A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 26 de Outubro de 2014

09/01/2013 17:30

Ao responder sobre Scooby, Bernal sinaliza que cão poderá ser sacrificado

Nadyenka Castro, Helton Verão e Marta Ferreira
Bernal falou sobre Scooby na posse de guardas municipais. (Foto: Rodrigo Pazinato)Bernal falou sobre Scooby na posse de guardas municipais. (Foto: Rodrigo Pazinato)

Enquanto a ONG (Organização Não-Governamental) Abrigo dos Bichos busca informações sobre o cão Scooby, que foi arrastado, ficou ferido e foi diagnosticado com leishmaniose, em julho do ano passado, em Campo Grande, o atual prefeito Alcides Bernal (PP), sinaliza que o animal pode ser sacrificado.

Veja Mais
Saúde diz que divulga até quinta laudo sobre o cão Scooby
ONG pede informações do cão Scooby, pivô de polêmica sobre leismaniose

Ao ser questionado sobre o cachorro, Bernal declarou que gosta muito de animais, mas “entre uma criança e um animal, prefiro a criança”, referindo-se ao fato de que se for diagnosticado leishmaniose em cães, “vai fazer o sacrifício”. A eutanásia de cães com a doença é determinação do Ministério da Saúde.

A veterinária Sibele Cação, que foi tirada da presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária após defender o tratamento do cão, fez hoje um relato da situação clínica do cão, afirmando que não há razão para que ele sofra eutanásia. Segundo ela, Scooby começou a ser cuidado por veterinários no dia 18 de julho do ano passado. Estava com 31 quilos, falta de pelos ao redor dos olhos, ponta das orelhas com lesões e descamação, lesão nos cochins plantares e palmares (patas) já em processo de cicatrização.

No hemograma foi detectado anemia (queda dos glóbulos vermelhos). Também foi verificada a presença da leishmania, confirmando a leishmaniose. De imediato foi colocada a coleira repelente e também a contra carrapatos.

 

Cachorro ficou com patas machucadas por ser arrastado em moto. (Foto: Minamar Júnior/ Arquivo)Cachorro ficou com patas machucadas por ser arrastado em moto. (Foto: Minamar Júnior/ Arquivo)

O tratamento do cachorro terminou no dia 17 e ele já pesava 34,5 quilos. Dois dias depois o animal foi entregue ao CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), com as coleiras

Conforme a ONG, apesar dos exames apontarem a doença, não mostram a existência do bacilo e não há motivos para a eutanásia. “É importante frizar que, sob o ponto de vista técnico-científico, no dia 19/12/12, o Scooby poderia ser diagnosticado como não portador da doença”, fala a Abrigo dos Bichos.

A ONG informa ainda que caso não seja submetido a tratamento adequado, o quadro clínico de Scoobt pode retroceder.

Para obter informações sobre o animal, a Abrigo dos Bichos protocolou ofício na Secretaria Municipal de Saúde. A resposta à solicitação dever sair amanhã.



Resovido a questão, a partir de amanhã vamos matar todos os animais domésticos e silvestres sem exceção, pois não há meios de se analisar todos se tem ou não leishemaniose e os seres humanos infectados também, pois eles também podem transmitir a doença e acabar com essa polêmica! Na Europa e outros países civilizados nenhum animal é sacrificado, pois há tratamento para a doença, só que no Brasil que é uma "zona geral" e não conseguem nem tratar os seres humanos é que há essa discussão!
 
luiz antonio alves da cunha em 26/01/2013 11:43:47
Muita gente falando bobagens assim como nosso prefeito, que entende de epidemiologia da leishmaniose como minha avó entende de submarino nuclear.
Se os veterinários que trataram estão dizendo e provando que não oferece risco pra população e o controle tem de ser no vetor (mosquito flebótomo) quem são vcs pra discutirem sobre a doença, alguém é veterinário com experiência de tratamento? Toda essa argumentação foi feita na justiça que entendeu que os veterinários estão certos e a portaria foi revogada.
Só pra aumentar o desespero, o homem, o rato, o cão, o gato, a anta, a capivara e mais uma infinidade de animais domésticos e silvestres podem servir de reservatório pra leishmaniose.
"Tem mais coisa entre o céu e a terra do possa imaginar nossa vã filosofia"
 
Wilson Velasco em 18/01/2013 18:47:36
Maldito do homem que acredita no homem,sábias palavras biblica,fico com o cachorro.
 
MOACIR cOSTA em 17/01/2013 10:40:00
EU QUERO QUE O SCOOBY SEJA SAUVO E TENHA O DIREITO DO TRATAMENTO.POIS PARA AQUELES FILHOS DA PUTA DO CCZ ACHAM QUE ANIMAL BOM E ANIMAL MORTO E ELES ESTAO GANHANDO PARA MATAR E NAO PARA TRATAR.ISSO TA ERRADO NOS DEVEMOS MATAR O MUSQUITO DA LEISHMANIOSE E NAO O CACHORRO POIS O CACACHORRO E UMA VITIMA TAMBEM. SE E ASSIM MATAR UMA VIDA SO POR TEM DUVIDAS QUE ELA TRANSMITA A DOENÇA VAMOS MATAR PESSOAS COM DOENÇAS TRANSMISIVEIS TAMBEM(COM AIDS.DSTS.CATAPORA,SARANPO,DENGUE..ETC)PESSOAS SO SERVEM PARA TRAPALHAR A VIDA.TEM UM PAIS QUE LA ELES TRATAO O ANIMAL COM O VIRUS E SAUVAM O BICHINHO JA AQUI NESTA MERDA DE PAIS QUE SO QUEREM MATAR.E PRA QUEM PENSA QUE ANIMAL E TRANMISSOR DA DOENÇA COM LISENÇA MEU VOUTA PRA ESCOLA. PRA APRENDER TA.
 
luciana alves de andrade em 11/01/2013 20:21:03
Esse caso deve sim ser bem discutido para mostrar para a população e para o governo que a política atual de combate à leishmaniose está errada e desatualizada...
 
David Travagin em 10/01/2013 20:22:16
Sim Thiago Amaral... Com certeza muitas pessoas estudadas teriam sim, bem como muitos têm, um animal portador da leishmaniose, porém não doente. O problema, como muitos já falaram aqui, é o vetor! Leishmaniose é doença vetorial, assim como a dengue. O foco de ação deve ser no mosquito transmissor. O cão não é o único portador... Muitos outros mamíferos podem ser portadores e a preferência de alimentaçao do mosquito nem sempre é o cão. Quem tem autoridade para dizer se o cão necessita ou não ser eutanasiado são os veterinários. E muito se engana quem pensa que os veterinários do Abrigo dos Bichos são irresponsáveis e não pensam nos humanos, pois de acordo com o juramento da profissão, o tratamento e cura de doenças em animais tem sempre como objetivo o homem.
 
David Travagin em 10/01/2013 20:20:36
é isso aí Leandro Gomes concordo afinal um animal está valendo mais que um ser humano, o cão estando doente é tudo no particular,enquanto as pessoas que são picada pelo mosquito transmissor vão pro SUS,MORRER OU ESPERAR PELO TRATAMENTO gente vamos nos preocupar mais com as pessoas.faça meu favorrrrr
 
Elisangela da costa lemes em 10/01/2013 14:00:33
Certíssimo o prefeito, entre uma criança e o cão certamente prevalece a vida da criança. Essa doença não tem cura e é contagiosa.... Será que essas pessoas que apoiam a vida do cão doente teria ele em casa??????? grilos.....
 
Tiago Amaral em 10/01/2013 13:32:36
Para Daniele Nagy adote o cão e leve-o para conviver em sua casa com você e sua família e torça para não ter que trocar a vida de um filho ou outro ente querido pela vida de um cão com essa doença...
 
Daniel Pinheiro em 10/01/2013 12:59:33
Que eu gosto de animais, sim gosto;
Que eu já perdi animais de estimação com leishmaniose, sim já perdi alguns;
Que existe tratamento, sim o Scooby e outros que eu sei estão em tratamento para comprovar essa tese - mais razão e menos emoção por favor...;

Que eu gosto de pessoas, sim gosto, tenho um sobrinho de 01 ano além de sobrinhas adolecentes, enfim, são nossos familiares e alicerces.
Que já perdi pessoas com essa doença, não, não perdi mas conheço um colega meu que perdeu sua irmã com leishmaniose em 2003;

Que grande parte da sociedade é relaxada e deixa pontos/focos para os transmissores se procriarem, sim é, pois, sem isso não teríamos número de casos e mortes confirmadas de leishmaniose e de dengue em nossa cidade situação que só aumenta ao longo do tempo.
 
Roberto Rodrigues Cardoso em 10/01/2013 12:42:09
Muito fácil de resolver isso.
Cria-se uma lei que responsabiliza os moradores num raio de 50 metros da residência em que for constatado que uma pessoa estÁ passando por tratamento médico contra essa doença transmitido pelo cão.
O dono do cão doente, paga todo o tratamento médico e internações, recebe uma multa de 20.000,00 reais e responde criminalmento por tentativa de homicÍdio. e caso a pessoa venha a óbito, responde por homicio culposo.
SIMPLES.
Deixem os cachorros doentes vivos e que seus donos paguem por isso.


 
Renato Gonçalves em 10/01/2013 12:33:03
È ja me arrependi de votar nesse tal de Bernal, acho q o controle da leishemania não esta em sacrificar animais e sim em educação e higiene, é só perguntar para esse tal Bernal quais são os animais q são reservatório desse parasita.

 
Iracema Santos em 10/01/2013 11:33:14
eu so fico imaginando se todas as pessoas que tem seus cães com leish resolvessem não entregar para o sacrificio e tentasse trata-los em casa com a saude publica sendo o caos que é seria uma epidemia sem controle assim como a dengue se o ministerio da saude ,tem todos recursos pra saber se essa doença tem cura recomenda a eutanasia, é porque não tem.
Infelismente nossos cães são hospedero, com tratamento ou não, a doença esta la, pronta pra faser mais uma vitima e tomara não seja um ser humano.
 
marcos r soares em 10/01/2013 11:12:22
É e quem é que vai matar os animais silvestres que também são portadores da leishmaniose, porque não são apenas os cães e gatos os portadores da doença,

E o Bernal? tem que começar a tomar cuidado com o que anda falando e fazendo.
 
Luzia Auxiliadora Bispo Floriano em 10/01/2013 10:55:57
Engraçado o tanto de moralistas que temos aqui, não é? Ninguém leu que é determinação do Ministério da Saúde? Eu tive um cachorrinho que amava e todos da família amavam e sacrificaram por causa dessa doença. Alguém quer correr o risco de perder a própria vida por causa de um animal doente? Vocês, na maioria cristãos estão colocando a vida de um animal na frente da segurança da saúde de pessoas, de crianças. Se tem tratamento, não é só um cachorro, que mesmo tenha sofrido que nem ele, que tenha que ter direito ao tratamento. Muitos criticam, mais poucos param pra pensar de verdade. E mesmo o tratamento não acaba com a doença do cão, só impede que o mosquito transmita para outros, se o que vocês querem ver é o cão agonizando até a morte, tudo bem, agora parem de pagar de moralistas aqui.
 
Luciano Soares em 10/01/2013 10:54:16
Legal fazer eutanásia, né? Não é o único meio de combater a doença? Blz...vamos matar todos as pessoas que tem doenças infecciosas também...pq elas são transmissoras, assim como o cachorro!!! Não é verdade? Queria ver essas pessoas medíocres que defendem a eutanásia se tivessem um filho com leishmaniose, eles mandariam sacrificar o filho??? Será??? Deveriam...pois a criança seria um transmissor da doença. Ou a hipócrita da Amanda que diz que ama os cães como filhos mas mataria o cão sem pensar duas vezes se ele fosse doente...se se fosse os filhos dela, será que ela mataria tbm? Minhas cachorras sim são como filhas, e jamais sonharia em matar elas por nada...elas valem mais que a minha vida, eu gastaria todo dinheiro do mundo para tratar elas...assim como se faz por um filho de verdade!
 
Daniele Nagy em 10/01/2013 10:06:22
infeslismente joguei meu voto fora eu achava que o Bernal era mais inteligente, estou indignado, sem palavras...
 
paulo bezerra em 10/01/2013 10:05:22
Lamentável. Simplesmente estão colocando a vida de um ser vivo nas mãos de um prefeito que não dá a minima pra ninguem a não ser ele próprio e que não entende nada de animais. Por esse episódio ja da pra notar como será o tratamento das pessoas idosas, as que têm problemas de saúde e os carentes. E para quem se dizia o Salvador dos necessitados, vejo que mudou rápido seu discurso. A meu ver, não importa se é gente ou animal. É um ser de Deus e só Ele tem o poder de tirar a vida. Se ja está provado que o Scooby apresenta melhora considerável, por que sacrifica-lo? Pior é ler que alguns são favoráveis a esta conduta. Não devem amar ao proximo, certamente.
 
Jéssica Santos em 10/01/2013 09:39:50
Bem, se torna aos olhos dos mais fracos, muito mais facil sacrificar o animal, que tambem como nos seres humanos sao vitimas do MOSQUITO, este sim deveria ser combatido, com projetos serios, e apoio de toda populaçao limpando seus terrenos, eliminando focos do mosquito transmissor. Mas como sempre é mais conveniente sair sacrificando os animais, se existe o tratamento, pq nao faze-lo? nao estudá-lo mais a fundo? paises como Argentina praticam o tratamento, pq nao tentar? Sacrificar os cães é uma medida cruel e ineficaz.
 
Fernanda Cristina em 10/01/2013 09:31:26
ai bernal vai cuida primeiro da saude que padece em campo grande
 
erick silva em 10/01/2013 09:27:42
Como sempre o cão é quem leva a culpa, para todos os mals informados o cão não transmite leishhmaniose, e sim o mosquito é quem pica, principalmente em pessoas desnutridas, em idosos e imunossuprimidos, a questão do cão estar com essa doença e que ele sofre muito, mas com um bom tratamento isso pode melhorar, antes de julgar é bom se informar :*
 
Gleici Reis em 10/01/2013 09:03:34
NÃO SOMOS OBRIGADOS Á ENTREGAR OS CÃES, Temos que ser indenizados.....e vocês desinformados que são a favor do sacrifício...a criança...o idoso obteve LEISHMANIOSE não foi por causa do CÃO e sim da SUJEIRA que seu Vizinho ou até vc mesmo faz, mantendo um ambiente favorável ao mosquito, e tem mais...galinha...gambá...capivara...gato....rato...todos são portadores da doença...todos são capazes de repassar o PROTOZÁRIO
 
Raquel Renosto em 10/01/2013 08:55:24
Bom eu sou contra o sacrificio dos caes.Primeiro que o CCZ todos os caes que fazem exame tem Leishmaniose isso é fato.Deve ser para acaba com os cachorros né!Segundo os maiores culpados sao as pessoas que pega os Bichinhos e nao cuida como deve ser.Terceiro Mil vezes cuida dos bichos como o Abrigo dos Bichos fazem, do que por exemplo cuida de presos que sabemos que a maioria nao tem recuperacao, que podemos cuida e eles sai de lá e nos mata.A dengue esta ai em Campo Grande sera que é culpa do Prefeito?Nao é da populacao que nao cuida dos quintais, joga lixo onde nao deve, enfim tdo isso é uma Resposta das coisas que a Populacao faz errado os mosquito vem do Lixo que a populacao joga na cidade toda.O tratamento tem que começa na cabeça de cda um.Mas como né!Se tanto pede e fazem tudo errado
 
Susan K . Mendes em 10/01/2013 08:47:02
sábias palavras Thaysa Freitas Figueiredo....vc disse tudo para esses desprovidos de informações e conhecimento!!!
 
Etiene mendonça em 10/01/2013 08:34:34
O combate ao mosquito não se fala mais, o cão tem o direito a vida, não verbaliza e não tem como se defender, em minha opinião o animal tem direito ao tratamento, as pessoas que acham que o animal deveria ser "sacrificado" no dia do "sacrifício" deveriam ir olhar o animal ser morto ou aplicar eles mesmo a injeção e ver, ficar até o final, é muito fácil emitir opiniões entre a vida e a morte, mais ninguém que ir lá, é fácil muito, fácil, mais há uma epidemia de "DENGUE" e não vejo ninguém com essa "POMPA" de ataque ao mosquito, o BERNAL, hoje está Prefeito, mais não é DEUS e nem dono da verdade; não se trata de "povinho" mais de opinões que devem ser respeitadas, ouvidas e analisadas.
 
Nery Ribeiro em 10/01/2013 08:34:24
Acho que deve ser sacrificado sim!
Porque as pessoas agem apenas pela emoção do momento. exemplo disso são a sopas de final de ano, visita a moradores de ruas em épocas de comemoração religiosa, passou aquele dia, maltratam, ignoram entre outras.
Se até de parentes que cuidam algumas pessoas esquecem de dar remédio, imaginem de um cão.
#Só Acho!!
 
ALEX SANDRO GOMES em 10/01/2013 08:33:32
....o sacrificio ainda é a melhor solução tive um cachorro muito amado que foi infectado por esta doença e tivemos que escolher entre ele e a familia...as patas o scooby estão machucadas não só por causa que foi arrastado mas sim por conseguencias da doença...
 
Ester Menacho em 10/01/2013 08:25:47
Cada um que aparece, o ser humano é irresponsável,deixam focos de mosquito pra todo lado! não tem coragem de cuidar de seu quintal,jogam lixo em terrenos baldios e ainda veem com essa conversinha! de todos os seres vivo do mundo o mais depressível realmente é o ser humano! Irresponsáveis...Por isso não me canso de dizer que prefiro os bichos...pois cada um luta por aquilo que acredita e sinceramente o ser humano não tem salvação!
Então ......
 
Etiene mendonça em 10/01/2013 08:24:05
O prefeito, em sua declaração, demonstrou agir com racionalidade quando se trata de saúde pública. O poder público deve tomar medidas preventivas, como exemplo, a limpeza de terrenos baldios e multas, se for o caso,, para minimizar a ocorrência da leishmaniose e dengue.
 
Áttila Gomes em 10/01/2013 08:21:29
ENTRE UM CÃO E UMA CRIANÇA... PREFIRO UMA CRIANÇA .... CONVERSA FIADA
ESTE E O PREFEITO SE PREOCUPANTE COM UM CACHORRO, ENQUANTO TEM GENTE MORRENDO NAS FILAS DOS POSTOS DE SAÚDE... ENQUANTO A VIOLENCIA TOMA CONTA DE CAMPO GRANDE... E ELE AINDA PREFERE UMA VIDA
PARABENS....
 
DANIEL MATOS em 10/01/2013 08:19:23
Sou a favor do Bernal sim.... Não suporto pessoas que dão mais valor a vida de um animal do que de um ser humano...os valores de algumas pessoas estão mudados...Tanta criança passando fome e tem gente que compra água de coco para dar pra cachorro (me poupem né)...Não digo para maltratar, não ligar para os animais, mas vamos dar mais valor a vida de um ser humano...Conheço pessoas no meu circulo de amizade que dão mais valor á vida de um animal que do próprio irmão ou sobrinhos que estão do lado deles....
 
Rosineide Oliveira em 10/01/2013 08:18:39
Janaê Pereira - Tomara a Deus que vc ou um ente querido seu não pegue nenhuma doença considerada grave! Por existirem pessoas como vc que eu prefiro mil vezes salvar um animal do que vermes como o ser humano!!
 
Etiene mendonça em 10/01/2013 08:17:42
Tem que combater os mosquitos e não os cães... vamos começar cortando todas as árvores da cidade, afinal, sem folhas não tem como o mosquito palha (Flebótomo) se propagar.
 
Belkiz Freire em 10/01/2013 08:17:19
Engraçado esse povo que critica a ação de salvar os cães diagnosticado com a leishmaniose, acham mais facil sacrificar .... e o prefeito ao inves de cuidar dos buracos na cidade fica gastando tempo em se precupar com isso, quem tem q se preocupar em se ele deve ser sacrificado ou nao são os veterinarios.
E outra o prefeito deve se preocupar é com a dengue.... e vcs que criticam as pessoas que cuidam dos cães diagnosticado com a leishmaniose, vocês vão sacrificar quem por culpa da dengue ???? o prefeito??? o irresposável que nao cuida do próprio quintal ???? pq a dengue mata muito mais do que a leishmaniose ... então ao invés de criticar vão limpar o quintal de vcs .... pq isso também evita a leishmaniose .....
 
Glaucia Gama em 10/01/2013 08:15:32
"Enquanto os homens pensarem que os animais não sentem... os animais sentirão que os homens não pensam!!".
(Desconhecido)

"No semblante de um animal que não fala, há todo um discurso que só um espírito sábio é capaz de entender!".
(Provérbio Indiano)

"Quanto mais pessoas eu conheço, mais eu gosto do meu cão".
(Desconhecido)

"Eu amo o cão. Ele não faz nada por razões políticas".
(Will Rogers)
 
Juliana Taveira em 10/01/2013 08:04:52
"Um país, uma civilização, podem ser julgados pela forma com que tratam seus animais." (Mahatma Gandhi)

SEM MAIS!!
 
Éllys Natallia em 10/01/2013 07:59:18
É lamentavél que ainda tem pessoas que concordam que o cão Scooby não seja sacrificado, pois o tratamento não é a cura e sim deixar com que a leishmaniose se espalhe mais ainda pela cidade pois o cão continua a ser o portador dessa doença terrível só quem teve ou conhece alguém que ja teve leishmaniose sabe o que isso.
 
Eliane Meza em 10/01/2013 07:52:56
Que mentalidade simplista a dele...não trata-se de uma criança ou um cachorro...não é isso...trata-se de dar oportunidade ao cão de ser tratado e ver...quanto à criança nem preciso dizer. Já vi tudo,a política do extermínio vai continuar, também com um prefeito com mentalidade de radialista, sem uma visão além,sem ao menos ouvir quem tratou o cachorro...só podia dar nisso. Acho que já comecei a me arrepender de ter votado no Bernal.
 
Marcela Silva em 10/01/2013 07:47:55
quanto mais eu conheço o ser humano.mais gosto dos animais.
 
afonso gonçalves em 10/01/2013 07:39:58
Concordo com você Thaisa Lopes. Esta faltando bom senso das autoridades. Muito blablabla....
 
Rose Elaine da Silva em 10/01/2013 07:39:47
Prefiro o "animal" bicho ao animal "ser humano".

O bicho "Homem" é muito cruel!

A proposito o que aconteceu com o dito "humano" que fez isso com o cão???

A melhor saída no caso é condena-lo ao pagamento vitalício do tratamento do cão, já que o bicho homem só aprende (em raros casos) quando se mexe no seu querido bolso!!!!

 
Marcio Brunholi em 10/01/2013 07:28:44
Santa ignorância, sr. prefeito!
Vá se informar e ler sobre o tratamento e CURA dessa doença em cães.
Muito mais fácil matar cães (que não recebem propina de compra de voto) do que investir no combate ao mosquito.
Não temos que escolher entre um ou outro.. Temos que escolher pela vida!
Largue de ser birrento e querer fazer o contrário de tudo que o gestor passado fez.
Cresça, trabalhe e apareça!
 
José Alves em 10/01/2013 07:00:57
Absurdo! Quer sacrificar os cães porque á mais barato pra ele. Já foi mais que provado que há cura para doença, o Scooby é um exemplo claro disso. E aos conservadores que comentaram ai abaixo, me desculpem, mas não me venham com essa lorotinha de vocês. Cuidar dos problemas da chuva, lotação nos postos de saúde, segurança pública, o prefeito nem se pronuncia...tá certo, a prioridade é fazer polêmica.
 
André Serra em 10/01/2013 06:24:54
Todos os seres vivos da terra tem direito a a vida, se pode controlar a doença, não tem o poque de sacrificar o animal que está tão feliz com a nova família. Pessoas que falam que tem que sacrificar são pessoas secas que pensam só nelas, ignorantes e que vivem em seu mundinho fechado.

Se o atual prefeito concordar com essa atrocidade, irá ser mais um motivo para eu não gostar dele. Espero que se isso acontecer a população acorde e lembre disso na próxima eleição.

O cão no vota né Bernal? Por isso pode sacrifica-lo!

Se formos parar pra pensar... Teremos que sacrificar todas as pessoas que tem AIDS. Pois também é uma doença transmissível que fica encubada no organismo sem mostrar sintomatologia. Isso não deixa de ser um exemplo!
 
Thiego Lima Nogueira em 10/01/2013 01:09:12
A pergunta que fica com relação à eutanásia é: em que ponto sacrificar o animal vai efetivamente acabar com a doença? Esse método têm sido aplicado há anos e todos os anos temos os mesmos problemas. Temos que cobrar solução de verdade!
 
Ademar Freitas em 10/01/2013 00:42:23
Já pensou se começarmos a sacrificar todos cães, e não objetivar realmente ao causador da doença de leishmaniose, é fácil sacrificar um ser indefeso, sem voz e talvez sem direitos. Fico triste com pessoas talvez leigas que tenha esse tipo de comportamento, e com isso enquanto houver esse tipo de pensamento e atitude nunca poderemos se que pensar na erradicação da violência entre os seres neste planeta. Como dizia Ghandi "A grandeza de uma nação pode ser julgada pelo modo que seus animais são tratados.

 
Adriana Gomes em 10/01/2013 00:28:41
QUANTO MAIS CONHEÇOS CERTAS PESSOAS MAIS AMO OS MEUS ANIMAIS...
 
Tony Banderas em 10/01/2013 00:05:50
Então o prefeito prefere a vida de uma criança ao invés de a de um cão? Tudo bem prefeito, ENTÃO LARGA DE SER IGNORANTE E VÁ LER SOBRE O ASSUNTO, E SABERÁ QUE O CULPADO NÃO É O CÃO!!!! Tudo bem algumas pessoas serem desinformadas, mas um prefeito não saber lidar com a situação? Não ter pesquisado sobre um assunto de extrema importância? Ignorar a dor e o sofrimento de um ser só porque o senhor o taxou como "MENOS IMPORTANTE" ACORDA CAMPO GRANDE!!! Gostem de animais ou de crianças, o controle é feito com a prevenção do mosquito! Prevenção essa que não houve até agora! Mas matar é mais barato né prefeito, é mais cômodo e um monte de trouxa acredita nos teus argumentos falsos de "Oh eu prefiro crianças por isso mato cães"
 
Danielle Lopes em 09/01/2013 23:07:13
Seguindo esse "raciocínio" os humanos que são portadores de dengue têm que ser sacrificados também.
Sacrificados devem ser os politicos que não cuidam do lixo da cidade não verdade prefeito?
Demorou pouco para a máscara cair não é verdade prefeito?
De depender de meu voto, nem para sindico vc será eleito.
Que Deus tenha piedade de Campo Grande para não virar Dourados nos tempos do Ari Artuzi.
 
João Luiz em 09/01/2013 22:52:47
Será este tão alienado da verdade quanto seus patrícios e, 1864? O Governo insiste em omitir pesquisas internacionais, insiste em causar discórdia na cabeça na população e apelar pelo caminho mais fácil e doloroso para aqueles que tem sentimento. Até quando?
 
Luiz Fealsi em 09/01/2013 22:52:26
Falar em sacrificar e facil, dificil e limpar o quintal da sua casa e nao deixar juntar sujeira, falar dos vizinhos e facil, mas ninguem vai la no vizinho e diz ou vou te ajudar alimpar ai pra nao juntar bichos!
Quem fala pra sacrificar e porque deve ser um porco que nao limpa nem a pia de onde mora.
Prefiro bixo doque gente!
 
allex prado em 09/01/2013 22:52:19
Pelas primeiras ações do novo Prefeito, essa é uma que demonstra determinação e pençamento humanitário, entre investir em animais e ser humano não há o que se pensar, o ser humano em primeiro lugar.Porque esses que defendem os animais em detrimento do ser humano não levam esse scooby pra cuidar em casa.
 
porfirio vilela em 09/01/2013 22:51:56
Uma das promessas em sua campanha eleitoral era de que "faria uma administração mais humana", porém vemos um discurso tecido de palavras desumanas aliada a um argumento ignorante.
Concordo que se não há cura para o animal, o mesmo deve ser sacrificado.
Agora se há chances de que ele possa ser curado e voltar a ser um animal sadio, por que não dar sequencia ao tratamento?
Hoje em dia parece ser mais fácil resolver as coisas matando, do que tratando.
É assim com os viciados em drogas, com os pobres e marginalizados, e com aqueles que apresentam algum perigo à sociedade.
Isso não é um discurso moralista, de alguém que defende os animais. Só acho que precisamos refletir um pouco mais sobre nossas atitudes.

A Palavra de Deus diz: “O justo importa-se com a alma do seu animal doméstico.”
 
Wander Ribeiro em 09/01/2013 22:42:23
AI ESTA POPULAÇAO ESTE FOI O PREFEITO QUE VCS ELEGERAM, AO INVES DELE EESTA SI PREOCUPANDO CO A CIDADE JA QUE ATE AGORA ELE NAO FEZ NADA ,AGORA ESTA SI PREOCUPANDO EM TIRAR A VIDA DE UM ANIMAL QUE ESTA BEM ,E PARA A IMFORMAÇAO DO LEIGO PREFEITO A DOENÇA DO CACHORRO AGORA TEM TRATAMENTO,NAO E COM ANTES QUE TUDO PRA ELES TINHA QUE SACRIFICAR HOJE TEMOS TRATAMENTO E NAO CUSTA CARRO. 4 ANOS VCS VAO TER QUE VER CAMPO GRANDE IR A DERIVA .......PARABENS SEU PREFEITO NOTA 00 PRO SENHOR.
 
thiago alves em 09/01/2013 21:39:13
Penso semelhante aos comentaristas Hudson e Janaê. Entre um cão e um parente (humano), fico com o parente e sacrifico o cão. Até porque, do pouco que sei do assunto, as provas "científicas" de quem diz ser possível a cura de cães infectados por leishmania são contestadas por vários veterinários.
"É mais fácil sacrificar os cães do que combater o mosquito". Sim, mosquitos são miúdos e de captura mais difícil, isso quando não desenvolvem resistência aos inseticidas.
Não vejo o Bernal como um "santo de altar", muito pelo contrário, e não votei nele em nenhum dos turnos. Mas, de se ver a forma como as notícias tratam o cachorro comparadas às que falam do prefeito, não é de se imaginar que agora a mais nova desculpa para "tirarem" o Bernal pode ser um cachorro? Seria muito, muito cômico isso...
 
Marcel Ozuna em 09/01/2013 21:37:56
Será que o Abrigo dos bichos já foi fazer uma visitinha no hopital regional, para saber o que ´Leishmaniose ? Adoro animais alias tenho duas..... Mas nem por isso sou tão ignorante ao ponto de ignorar tal doença.... Essa pressão que estão fazendo sobre o caso scoob, me desculpe falar é simplesmente para aparecer na midia.....
Qualquer um sabe que leishmania em animais ainda não tem cura! Pq não fazem pressão contra o conselho federal de medicina veterinária ou sobre o Ministério da Saúde? Acorda Abrigo dos bichos.....
 
Tania ribeiro em 09/01/2013 21:32:19
Agora sabemos que a ignorância sobre o tema não é exclusivo da população que desconhece que os animais não transmitem a doença e sim o mosquito.
 
Juarez Souza em 09/01/2013 21:20:19
Janaê Pereira, continue assim, com esse pensamento pequeno que você vai longe... primeiro informe-se sobre a doença e principalmente sobre o vetor da doença. Se algo ou alguém tem que ser combatido é o mosquito e não os cães. Existe tratamento, e vem dando certo com diversos animais. E quem tem esse pensamento pequeno sobre os animais é que pode ser considerado "povinho", e não quem luta e defende os direitos daqueles que não sabem se defender sozinhos.
 
Amanda Oliveira em 09/01/2013 21:15:17
*** Gente, seja o Scooby ou qualquer outro cão, sendo positivo será sempre uma fonte de infecção. Sou a favor da punição para os agressores do cão, todavia, isso não exclui o fato do mesmo estar infectado pela Leishmaniose, e, convenhamos, qualquer Veterinário sabe, e quem lê, também pode saber que uma vez infectado, o cão não evoluirá para cura, e enquanto viver será o hospedeiro natural da Leishmania. O ideal seria o controle mecânico (limpeza) dos quintais, mas isso nem sempre é possível e como nós é que invadimos o habitat dos vetores (mosquitos transmissores), e estes são quase imperceptíveis na natureza, salvo por pesquisa entomológica, vamos seguir as normas do Ministério da Saúde, ou seja, EUTANASIAR os cães doentes. Afinal quem vale mais? Seu filho ou seu cãozinho?
 
Zuza Ratier em 09/01/2013 21:07:51
Este Bernal não sabe o que fala, tenho uma Boxer que foi diagnosticada com leishi e foi tratada, tá forte como um touro. Não apresenta nenhum sinal da doença. Convive com meus filhos numa boa. Felizmente não votei no Bernal, pois a cidade está se dando mal. E vai piorar.
 
anderson leite em 09/01/2013 20:58:14
Lamentável...a falta de informação leva muitos a ignorância, essa doença é como se fosse a diabete ou qualquer outra doença onde tem que fazer o tratamento com medicação todo o mês, e se for o caso de perigo para as pessoas, o que me diz Bernal, das pessoas que possuem doenças contagiosas ou transmissíveis...sugere também eutanásia?? Afinal, todos nós corremos riscos...pessoas com hepatite, HPV, Sífilis..etc...porque não começa a multar as pessoas que sujam a cidade...é mais facil matar um ser indefeso,né...dá menos trabalho..acorda Campo Grande...O mundo trata e o Brasil mata!!! Achei que nosso prefeito tivesse mais cultura, mais sabedoria..me enganei.
 
Iliana Conte em 09/01/2013 20:43:31
Já fomos enganados pelo ex prefeito Nelson Trad e agora seremos pelo Alcides Bernal, é isso? Quem acredita que pessoas estejam morrendo de leishmaniose por causa de cães simplesmente NÃO estudaram, NÃO leram, NÃO pesquisaram nada.
Os cães não transmitem leishmaniose. O mosquito transmite.
Nós precisamos enfrentar o PROBLEMA e não colocar a cabeça em um buraco e fazer de conta que não é problema nosso.
O Scooby, por exemplo, NÃO ESTAVA MAIS COM A LEISHMANIOSE NA PELE, portanto, AO SER PICADO PELO MOSQUITO, ESSE MOSQUITO NÃO FICAVA INFECTADO!
 
Priscila Arraes Reino em 09/01/2013 20:24:38
Fico impressionado como ainda existem pessoas com tamanha ignorância, como é o caso dos cidadãos que apoiam a eutanásia. Isso só prova que falta de educação gera cada vez mais alienados, como também parece acontecer com o "nosso" prefeito.
 
Fabiano Bataglia em 09/01/2013 20:05:51
Deus deu a vida a todos os seres e só Ele pode tirar ... se o transmissor é um mosquito pergunto? o que adianta matar os cães se podem tratados? o problema é que falta competência para exterminar os mosquitos ... os da dengue já tomaram conta da cidade e a população que sempre sofre as consequências ... população essa que não ajuda ... só critica e quer que sacrifique ... ESTOU INDIGNADA !!! TODA VIDA DEVE SER PRESERVADA !!!
 
Maria Titi em 09/01/2013 20:05:47
Não sou contra a eutanásia de cães, sou a favor desde que o proprietário não queira tratar, não tenha condições, o cão seja idoso, o cão está em estado terminal, e que junto com tudo isso a eutanásia não seja a ÚNICA forma de combate da leishmaniose. Fora isso mais campanhas educativas sobre a leishmaniose.
 
Diego costa morilhas em 09/01/2013 19:58:13
Janaê Pereira, antes de ficar falando, estude um pouco mais sobre a doença, pois o cão não é e nunca vai ser um VETOR da leishmania. O vetor sim deve ser combatido, mas é muito trabalhoso e muito mais caro do que matar um animal inocente. Ainda tem coragem de se vangloriar em matar cachorro. Existem médicos veterinários que estudam mais de 5 anos para poder ganhar um diploma e tratar esses animais, para que serve tanto estudo e pesquisa ? já pensou matar todos humanos que possuem doenças transmissíveis sem cura ?
Pode pesquisar, o pior método para controle de leishmaniose é a eutanásia de cães, e essa infestação de capivara na cidade pq ninguém sai matando capivara também ?
 
Diego costa morilhas em 09/01/2013 19:55:04
TENHO UMA CACHORRO QUE FOI DIAGNOSTICADO COM LEISHIMANIOSE, PAGUEI CARO NO TRATAMENTO, NÃO QUIS SACRIFICAR MEU ANIMAL AMADO, PASSADO 1 ANO DO TRATAMENTO, FIZ OUTRO EXAME QUE DEU NEGATIVO.
QUEM PUDER FAZER O TRATAMENTO FAÇA, É CARO MAS VALE A PENA.
QUEM DEVERIA PAGAR ESSE TRATAMENTO É O GOVERNO, A CULPA NÃO É DO CACHORRO, É DO MOSQUITO, QUEM TEM QUE MORRER É O MOSQUITO.
 
gustavo machado ferreira em 09/01/2013 19:44:05
Janaê Pereira, você é o tipo de pessoa que eu tenho vontade de vomitar quando vejo, sem noção desinformado, não sabe o que fala, pq você não vai primeiro procurar saber o que é a doença primeiro para depois vomitar todos seu ódio nos cachorros hein!?
 
PRISCIHELLEN FERREIRA em 09/01/2013 19:43:49
Assine nossa petição pública, confirme a assinatura no seu email, divulgue para o Brasil e o mundo e ajude o Scooby a sair dessa !

http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoListaSignatarios.aspx?pi=ABDB2012
 
Carla Coelho em 09/01/2013 19:40:09
Concordo com a Janaê Pereira e Hudson Machado!!!

Ao contrário do que foi comentado na matéria da jovem que morreu de leishmaniose, eu não sou funcionária do CCZ, mas acompanhei o sofrimento de uma criança de dois anos com leishmaniose.

Amo os meus cachorros, trato os como filhos, já fiz tratamento em um cachorro com leishmaniose, mas é uma responsabilidade que nem todos tem com o seu cão além de ser um sacrifício para o cão tomar tanta medicação.

Sou mãe, e acima de tudo, os meus filhos sempre serão prioridade!!!

Nunca terei dúvidas em escolher uma vida humana ou um animal. Quem protege a vida de um animal, é porque nunca acompanhou de perto um tratamento de leish em uma criança... nunca viu o sofrimento tanto da criança, quanto da família.

Concordo com o Bernal!!! 1º a vida humana!!!
 
Amanda Rodrigues em 09/01/2013 19:39:05
NA EUROPA OS ANIMAIS DIAGNOSTICADOS COM LEISHIMANIOSE SÃO TRATADOS E NÃO MORTOS. O UNICO LUGAR QUE FAZEM ESSA MATANÇA É NO BRASIL. ANIMAL TRATADO CORRETAMENTE NÃO TRANSMITE A DOENÇA. O CULPADO NÃO É O CACHORRO, O CULPADO É O MOSQUITO, OS GOVERNANTES NÃO TEM QUE MATAR OS CACHORROS, TEM SIM É QUE COMBATER O MOSQUITO.
 
gustavo machado ferreira em 09/01/2013 19:37:33
Janaê Pereira, deveriam ter sacrificado a filha do seu amigo? É melhor que manter vivo, para tratamento, "um vetor de uma doença terrível como a leishmaniose"?
 
Thaysa Freitas Figueiredo em 09/01/2013 19:22:51
É bem assim: quem vota são as pessoas.

Ainda bem que ainda uso a minha massa encefálica para pensar e não de peso pro meu pescoço.

Campo Grande - ignorante.
 
Jéssica Souza em 09/01/2013 19:22:14
É bom saber que o prefeito é só mais um na massa. Mais um ser não-pensante. O tratamento é comprovadamente eficaz. O que mais dói é ver a ignorância das pessoas que cessa a vida dos cachorros.

Alguém aí sabe que a capivara também é hospedeira intermediária da leishmania?
Que tal começarmos a sacrificá-las também?
E, por que não, sacrificarmos quem tem a doença?

Parem de assistir JN, BBB e informações cedidas às massas e comecem a estudar. Pesquisem. Conhecimento nunca é demais!

 
Jessica Souza em 09/01/2013 19:20:08
vcs falam que não e para sacrificar os animais com leishmaniose, porque ninguem da familia de vcs ainda teve a doença, ao inves de se preocuparem com a saude, com crianças cada vez mais cedo entrando para o munda das drogas, ou ainda se pergunda a si proprio o que pode fazer para ajudar o proximo, ficam se preocupando com animais doentes que podem transmitir doenças ao nosso filhos, isso e falta do que fazer, crie mais ongs para atende familias que precisam de amparo social... lembre-se animais saudaveis vida saudaveu, animais doentes perigo sempre.So quero lembra que uma criança com leishmaniose pode não ter o mesmo tratamento com medico que o animal, ja que o tratamento medico do animal e particular e ja de um criança pode ou não ser.
 
leandro gomes em 09/01/2013 19:18:01
As pessoas que são a favor da eutanásia.... eu só lamento!
Minha filha tem 4 anos e convive com minha cachorra que tem 5 e faz tratamento de leish desde que tem um ano. não entrego jamais a minha cachorra, que se alguém ver não sabe que tem a doença! basta meio comprimido na hora do almoço e outra metade na janta. e ela vive muito bem.....
acho que tinha era que combater antes de qualquer coisa o mosquito, que assim como a dengue é ele quem leva a doença ao cachorro. então limpem seus terrenos, não deixem nada sujo e que acumule água para que esse mosquito não se espalhe!!
 
juliana nomura em 09/01/2013 19:14:55
E O BERNAL? SAIA DESTA BRIGA ELA ERA DO NELSINHO, DEIXA O CACHORRO COM A ONG QUE ELE VAI SE SALVAR, E SALVAR A SUA PELE DESTA briga de cachorro grande. SOU CONTRA O SACRIFÍCIO DE ANIMAIS, TEM QUE SE ESGOTAR TODAS AS ALTERNATIVAS PRA SALVAR ELES...
 
MATEUS COSTA em 09/01/2013 18:58:05
É MAIS FÁCIL SACRIFICAR OS CÃES DO QUE COMBATER O MOSQUITO AFINAL CÃES NÃO VOTAM, SE ESTÁ SENDO TRATADO DEIXE-O EM PAZ CUIDE DAS CRATERAS ESPALHADAS PELA CIDADE.
 
YARUANA SOARES em 09/01/2013 18:35:54
Tem é que sacrificar. E não só o Scooby, qualquer cão que seja diagnosticado com a leishmaniose, o que não é justo e manter vivo um vetor de uma doença terrível como a leishmaniose, tem gente morrendo e o "povinho" se preocupa com um cão... Compara uma criança a um cão...

Tenho um bom amigo que viveu o drama de ter sua filha de 5 anos acometida com a leishmaniose viceral, é terrível, para a criança e para a toda a família... Internações sucessivas, muito sofrimento, e a incerteza de que a criança estará viva no dia seguinte...

Proteção dos animais ? E quem protege nossos filhos?

Eu concordo com o Bernal e lamento que o Nelsinho tenha cedido a opinião pública neste caso.
 
Janaê Pereira em 09/01/2013 18:30:56
o nosso prefeito alcides bernal esta com toda a razão, entre o animal e uma pessoa eu tambem fico com a pessoa.o tratamento nos cães não evitam que os mesmos deixem de transmitir a doença para as pessoas atraves do mosquito varias pessoas tentaram o tratamento gastaram dinheiro mas mesmo assim o cão morreu. É lamentavel que existem pessoas que dão mais valor a um animal do que nas pessoas, gastam mais dinheiro comprando comida pra cachorro do que com o ser humano, cavalo,boi, cães e gatos tem mais valor que um ser humano. isto é uma vergonha.
 
hudson machado em 09/01/2013 18:29:58
Este é o novo prefeito de Campo Grande que ao que parece pretende resolver os problemas da forma mais fácil. O tratamento é possível, então não venha com essa justificativa apelativa de "entre um animal e uma criança". É possível ficar com os dois. O que falta é boa-vontade e empenho.
 
Thaisa Lopes em 09/01/2013 18:06:05
imagem transparente

Desenvolvido por Idalus Internet Solutions