A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

17/11/2016 11:20

Mãe e suspeito de maus-tratos têm histórico problemático, dizem vizinhos

Guilherme Henri e Julia Kaifanny
Residencial em que homem de 32 anos e sua mãe moram, na Vila Planalto (Foto: Marina Pacheco)Residencial em que homem de 32 anos e sua mãe moram, na Vila Planalto (Foto: Marina Pacheco)

Suspeito de maus-tratos e sua mãe de 61 anos já haviam passado por problemas há cerca de um mês, afirmam vizinhos. O homem de 32 anos seria esquizofrênico e usuário de drogas enquanto sua mãe, a vítima dos maus-tratos teria tentado tirar a própria vida tomando antidepressivos.

Veja Mais
Idosa estava dopada e filho será investigado por maus-tratos
Homem é preso suspeito de estuprar a própria mãe de 61 anos na Vila Planalto

O homem foi detido ontem (16) depois de moradores de seu prédio, localizado na Vila Planalto, na Capital chamarem a polícia afirmando que ele estuprava sua própria mãe. Na delegacia, a suspeita não foi confirmada, mas ele será investigado por maus-tratos, pois a idosa estava dopada e em condições precárias.

De acordo com uma moradora do prédio, que terá a identidade preservada, mesmo com o quadro de esquizofrenia, o homem aparentava ser muito tranquilo e nunca causou transtornos no prédio. “As vezes ele sai de carro e sua mãe também. Não tínhamos notado nada incomum até a idosa ter tentado se matar”, relata a moradora.

Inicialmente caso era tratado como estupro e foi atendido na Casa da Mulher Brasileira (Foto: Marina Pacheco)Inicialmente caso era tratado como estupro e foi atendido na Casa da Mulher Brasileira (Foto: Marina Pacheco)

Opinião que foi compartilhada por outra vizinha, que mora no local há 9 anos e detalhou que o rapaz já chegou a ficar internado depois que teve uma crise. “Depois que a mãe foi hospitalizada por tentar suicídio ele sofreu uma crise esquizofrênica e também foi internado. Porém, quando teve alta sua mãe o retirou da clínica em que estava se tratando”, disse a moradora.

O Campo Grande News foi até o apartamento da família, porém o suspeito não estava.

Caso – De acordo com informações da Polícia Militar, moradores ligaram para a polícia depois de notar que a idosa estava há dois dias em uma cama. Pela janela da casa, eles afirmaram que viram o momento em que o homem estava sob a idosa e ela gritava.

No local, os policiais encontraram a vítima inconsciente, debilitada e no meio de fezes. Ela foi encaminhada a uma unidade de saúde onde no primeiro atendimento foi levantada a possibilidade de ter sido estuprada, porém quando passou por uma avaliação o médico teria encontrado apenas assaduras em suas partes íntimas.

Na delegacia nenhuma testemunha confirmou a história e disseram apenas que a mulher estava desacordada.

A idosa continua internada no UPA Leblon. Já seu filho foi ouvido e liberado.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions