A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

22/11/2013 07:20

Veículo conduzido por soldado sem CNH bate em poste e fere três em rua

Viviane Oliveira
A estrutura de cimento e ferro foi quebrada na base e só não caiu por conta da fiação elétrica. (Foto: Simão Nogueira)A estrutura de cimento e ferro foi quebrada na base e só não caiu por conta da fiação elétrica. (Foto: Simão Nogueira)

Três jovens ficaram feridos depois que um carro Ford Fiesta, de cor prata, atingiu um poste na Rua Amazonas com a Rua Rui Barbosa, na Vila Aprazível, na região do São Francisco, em Campo Grande. O motorista, um soldado do exército identificado por Diego Henrique, não tem CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Veja Mais
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber
Homem que morreu atropelado tinha 51 anos e foi identificado pela mãe

Segundo o BPTran (Batalhão de Polícia de Trânsito), o condutor do veículo seguia no sentido 13 de Maio, quando perdeu o controle da direção na rotatória do cruzamento, bateu no meio-fio, subiu na calçada e acabou atingido o poste de energia elétrica. O acidente aconteceu na madrugada desta sexta-feira (22). 

Com o impacto, a estrutura quebrou na base e só não caiu por conta da fiação elétrica. Um dos ocupantes do carro ficou gravemente ferido e foi encaminhado para a Santa Casa. O motorista e o outro passageiro foram socorridos com ferimentos leves. O nome deles não foram divulgados pela Polícia. 

A Enersul está no local e o poste será substituído. O bairro não chegou a ficar sem energia elétrica. Segundo a concessionária de energia, em todos os casos de acidente de trânsito são registrados boletins de ocorrência e, quando identificado a conta do prejuízo com o poste vai para o condutor. No caso de morte, quem paga é o responsável.

Nas últimas 24h, das 8h de ontem às 8h de hoje, foram registrados 43 acidentes, desses, 21 foram com vítimas e 10 foram atendidos pelo Juizado de Trânsito.




Para entrar e sair do quartel, TODOS os militares, alem da CNH tem que fazer um corso de pilotagem de moto
 
Alex andré de souza em 25/11/2013 10:36:07
Sr Bruno Puglia, o soldado não tem poder de polícia, é o que está na Constituição Federal. Somente em alguns casos e por decisão presidencial. Praças das Forças Armadas não são autoridades. Principalmente neste governo que vem incentivando um revanchismo contras as FA.
 
Rogério Martins em 23/11/2013 14:50:01
Sinceramente acho uma pouca vergonha, o cara é AUTORIDADE se você desrespeita-lo ou agredi-lo é preso e ele não se dá ao respeito com a sociedade de ter habilitação e nao provocar esse tipo de acidente. Devia dar o respeito!
 
Bruno Puglia em 22/11/2013 15:07:22
O pessoal do comentário ai, em vez de vocês ficarem querendo achar algo para condenar o soldado fica tranquilo porque tem polícia e juízes para isso, deixa para eles julgarem o soldado. A final vocês que querem detonar o soldado no mínimo nunca deve ter errado na sua vida né? Não estou acobertando o erro dele, porque sabemos que poderia ter matado alguém e acabar em coisas piores do que isso, só quero dizer que não devemos ficar acusando aos outros, na verdade se fosse um filho seu o que você faria? Tem horas que temos que pensar antes de falar.
 
Daniel Batista em 22/11/2013 14:57:44
Sr Ronaldo e Sra Conceição, deveriam ler com mais atenção o que escrevi. O que me indignou foi o comentário do Sr Santos Filho. Por ser militar deveria dar exemplo. Concordo sim, devemos dar o exemplo, TODOS NÓS. Como ser militar fosse a solução de todos os problemas do País, porque quando um advogado bate o carro ninguém fala: por ser advogado deveria dar o exemplo; por ser médico deveria dar o exemplo, por ser professor deveria dar o exemplo. Esse revanchismo deveria acabar, só quem já serviu sabe o que é uma vida dentro do quartel. Tem ótimos e péssimos exemplos. Muito mais ótimos exemplos do que péssimos. O comentário sobre sair do quartel, foi um comentário sobre o controle que as Forças Armadas fazem para evitar qualquer coisa errada e para evitar esses comentários discriminatórios.
 
Rogério Martins em 22/11/2013 13:47:21
É uma vergonha saber que um militar que deveria dar o exemplo para a população esta nos mostrando que por ele ser militar ele pode sair dirigindo ou pilotando sem possuir CNH só por ser militar!!e o teste do bafômetro?!só por ele ser militar não fizeram? ou fizeram e não quiseram divulgar?!!parabéns Brasil!!!
 
Hélio guedes de souza em 22/11/2013 13:23:39
Belos exemplos temos muitos como esse por aí, em várias camadas da sociedade em todas as classes. E como a lei praticamente não pune com rigor casos de direção alcoolizada, direção sem habilitação, direção em alta velocidade, seguiremos com esses acontecimentos lamentáveis.
 
Adriano Magalhães em 22/11/2013 13:06:44
Sr Marcos da Silva, para comprar um carro você não precisa ser habilitado, só para dirigi-lo é necessário a CNH. O exército só tem poder de policia do portão para dentro, do portão para fora a responsabilidade é dos agentes de transito, e ai sim, concordo com você que não existe fiscalização em Campo Grande. Depois das 22:00h é cada um por si e Deus contra todos no trânsito.
 
Alex andré de souza em 22/11/2013 12:56:26
E mais uma vez fica demonstrado que o que causa mais acidentes em Campo Grande não é andar acima da velocidade (a infração que gera mais multas), mas outro tipo de infração (neste caso: dirigir sem ser habilitado), que só vai diminuir com mais blitze. Mais perguntas que não calam:
1. foi feito teste de bafômetro do motorista? Qual o resultado?
2. O carro era do militar? Se sim, usou para ir ao trabalho? Se sim, porque nunca foi fiscalizado ao entrar/sair do quartel?
3. O carro era do militar? Se sim, quem vendeu para ele não pedi ver o CNH antes de deixar o moço fazer o test-drive?
E o mais preocupante:
4. Ha quanto tempo o militar estava dirigindo? Então neste tempo, porque que nunca passou por um blitz, que poderia ter confiscado o carro e evitado o acidente???
 
Marcos da Silva em 22/11/2013 11:27:54
Ja que gurizao nao tem compromisso nem carteira e acha pode estar dirigindo ai colocando risco vida pessoas, o quartel deveria dar castigo pro mocinho acorda pra vida cair na realidade, sera companheiros carona tbem nao tem amor vida andar com alguem sem CNH,,, povo acha que tem 07 vidas porque nao dao valor na vida,
 
ROSILENE LEONEL em 22/11/2013 11:08:07
Cidade sem lei. Normal isso.
Tempo bom em que a polícia revistava tudo que é grupinho parado na rua.
Hj o povo faz roda de maconha e não dá nada.
Pessoas andam armadas pq não tem mais esse tipo de policiamento.
Foi se o tempo das blitz em bairros.
Hj dirigem bêbados, drogados, sem CNH, de menor e não dá nada.
Sabem que não tem mais blitz como antes.
Eu só vejo polícia militar na rua, quando tem gente morta e a de trânsito, quando tem batida de carro.
 
Francis P. Lucas em 22/11/2013 10:47:56
Sr.Rogério martins o Sr.Santos filho em momento algum disse que ele saiu do quartel sem a habilitação e sim que ele estava conduzindo um veiculo sem habilitação de madrugada e provavelmente nao era do quartel que ele vinha certo ? e se Sr. ler com mais atençao a noticia vera que diz que o soldao nao possui cnh e e isso nao bricadeira é uma palhaçada querem cobrar tanto da populaçao e os proprios militares que deveriam dar exemplo provocam acidentes dirigindo sem cnh, e a respeito do seu comentário sobre medicos, padres,pastores nao se deveria usar de exemplo e sim ter vergonha e tentar fazer a diferença.
 
conceiçao brites em 22/11/2013 10:26:03
É isso mesmo Sr. Rógerio Martins, qq profissão está sujeita aos más exemplos, qd é assim é o sujo falando do mal lavado.
 
Simone Pereira em 22/11/2013 10:12:55
Rogério Martins... "O motorista, um soldado do exército identificado por Diego Henrique, não tem CNH (Carteira Nacional de Habilitação)." no texto, e no teu comentário "Pode ter certeza que ele não saiu do quartel sem habilitação.". O sr. ao menos leu a matéria?
 
Ronaldo Castor em 22/11/2013 10:07:28
Sr Santos Filho, qual o problema dele ser militar? Temos médicos que fumam, temos padres pedófilos, temos pastores que exploram os fiéis, temos advogados que dão o golpe em clientes. Pode ter certeza que ele não saiu do quartel sem habilitação. Lembro disso quando servi, sem habilitação e sem o documento do carro em dia não saia com o veículo. É brincadeira o seu comentário.
 
Rogério Martins em 22/11/2013 09:45:49
E o teste do bafômetro?? qual resultado?
 
Douglas Cavalcante em 22/11/2013 09:42:20
Belo exemplo de um soldado do exército dirigir sem CNH é brincadeira.
 
santos filho em 22/11/2013 09:13:20
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions