A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

30/01/2016 18:08

Semáforos para pedestres não funcionam e causam caos em cruzamentos

Mariana Rodrigues
No cruzamento da Rua Barão do Rio Branco com a Rua 14 de Julho o semáforo para pedestre não funciona. (Foto: Alan Nantes)No cruzamento da Rua Barão do Rio Branco com a Rua 14 de Julho o semáforo para pedestre não funciona. (Foto: Alan Nantes)

Mesmo com vários semáforos que auxiliam a travessia de pedestres, alguns cruzamentos na região Central de Campo Grande têm proporcionado um verdadeiro caos para a população que sofre para atravessar e conta com a cortesia dos motoristas. A reportagem do Campo Grande News presenciou a dificuldade que essas pessoas têm para passar em alguns cruzamentos da região central.

Veja Mais
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber
Homem que morreu atropelado tinha 51 anos e foi identificado pela mãe

Um dos maiores exemplos é o cruzamento da ruas 14 de Julho com a Barão do Rio Branco, um dos mais movimentados. Ali há um semáforo para pedestres, porém ele não funciona. O que se vê naquele trecho são pessoas tendo que atravessar em meios aos carros colocando a própria vida em risco.

O que se percebe ali no cruzamento é uma verdadeira concorrência para ver quem consegue atravessar primeiro, são carros que não esperam os pedestres terminarem de atravessar a via, assim como pedestres que vão se infiltrando na frente dos veículos para garantir a travessia no cruzamento.

Márcia Paulino diz que é preciso cuidado para atravessar. (Foto: Alan Nantes)Márcia Paulino diz que é preciso cuidado para atravessar. (Foto: Alan Nantes)

Esse é o caso do servidor público estadual Daitor Fagundes, 59 anos, ele é natural de Campo Grande, mas há 19 anos está morando em Bela Vista, mas está há algumas semanas na Capital a serviço. Esperando no cruzamento para atravessar a rua, ele conta que é um absurdo o semáforo não funcionar. "Isso precisa ser concertado o mais rápido possível e enquanto isso não acontece, temos que redobrar a atenção", indigna-se.

Para Márcia Paulino, 39 anos, auxiliar administrativa, como o semáforo não funciona, os pedestres precisam usar de artimanhas para conseguir atravessar ou até mesmo passar na frente dos veículos. "Na maioria das vezes os condutores não respeitam os pedestres, ainda para completar os semáforos que foram destinados para os pedestres não funcionam, então temos que esperar reduzir o fluxo de carros para poder atravessar", diz.

Tiago Santos, 22 anos, trabalha como panfleteiro no cruzamento onde o sinal não está funcionando. Ele garante que o pior momento é no final da tarde, onde as pessoas estão apressadas para ir embora. "Essa semana teve até acidente. Os carros param em cima dos pedestres", conta.

O aposentado Francisco Recaldo usa o jeitinho brasileiro para atravessar em segurança. (Foto: Alan Nantes)O aposentado Francisco Recaldo usa o jeitinho brasileiro para atravessar em segurança. (Foto: Alan Nantes)
Tiago Santos já presenciou até acidente nos cruzamentos. (Foto: Alan Nantes)Tiago Santos já presenciou até acidente nos cruzamentos. (Foto: Alan Nantes)

Como os semáforos não funcionam, em outros cruzamentos onde existe esse tipo de sinalização, os pedestres já não se preocupam em usá-las. Como é o caso do cruzamento da Rua 14 de Julho com a Avenida Afonso Pena. Ali o semáforo para pedestres fica em alerta, mesmo assim as pessoas não possuem o hábito de usá-lo.

O aposentado Francisco Recaldo, 66 anos, diz que para atravessar, precisa usar o jeito brasileiro. "Vou entrando na frente, dou sinal com a mão, tento atravessar mais rápido e vai dando um jeito", comenta.

Já para Eliel Nazário, estudante de 20 anos, o fato da sinalização própria para os pedestres não funcionar é muito perigoso. "A gente acaba se baseando nos sinais para carros mesmo e tendo que ter mais atenção".

Confira o vídeo do momento em que os pedestres se arriscam para atravessar no cruzamento, em que o semáforo está em alerta.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions