioterapeuta Daniel Gomes, 34 anos, comenta que até certo pedaço os motoristas conseguem andar pela onda verde no sentido Centro/shopping. “Mas na direção contrária não. Como em vários outros pontos da cidade”, relata.

Na prática, a prefeitura diz que a onda verde só vai existir depois de implantar o Centro de Controle Operacional e que já está tem um projeto contratado para o serviço. Segundo a diretora-presidente da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Katia Maria Moraes Castilho, até agora o funcionamento dos semáforos têm sido através de controladores individuais, sem que a Agência tenha um controle direto.

A diretora-presidente explica que a onda verde existe em alguns trechos e o que acontece na avenida Afonso Pena, por exemplo, considerada uma via de certa sincronia, é que os relógios que fazem o planejamento do abrir e fechar dos semáforos perdem a sincronização por falta de centralização.

“Uma boa onda verde precisa de, no mínimo, quatro intercessões sem parar. Em via de mão dupla ela não existe a não ser por segmentos que tem que dar prioridade nos dois sentidos”, reforça.

Parte desta centralização já está começando a ser implantada agora. Segundo a Agetran, serão feitos 200 controladores no perímetro da avenida Fernando Corrêa da Costa a Mato Grosso e da rua Ceará a avenida Ernesto Geisel e o prazo de execução é entre 2013 e 2014.




Uma ótima sugestão a presidente seria colocar os amarelinhos para trabalhar, em dias de jogos e quando há algum problema maior como na ocasião do incêndio ao planeta real as ruas ao entorno da afonso pena, virarão um caos, fora que o telefone da agetran nunca funciona!!
 
Henrique Abrao em 20/05/2013 08:37:25
Meu Deus, vão gastar mais dinheiro na piada da onda verde, minha nossa, vão tampar buraco, as ruas estão pela hora da morte...
 
MAXIMILIANO RODRIGO ANTONIO NAHAS em 20/05/2013 08:12:21
DUVIDO
A PREFEITURA SO SABE ESPERAR
E NAO FAZ NADA
FORA BERNAL
 
julio junior em 19/05/2013 19:05:30
Faço o trajeto da Afonso Pena do Shopping até seu início de segunda a sexta e realmente é visível confirmar isso.
Pela Avenida Mato Grosso é possível ir da Rua Ceará até a 25 de Dezembro pegar a onda verde, indo a 45 até 50 km/h.
Infelizmente o problema daquela avenida ainda é a rotatória da Via Parque. Problema que não tem solução no horário de pico.
Quanto a Afonso Pena, ela tem uma boa mobilidade, porém é necessário estudar sua movimentação pelo centro devido a quantidade pedestres.
 
Antônio Marcos Alencar de Lima em 19/05/2013 17:45:58
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions