A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

30/12/2013 15:58

PRF cria “big brother” aéreo para inibir infrator e reduzir acidentes

Aliny Mary Dias
Patrulhamento é feito pelo ar em helicóptero (Foto: Divulgação/PRF)Patrulhamento é feito pelo ar em helicóptero (Foto: Divulgação/PRF)

Com objetivo de diminuir os acidentes das estradas federais que cortam Mato Grosso do Sul e reduzir a fama da BR-163 de rodovia mais violenta do Estado, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) implantou uma nova estratégia para punir os maus motoristas.

Veja Mais
Acidentes batem recorde nas rodovias e mortes aumentam 21%
Acidentes no feriado de Natal aumentam o número de mortes em rodovias estaduais

O patrulhamento aéreo e o acompanhamento de perto dos motoristas que não respeitam as regras de trânsito começaram a ser colocados em prática no último dia 15 de novembro, feriado da Proclamação da República.

O trecho escolhido pela corporação fica entre Campo Grande e Nova Alvorada do Sul. A experiência consiste em abordar e orientar os motoristas em uma primeira barreira policial e depois acompanhar a percurso em um helicóptero da corporação.

Se o motorista cometer alguma infração, o acompanhamento aéreo informa a próxima base da PRF e o condutor é parado novamente. Depois de ser questionado sobre as orientações e infrações cometidas, o motorista é levado para uma sala e um vídeo que faz parte do programa Cinema Rodoviário é mostrado.

Helicóptero é usado em patrulhamento (Foto: Divulgação/PRF)Helicóptero é usado em patrulhamento (Foto: Divulgação/PRF)

“Além de mostrar o vídeo, os condutores são autuados conforme as regras de trânsito e informados sobre os erros cometidos durante a condução dos carros”, explica a inspetora Vanessa Freire.

Conforme a corporação, o objetivo é mostrar aos condutores que o trabalho de fiscalização e o investimento em equipamentos sofisticados não surtem efeito se os motoristas não agirem de forma consciente.

“Por mais que a gente intensifique as fiscalizações na época de fim de ano, de nada vale se o motorista não respeitar as leis de trânsito e principalmente a velocidade da via”, explica a inspetora.

A escolha da BR-163 em ser a pioneira a ter a estratégia aplicada ocorreu em razão de a rodovia ser o palco de 40% das mortes ocorridas em estradas de Mato Grosso do Sul. Outro ponto que levou a escolha da via é que a BR-163 corta o Estado de norte a sul.

Movimento – A expectativa da PRF é que o patrulhamento aéreo seja intensificado amanhã (31) quando o movimento deve aumentar. Historicamente, o Feriado do Ano Novo é mais violento nas estradas do Estado em relação ao do Natal.

O número de acidentes, registrado em 2013 nas rodovias que cortam Mato Grosso do Sul, foi o maior nos últimos quatro anos e a quantia de mortos foi 21% superior à verificada em 2012. 

Até 20 de dezembro de 2013, foram 3.559 acidentes, com 212 vítimas fatais, 37 a mais que as 175 mortes nas 3.334 colisões registradas no ano passado. A rodovia mais violenta foi a BR-163, onde 78 pessoas perderam a vida em 2013. Na BR-262, 45 morreram e, na BR-267, o número de óbitos chegou a 36.




Se colocassem Drones nas estradas com monitoramento de cameras não seria mais barato e eficiente para a União? É uma sugestão!
 
Geraldo Santiago em 30/12/2013 19:45:37
Eu acho que a PRF deveria ver as verdadeiras causas dos acidentes e não brincando de policia, eles deveriam ver que a maior parte das causas dos acidentes é devido a uma pista simples onde força que os motoristas pratiquem infrações de trânsito, e outro que essa aeronave fosse empregada para salvar vidas e não ficar brincando de gato e rato, pois a hora de operação de uma aeronave dessa o custo é altíssimo, temos que ser mais coerentes com o dinheiro publico e não fazer um disso tudo uma grande propaganda para a PRF, não queremos pessoas comprometidas e não sensacionalismo, chega disso, estamos em outros tempos que o povo não acredita mais em tanto pluma ..... vamos ser mais coerentes policiais rodoviários, vamos lutar pela duplicação e pela conservação das rodovias.....isso é certo..
 
Paulo Silvano em 30/12/2013 19:08:38
Parabéns pelos novos procedimentos da PRF. Agindo desta forma, além de punir os motoristas infratores, evitando acidentes e preservando vidas, talvez os bons motoristas multados por arbitrariedade, foi o meu caso, vez que fui penalizado por ultrapassar na "faixa contínua" o que de fato NÃO ACONTECEU, sejam poupados deste modalidade de abuso.
 
Orlando Amaral de Oliveira em 30/12/2013 18:21:12
" Ser ético é : quando você faz a coisa certa sem que ninguém esteja vendo ! "
Autor desconhecido.
Ética é a maior beleza que a pessoa pode cultivar.
 
Honório Lucio em 30/12/2013 17:28:05
Bom trabalho PRF!!!! As pessoas as vezes levam a mal o trabalho desenvolvido pelas autoridades, mas são em benefícios das pessoas e da comunidade, eu mesmo prefiro ir preso do que ver uma tragédia com uma pessoa que amo!!!! Então pense antes de ir viajar, sai sem presa, descansado e tranquilo, boa viajem e que Deus os abençoe!!!!!
 
Marcos Paulo Hillesheim em 30/12/2013 17:21:47
Muito bom!
Acredito que a maior causa dos acidentes são provocados pela imprudência de motoristas que não respeitam as sinalizações de ultrapassagem. Penso que álcool nas rodovias são minoria.
 
Fabiano Andrade em 30/12/2013 17:10:09
Embora seja, à primeira vista, mais oneroso para os cofres públicos, é uma iniciativa excelente. Com o aumento da punição aos infratores ocorrerá menor número de acidentes, e por conseguinte, diminuirá o número de pessoas atendidas pelo SUS e recebedoras de auxíulio doença e pensão por morte. Assim, no cômputo geral, terminará por diminuir os gastos com acidentes de trânsito. Parabéns pela iniciativa, e que ela se amplie por todo o Estado.
 
Edson Junior em 30/12/2013 17:02:45
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions