A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

05/04/2016 09:50

Risco de incêndio após acidente interdita trecho do anel viário

Antonio Marques e Natalia Yahn
Carreta carregada com óleo diesel bate na traseira de caminhão e combustível vaza na pista interditando o anel rodoviário (Foto: Fernando Antunes)Carreta carregada com óleo diesel bate na traseira de caminhão e combustível vaza na pista interditando o anel rodoviário (Foto: Fernando Antunes)

Um acidente envolvendo três veículos na manhã desta terça-feira (5), entre eles uma carreta que transportava 41 mil litros de óleo diesel e um caminhão que carregava água, no anel rodoviário (BR-163), próximo ao bairro Itamaracá, provocou vazamento do combustível na pista. Por conta do risco de incêndio e explosão, o Corpo de Bombeiros interditou a rodovia nos dois sentidos, o que pode durar pelo menos quatro horas.

Veja Mais
Vítima de acidente entre veículos na BR-060 morre na Santa Casa
Acidente mata passageira de moto e deixa pai dela em estado grave

De acordo o motorista do carro de passeio, Land Rover Discovery, envolvido no acidente, Airton Dellagnol, 55 anos, todos os veículos seguiam no sentido para saída de São Paulo no anel rodoviário. Segundo ele, um caminhão frigorífico, que estava a sua frente, deu sinal para deixar a via à direita e reduziu a velocidade. Esse procedimento teria sido realizado por ele e o condutor do caminhão que transportava cerca de 15 mil litros de água. “O motorista da carreta de combustível não reduziu e provocou o acidente. Foi excesso de velocidade”, relatou.

Já o motorista da carreta, Osmar Leandro Martins, 40 anos, que saiu de Paulínea (SP) e seguia para descarregar em um posto de combustível na própria rodovia BR-163, preferiu culpar o procedimento do condutor do caminhão que reduziu para deixar a via, que teria saído da pista “irregularmente". "Foi o motorista do caminhão frigorífico quem provocou o acidente”, declarou.

Com a colisão o tanque de combustível se chocou no cavalo da carreta, amassou e abriu um buraco, provocando o vazamento do óleo diesel na pista. Por isso, o tenente do Corpo de Bombeiros, Hildo Pereira, decidiu interditar a rodovia por conta do risco de incêndio e explosão no local.

Osmar Martins disse que estava aguardando chegar uma motobomba para fazer a transferência do combustível para outra carreta e assim acabar com o vazamento. Segundo ele, o procedimento deve durar cerca de quatro horas. Período que a pista deverá ficar interrompida, conforme o Corpo de Bombeiros.

Uma equipe da PRF (Polícia Rodoviária Federal) e duas da CCR MSVia, concessionária responsável pela exploração da rodovia estão no local para fazer a segurança e a limpeza da via. A PRF está liberando o tráfego em uma via lateral, não asfaltada, para não interromper totalmente o trânsito na região. Porém, a liberação é de um sentido por vez.

O congestionamento chegou a pelo menos um quilômetro nos dois sentidos depois de meia hora do acidente, com tendência a aumentar com o passar das horas. Após a contenção total do vazamento, as equipes da CCR MSVia devem fazer a limpeza da via e normalizar o trânsito no local.

Com a colisão, o tanque de combustível rompeu e vazou na pista (Foto: Fernando Antunes)Com a colisão, o tanque de combustível rompeu e vazou na pista (Foto: Fernando Antunes)
Equipes da CCR MSVia já estão no local fazendo a limpeza para a liberação da via. (Foto: Fernando AntunesEquipes da CCR MSVia já estão no local fazendo a limpeza para a liberação da via. (Foto: Fernando Antunes



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions