A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

22/11/2016 10:20

Agente marcado para morrer coloca Máxima em alerta redobrado

Em 18 dias este é o segundo comunicado que presídios de MS recebem sobre possível atentado a mando de facção

Guilherme Henri
Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande (Foto: arquivo/Gerson Walber)Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande (Foto: arquivo/Gerson Walber)

Agentes penitenciários do Estabelecimento Penal de Segurança Máxima de Campo Grande estão em alerta redobrado desde sábado (19), quando receberam novo alerta do serviço de inteligência da segurança pública em Minas Gerais sobre um atentado no presídio da Capital de Mato Grosso do Sul. Em 18 dias, este é o segundo comunicado que presídios de Mato Grosso do Sul recebem.

Veja Mais
Preso transferido é encontrado morto na máxima e a suspeita é de homicídio
Setor de inteligência alerta presídios de MS para novos ataques de facções

De acordo com agente penitenciário, que terá a identidade preservada, as informações sobre o atentado foram descobertas em Minas Gerais. Foi apurado que há determinação de uma facção criminosa para assassinar um agente penitenciário da Máxima.

Questionado, o diretor presidente da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), Airton Stropa, não confirmou a circular. Disse que este tipo de informação é sigilosa e quem a detém é o setor de inteligência do órgão.

Alerta - No dia 4 deste mês, os diretores dos presídios de Mato Grosso do Sul receberam o primeiro alerta da Agepen sobre possíveis ações criminosas contra agentes penitenciários estaduais e federais.

O setor de inteligência do Depen (Departamento Penitenciário Nacional) detectou possível ataque de facção criminosa a agentes penitenciários em vários estados, incluindo MS.

Morte – Presidiário, que ainda não teve a identidade revelada, foi encontrado morto por volta das 6h, de hoje (22), no presidio de Segurança Máxima, em Campo Grande.

Ele era de Nova Andradina e foi transferido ontem para a penitenciária da Capital. Ele ficou em uma cela correcional, onde os internos ficam, quando são transferidos.

Hoje de manhã, o homem foi achado morto enforcado. A suspeita é de que a vítima foi assassinada. Ele estava com mais seis internos na cela.

Em agosto desse ano, o agente penitenciário Enderson Antônio Bogas Severi, 34 anos, foi ferido a tiros em atentado ocorrido por volta de 7h do dia 31, em Naviraí, distante 366 quilômetros de Campo Grande.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions