A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

31/08/2014 08:33

Tumulto na Marques de Lavradio atrapalha quem mora na região

Filipe Prado
O grande fluxo de veículos transforma a via em um caos (Foto: Marcelo Calazans)O grande fluxo de veículos transforma a via em um caos (Foto: Marcelo Calazans)

No Jardim São Lourenço, os moradores e motoristas reclamaram do trecho da Rua Marques de Lavradio, entre a Rua Coronel Salustiano Lima e Avenida Joaquim Murtinho. Com pontos de ônibus e saídas e entradas para mercados, vários carros escolhem a rota, deixando o trânsito caótico em horários de pico.

Veja Mais
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber
Homem que morreu atropelado tinha 51 anos e foi identificado pela mãe

Para aumentar o medo dos moradores, uma praça, localizada próximo a avenida, não tem sinalização horizontal ou vertical. O comissário Frederico Guimarães, 35 anos, frequenta a praça com o filho quando está na cidade. Ele garantiu que rua é perigosa, pelo fluxo de veículos.

“Aqui é intenso. Acho que deveriam colocar um sinal de três tempos ou algo assim”, sugeriu o comissário.

A Marques de Lavradio fica entre a Rua Coronel Salustiano Lima e Avenida Joaquim Murtinho (Foto: Reprodução Google Maps)A Marques de Lavradio fica entre a Rua Coronel Salustiano Lima e Avenida Joaquim Murtinho (Foto: Reprodução Google Maps)

A cozinheira Maria Deuzuite, 53, também percebeu o perigo da Marques de Lavradio. Ela espera sempre o neto na praça, em frente ao ponto de ônibus, para ajudá-lo a atravessar a rua. “É um sacrifício atravessar aqui. Temos que ficar atentos para os dois lados e ainda cuidar as outras ruas. É uma surpresa”, destacou.

Ela garantiu que muitos acidentes já aconteceram na via, inclusive com uma amiga. “Ela trafegava pela rua, quando dois carros, em alta velocidade, fecharam ela”, contou Maria.

Quem sempre presencia o caos no trânsito é o autônomo Ari Dalton, 38. Ele possui uma barraca de produtos importados no bairro e destacou o os problemas no trânsito. “Aqui o fluxo é grande e o movimento dos ônibus atrapalha ainda mais”, ressaltou.

Sem sinalização, ele também cobrou uma faixa de pedestres em frente à praça, ainda sugeriu mudanças na via. “Poderia ser transformado em mão única a rua. Se aqui só subisse, resolveria ou amenizaria”.

O Campo Grande News entrou em contato com a Prefeitura de Campo Grande para saber o que será feito para melhorar o tráfego na via, mas até o fechamento da matéria nenhuma resposta foi obtida.

O tráfego piora nos horários de pico (Foto: Marcelo Calazans)O tráfego piora nos horários de pico (Foto: Marcelo Calazans)
Maria precisa buscar o neto todos os dias no ponto de ônibus (Foto: Marcelo Calazans)Maria precisa buscar o neto todos os dias no ponto de ônibus (Foto: Marcelo Calazans)



Moro há 35 anos no local. Está impossível continuar. Para minimizar o problema uma das soluções seria a implantação de mão única. Esse assunto já foi levado à prefeitura diversas vezes, mas não sabemos por qual razão ela não se manifesta. Contamos com a ajuda desse veículo de comunicação. Obrigado.
 
Edson Paulucci em 31/08/2014 19:39:57
Eu moro na Rua Marquês de Lavradio há 35 anos. Hoje, está quase impossível morar ali. É um movimento absurdo de veículos nos dois sentidos. Muito desrespeito aos limites de velocidade, barulho e pedestres. Além do que, essa via não foi projetada para tanto tráfego porque é muito estreita. Engraçado, não? Uma via estreita com calçadas largas. Uma das soluções (acredito que a melhor), seria deixá-la de mão única. Outra, colocar, pelo menos, 3 radares em sua extensão. Não adianta quebra-molas porque ninguém respeita. Vou me permitir acompanhar o trabalho do Campo Grande News nessa empreitada de nos ajudar a resolver esse problema que já é crônico no bairro. Já se falou muito e ninguém toma nenhuma providência. Será que vocês vão conseguir?
 
Edson Paulucci em 31/08/2014 19:33:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions