A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

01/12/2016 17:19

HR restringe atendimento em pronto-socorro por superlotação

Paulo Nonato de Souza
Pronto Atendimento Médico do Hospital Regional de Campo Grande (Foto: Arquivo / Marcos Ermínio)Pronto Atendimento Médico do Hospital Regional de Campo Grande (Foto: Arquivo / Marcos Ermínio)

A direção do Hospital Regional de Campo Grande decidiu restringir o atendimento no Pronto Atendimento Médico, disponibilizando o setor apenas para os casos mais complexos, com o encaminhamento de situações de baixa complexidadade para as UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e UPAs (Unidades de Pronto Atendimento).

Veja Mais
SES assina contrato que oficializa OS como gestora do Hospital Regional
MPE arquiva inquérito que investigava Hospital Regional por reter macas do Samu

De acordo com nota divulgada pela assessoria de imprensa do HR, a intenção é contornar o problema de superlotação com demanda espontânea.

“Os pacientes devem procurar as UBSs e as UPAs antes de recorrerem a atendimento hospitalar. Os atendimentos hospitalares só serão realizados após encaminhamento do setor de Regulação”, diz a nota.

O Hospital Regional tem 400 leitos, dos quais, 77 são da unidade do Pronto Atendimento Médico. Conforme dados da assessoria de imprensa, por dia são realizados no mínimo 105 atendimentos no PAM, e com as medidas anunciadas nesta tarde, o HR espera desafogar o pronto atendimento para atender apenas casos de alta complexidade.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions